Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12105
Título : Efeito do volume do tubete, tipo e dosagem de adubo na produção de mudas de aroeira (Schinus terebinthifolia Raddi)
Título(s) alternativo(s): Effect of plastic tube volume, type and dosage of fertilizer in production of Brazilian peper (Schinus terebinthifolia Raddi) seedlings
Autor: José, Anderson Cleiton
Davide, Antonio Cláudio
Oliveira, Sandro Longuinho de
Palavras-chave: Aroeira
Fertilização
Mudas de aroeira - Qualidade
Fosfato monoamónico
Osmocote
Brazilian pepper
Fertilization
Seedling quality
Publicador: Universidade Federal da Grande Dourados
Data da publicação: 2009
Referência: JOSÉ, A. C.; DAVIDE, A. C.; OLIVEIRA, S. L. de. Efeito do volume do tubete, tipo e dosagem de adubo na produção de mudas de aroeira (Schinus terebinthifolia Raddi). Agrarian, [S.l.], v. 2, n. 3, p. 73-86, jan./mar. 2009.
Resumo : Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do volume do tubete, tipo e doses de fertilizantes na produção de mudas de aroeira (S. terebinthifolia). Foram testados tubetes de polietileno de 50 e 150 mL de volume e doses crescentes de MAP (fosfato monoamônico), aplicado em cobertura e Osmocote (fertilizante de liberação controlada), incorporado ao substrato antes do enchimento dos tubetes. Foram avaliadas as variáveis morfológicas: diâmetro do colo (D), altura da parte aérea (H), matéria seca da parte aérea (MSPA), matéria seca de raízes (MSR), matéria seca total (MST), além dos índices MSPA/MSR, H/D e índice de qualidade de Dickson (ID). Constatou-se efeito significativo do tipo de adubo, volume do tubete e doses no crescimento das mudas. Mudas padrão foram obtidas em tubetes de 50 e 150 mL, mediante a fertilização com MAP e Osmocote, entretanto, mudas com maiores dimensões foram obtidas em tubetes de 150 mL e adubadas com Osmocote o qual mostrou-se mais eficiente na produção de mudas da espécie estudada. Doses elevadas de fertilizantes ocasionaram aumento nos índices morfológicos (MSPA/MSR, H/D e ID), devendo-se utilizar 0,06 e 0,05 g L-1 de MAP em tubetes de 50 e 150 mL, respectivamente e 3,50 g L-1 de Osmocote em tubetes de 50 e 150 mL para a produção de mudas padrão de aroeira.
Abstract: This work aimed to evaluate the effect of container volume, type and dosage of fertilizer in the production of Brazilian pepper (S. terebinthifolia) seedlings. It was tested polyethylene containers of 50 e 150mL and increasing dosages of MAP (monoammonium phosphate) and Osmocote (Controlled release fertilizer), incorporated in the substrate before container filling. It was evaluated the morphological parameters: diameter (D), height (H), shoot dry weight (MSPA), root dry weight (MSR), total dry weight (MST.) and the indexes MSPA/MSR, H/D and Dickson quality index (ID). It was verified that the type of fertilizer, dosage and container volume has a significant effect on the growing of the seedlings. Target seedlings were obtained in polyethylene containers of 50 and 150 mL, using the fertilizer MAP and Osmocote, however, seedlings with higher dimensions were obtained in containers of 150 mL fertilized with Osmocote, which showed to be more efficient for production of seedlings of this species. Heavy dosages resulted in an increase of the morphological index (MSPA/MSR, H/D and ID). Dosages of 0,06 and 0,05 g L-1 of MAP in plastic tubes of 50 e 150 mL, respectively and 3,50 g L-1 of Osmocote polyethylene containers of 50 and 150 mL should be used for the production of Brazilian pepper target seedlings.
URI: http://ojs.ufgd.edu.br/index.php?journal=agrarian&page=article&op=view&path%5B%5D=420
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12105
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DCF - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.