Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12787

Title: Improvement characteristics of semi-dry coffee fermentation with starter yeasts
Other Titles: Melhoramento das características na fermentação do café semi-seco com leveduras iniciadoras
???metadata.dc.creator???: Gelvez, Silvia Juliana Martinez
???metadata.dc.creator.Lattes???: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K8525845H9
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Schwan, Rosane Freitas
???metadata.dc.contributor.advisor-co1???: Dias, Disney Ribeiro
???metadata.dc.contributor.advisor-co2???: Miguel, Maria Gabriela da Cruz Pedrozo
???metadata.dc.contributor.referee1???: Coelho, Jussara
???metadata.dc.contributor.referee2???: Bernardes, Patricia
???metadata.dc.contributor.referee3???: Dias, Disney Ribeiro
Keywords: Café - Qualidade
Café - Fermentação
Compostos voláteis
Coffee - Quality
Coffee - Fermentation
Volatile compounds
???metadata.dc.date.submitted???: 2-Feb-2017
Issue Date: 20-Apr-2017
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Citation: GELVEZ, S. J. M. Improvement characteristics of semi-dry coffee fermentation with starter yeasts. 2017. 56 p. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
???metadata.dc.description.resumo???: Brasil é conhecido mundialmente por ser um dos maiores produtores e exportadores de café. Antes de produzir a bebida, os grãos de café devem passar por método de processamento, que pode ser o seco, semisseco e o úmido. A escolha do tipo de processamento vai depender do produtor ou do agricultor. Durante o processo, os frutos ou grãos são fermentados espontaneamente durante a secagem até atingir a umidade de, aproximadamente, 11%. Algumas vezes, as culturas iniciadoras são utilizadas para ajudar na fermentação, resultando em cafés especiais. Os microrganismos naturais do café envolvem leveduras, fungos filamentosos, bactérias aeróbicas e facultativas que, ao longo da fermentação, consomem açúcares, produzindo ácidos e, consequentemente, baixando o pH. Cafés de alta qualidade têm sabor e aroma característicos e a maioria tem compostos benéficos para a saúde. No presente estudo, o objetivo foi avaliar o comportamento de três leveduras iniciadoras (Saccharomyces cerevisiae CCMA 0543, Candida parapsilosis CCMA 0544 e Torulaspora delbrueckii CCMA 0684) inoculadas em café processado via semisseca, implementando dois métodos de inoculação, inoculação direta e inoculação em balde. A população total de leveduras, bactérias lácticas e mesófilas foi avaliada por plaqueamento. Além disso, a população das culturas iniciadoras foi monitorada por PCR em tempo real (qPCR). Os metabólitos produzidos e consumidos nos grãos verdes e torrados durante a fermentação foram avaliados por cromatografia líquida (HPLC) e cromatografia gasosa (GC-MS). Finalmente, foi feito o teste de xícara para avaliação da bebida final. O resultado de contagem em placa mostrou que o método em balde manteve alta população de leveduras, bactérias lácticas e mesófilas no final da fermentação (secagem). A sacarose foi consumida em todos os tratamentos avaliados. Os ácidos cítrico e succínico foram detectados durante todos os tempos de fermentação. Após torra, a média de ácido clorogênico foi maior no método em balde, e o mesmo foi observado para as concentrações de trigonelina e cafeína, exceto no tratamento com T. delbrueckii CCMA0684. Nos grãos verdes, álcoois e ácidos, e nos grãos torrados, pirazinas e piridinas foram os principais compostos voláteis detectados por GC-MS. As notas do teste de xícara foram acima de 80 para os dois métodos de inoculação, demonstrando que a inoculação teve efeito positivo e produziu bebidas de boa qualidade.
Abstract: Brazil is known worldwide for being one of the highest producers and exporters of coffee. Before beverage production, beans go through different processing methods: dry, semi-dry and wet, choosing one will depend on the producer or farmer. During the process, cherries or beans are fermented spontaneously while drying until reaching approximately 11% of moisture. Sometimes starter cultures are used to help fermentation that results in special coffees. Natural organisms of coffee involve yeasts, filamentous fungi, aerobic bacteria and facultative bacteria that consume sugars, produce acids that subsequently low pH. Coffees of high qualities have characteristic aromas and flavors and most have beneficial health compounds. This work aimed at evaluating the behavior of three-yeast previously tested starters (Saccharomyces cerevisiae CCMA 0543, Candida parapsilosis CCMA 0544 and Torulaspora delbrueckii CCMA 0684) inoculated in coffee process via semi-dry method, implementing two inoculation methods: direct inoculation and bucket inoculation. Total population of yeast, lactic acid and mesophilic bacteria was evaluated by plating. Posteriorly, the population of starters was monitored by real-time polymerase chain reaction (qPCR). Metabolites consumed and produced during fermentation in both inoculation methods were evaluated using liquid chromatography (HPLC) and gas chromatography (GC-MS) for green and roasted beans. Finally, a cup test was carried out as sensorial analysis. As a result, plate counting showed that bucket method maintained a higher population of yeast, lactic acid and mesophilic bacteria at the end of fermentation (drying). Sucrose was consumed in all tested treatments. Citric and succinic acid were detected during all fermentation processes. After roasting, the average levels of chlorogenic acid were higher for the bucket method and the same for trigonelline and caffeine concentration, except for the T. delbrueckii CCMA0684 assay. Group of acids and alcohols in green beans and pyrazines and pyridines in roasted beans were the main volatile compounds. Scores from both inoculation methods in the cup test were above 80, proving that the inoculation had a positive effect and produced beverages of good quality.
Description: Arquivo retido, a pedido da autora, até abril de 2018.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12787
Publisher: Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.language???: eng
Appears in Collections:DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback