Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12646

Título: Questões sobre a biodiversidade divulgadas em espaços não formais: um relato de experiência como modelo das atividades do museu de história natural da Universidade Federal de Lavras, MG
Autor(es): Gonçalves, Laise Vieira
Nascimento Junior, Antonio Fernandes
Melo, José Sebastião Andrade de
Assunto: Biodiversidade
Conhecimento museológico
Museus de história natural
Biodiversity
Museological knowledge
Museums of natural history
Publicador: Universidade Estadual de Campinas
Data de publicação: 2012
Referência: GONÇALVES, L. V.; NASCIMENTO JÚNIOR, A. F.; MELO, J. S. A. de. Questões sobre a biodiversidade divulgadas em espaços não formais: um relato de experiência como modelo das atividades do museu de história natural da Universidade Federal de Lavras, MG. Revista do Edicc, Campinas, v. 1, n. 1, 2012. Não paginado.
Resumo: O Museu de História Natural (MHN) da Universidade Federal de Lavras busca popularizar a ciência e favorecer uma aprendizagem que se caracteriza pela interação entre o novo saber e o conhecimento prévio. Ali, o aprendizado acontece à maneira sociointeracionista. Atualmente o MHN possui, entre outras, uma coleção de espécies taxidermizadas dos principais grupos animais. O objetivo deste artigo é expressar o modelo das atividades do museu a partir de um relato de experiências capaz de sintetizar os principais pontos de sua prática. A atividade refere-se a uma visita ao museu orientada por alunos do Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID) do curso de Licenciatura em Biologia da Universidade Federal de Lavras (UFLA). Na ocasião 50 alunos do Ensino Fundamental participaram de atividades cujo tema era a biodiversidade, sendo estas: visita guiada às áreas de exposição para o conhecimento da forma de classificação e das características gerais de cada grupo taxonômico; exibição de um curta metragem “Guardiões da Biosfera: episódio Mata Atlântica”, que versava sobre as características deste bioma, sua biodiversidade e a proteção ambiental; jogo pedagógico denominado “Bingão da bicharada” constituído de figuras de animais da mata atlântica. Com o resultado da visita à exposição, os alunos conheceram os principais grupos do reino animal e sua forma de classificação. Muitas perguntas foram surgindo no decorrer da visita. Na exibição do filme, os alunos foram questionados em relação aos assuntos abordados, relataram experiências e revelaram preocupações com a natureza. Em seguida, passou-se parao bingão. Antes, foi lhes apresentado um conjunto de slides identificando os animais quefaziam parte do jogo para lhes proporcionar sua familiarização. Durante o jogo tambémaconteceram muitas perguntas. A prática foi analisada a partir das perspectivas que orientamas atividades do museu: a construção do conhecimento museológico e a pedagogiavygotskiana, que o sustenta.
URI: http://revistas.iel.unicamp.br/index.php/edicc/article/view/2369
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12646
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback