Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12548
Título : Caracterização química das hortaliças não-convencionais conhecidas como ora-pro-nobis
Título(s) alternativo(s): Chemical characterization of the non-conventional vegetable known as ora-pro-nobis
Autor: Almeida, Martha Elisa Ferreira de
Junqueira, Allana Maria Bernardes
Simão, Anderson Assaid
Corrêa, Angelita Duarte
Palavras-chave: Pereskia aculeata
Pereskia grandifolia
Ora-pro-nobis - Nutrientes
Ora-pro-nobis - Antinutrientes
Ora-pro-nobis - Compostos bioativos
Ora-pro-nobis - Nutrients
Ora-pro-nobis - Antinutrients
Ora-pro-nobis - Bioactive compounds
Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Data da publicação: Jun-2014
Referência: ALMEIDA, M. E. F. de et al. Caracterização química das hortaliças não-convencionais conhecidas como ora-pro-nobis. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 30, p. 431-439, June 2014. Supplement 1
Resumo : Esse estudo teve como objetivo realizar a caracterização química das hortaliças não-convencionais conhecidas como ora-pro-nobis (Pereskia aculeata e Pereskia grandifolia). Foi determinada a composição centesimal e mineral, bem como os teores de vitamina C, carotenoides totais, β-caroteno, licopeno, ácido oxálico, nitrato, saponinas, compostos fenólicos e o inibidor da tripsina da farinha das folhas destas plantas. P. grandifolia apresentou os maiores teores de proteínas e de lipídios e os menores de cinzas e fibra alimentar total, que P. aculeata. Já P. grandifolia apresentou maior teor de cálcio, e para os demais minerais a P. aculeata se destacou. A P. aculeata também apresentou os maiores teores de vitamina C e β-caroteno. Quanto aos carotenoides totais e o ácido oxálico P. grandifolia apresentou maiores níveis, sendo que na P. aculeata não foi detectado o licopeno, mas os teores de nitratos foram 15 vezes superiores ao de P. grandifolia, apresentando também maior inibição da tripsina. Os teores de saponinas foram semelhantes nas duas amostras de farinhas analisadas. Conclui-se que as folhas destas cactáceas são importantes fontes de proteínas, fibras, minerais (principalmente o cálcio e o ferro) e de compostos bioativos. Mesmo sendo detectados antinutrientes nas farinhas, seu consumo diário não será suficiente para causar malefícios à saúde humana.
Abstract: Esse estudo teve como objetivo realizar a caracterização química das hortaliças não-convencionais conhecidas como ora-pro-nobis (Pereskia aculeata e Pereskia grandifolia). Foi determinada a composição centesimal e mineral, bem como os teores de vitamina C, carotenoides totais, β-caroteno, licopeno, ácido oxálico, nitrato, saponinas, compostos fenólicos e o inibidor da tripsina da farinha das folhas destas plantas. P. grandifolia apresentou os maiores teores de proteínas e de lipídios e os menores de cinzas e fibra alimentar total, que P. aculeata. Já P. grandifolia apresentou maior teor de cálcio, e para os demais minerais a P. aculeata se destacou. A P. aculeata também apresentou os maiores teores de vitamina C e β-caroteno. Quanto aos carotenoides totais e o ácido oxálico P. grandifolia apresentou maiores níveis, sendo que na P. aculeata não foi detectado o licopeno, mas os teores de nitratos foram 15 vezes superiores ao de P. grandifolia, apresentando também maior inibição da tripsina. Os teores de saponinas foram semelhantes nas duas amostras de farinhas analisadas. Conclui-se que as folhas destas cactáceas são importantes fontes de proteínas, fibras, minerais (principalmente o cálcio e o ferro) e de compostos bioativos. Mesmo sendo detectados antinutrientes nas farinhas, seu consumo diário não será suficiente para causar malefícios à saúde humana.
URI: http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/17555
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12548
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DQI - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.