Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15069
Título: Análise de um projeto de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (Protocolo de Quioto) para a Mata Atlântica em Minas Gerais
Autor : Lemos, Poliana Costa
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8083832118459048
Primeiro orientador: Calegário, Natalino
Primeiro membro da banca: Pereira, José Aldo A.
Segundo membro da banca: Scolforo, José Roberto Soares
Terceiro membro da banca: Volpato, Margarete
Palavras-chave: Florestas - Conservação
Mata Atlântica - Conservação
Mata Atlântica - Proteção
Forests and forestry
Protocolo de Quioto
Kyoto Protocol
Data da publicação: 3-Ago-2017
Referência: LEMOS, P. C. Análise de um projeto de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (Protocolo de Quioto) para a Mata Atlântica em Minas Gerais. 2007. 127 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
Resumo: As evidências das mudanças climáticas são observadas em várias partes do mundo e relatórios recentes constatam que as atividades antrópicas são as grandes responsáveis. Em 2005, entrou em vigor o Protocolo de Quioto, que estabeleceu uma meta para vários países industrializados de uma diminuição de suas emissões de gases de efeito estufa em 5,2% comparadas a 1990. Alguns mecanismos de auxílio foram apresentados e o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo é o único dos três que envolve a participação de países em desenvolvimento. A venda de créditos de carbono é considerada uma boa opção de mercado para tais países. Existem centenas de projetos não-florestais registrados pelo Conselho Executivo da UNFCCC e, desde 2006, metodologias florestais vêm sendo aprovadas. Por meio do Projeto de Proteção da Mata Atlântica (Promata) o Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais tem apoiado estudos de potencialidade de conversão das áreas não plantadas, abrangidas pelo Projeto, em um projeto LULUCF-MDL (Land Use, Land Use Change and Forestry) quando o prazo estabelecido pelo governo se extinguir. O Promata é dividido em cinco componentes, sendo o componente de interesse denominado "Desenvolvimento sustentável no entorno das unidades de conservação". Foi realizada uma visita a campo em agosto de 2005, para se observar diferentes cenários encontrados na área de abrangência. Os dados lá coletados, juntamente com dados recentes de plantio de espécies nativas, foram comparados com as metodologias aprovadas pelo Conselho Executivo para implantação de projetos de florestamento e reflorestamento MDL. As modalidades florestais usadas pelo Promata e não elegíveis para projetos MDL (regeneração natural e manejo e enriquecimento) correspondem a 62% das áreas fomentadas. As propriedades rurais observadas não apresentavam manejo correto das culturas agrícolas e pastagem. O desmatamento é freqüente paradar continuidade à agricultura. Dentre as metodologias estudadas e comparadas, a junção das metodologias 2 e 4 demonstrou a possibilidade de conversão das áreas não plantadas do Projeto Promata para F7R-MDL, após o término do primeiro. A estrutura do IEF, que permite uma maior credibiHdade aos compradores interessados, as vantagens do Brasil com relação ao clima, a disponibilidade de área e a diversidade reafirmam a grande potencialidade dessa conversão.
Abstract: The evidences of climate change are observed in many parts of the world and recent reports show evidences that the anthropogenic activities are highly responsible. In 2005, the Kyoto Protocol was invigorated and a goal was established to decrease 5,2% of many industrialized countries' emissions of greenhouse gas, related to the values of 1990. Some alternative mechanisms were presented and the Clean Development Mechanism is the only among the three that involves the participation of developing countries. The selling of carbon credits is consideredto be an interesting market optionto such countries. There are hundreds of non-forest projects registered bye the UNFCCC s Executive Boardand, since 2006, forest methodologies havebeenapproved. The Atlantic Forest Protection Project (Promata) of the State Forest Institute (IEF) of Minas Gerais have supported studies of the conversion potential of áreas not planted, included in the Project, in a LULUCF-CDM project when its stated period is extinguished. Promata is divided into five components, being the component of interest named "Sustainable development on the surrounding áreas ofconservation units". A fíeld visit was done in August 2005 in order to observe the different scenarios found in the included área. The data then collected, along withthe dataofrecent native species planting were compared to the available methodologies for implementation ofForestation and Reforestation CDM projects. The modalities used by Promata that are not eligible for CDM projects (natural regeneration and management and enrichment) were used in 62% of the áreas fomented. The rural properties observed do not present a correct management of agricultural and grazing lands. The deforestation is frequent in order to give continuity to agriculture. Among the methodologies studied and compared, thejunction ofthe methodologies 2 and4 demonstrated thepossibility ofconversion oftheáreas notplanted bythe Promata Project to a CDM project, after the first one is extinguished. The IEF infra-structure that permits a higher credibility to the interested buyers, the advantages ofBrazil in relation to the climate, área availability and diversity reafnrm the high potential ofconversion ofthe Promata into a A/R-CDM project.
metadata.teses.dc.description: Esta dissertação/tese está disponível online com base na Resolução CEPE nº 090, de 24 de março de 2015, disponível em http://www.biblioteca.ufla.br/wordpress/wp-content/uploads/res090-2015.pdf, que dispõe sobre a disponibilização da coleção retrospectiva de teses e dissertações online no Repositório Institucional da UFLA, sem autorização prévia dos autores. Parágrafo Único. Caberá ao autor ou orientador a solicitação de restrição quanto à divulgação de teses e dissertações com pedidos de patente ou qualquer embargo similar. Art. 5º A obra depositada no RIUFLA que tenha direitos autorais externos à Universidade Federal de Lavras poderá ser removida mediante solicitação por escrito, exclusivamente do autor, encaminhada à Comissão Técnica da Biblioteca Universitária./ Arquivo gerado por meio da digitalização de material impresso. Alguns caracteres podem ter sido reconhecidos erroneamente.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15069
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.