Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15609
Título : Continuidade espacial da condutividade hidráulica saturada do solo na bacia hidrográfica do Alto Rio Grande, MG
Título(s) alternativo(s): Spatial continuity of the saturated hydraulic conductivity in soil of the Alto Rio Grande basin, MG
Autor: Alvarenga, Camila Cristina
Mello, Carlos Rogério de
Mello, José Marcio de
Viola, Marcelo Ribeiro
Palavras-chave: Solos – Erosividade – Efeito da condutividade elétrica
Semivariograma
Geologia – Métodos estatísticos
Águas subterrâneas – Escoamento
Soils – Erosivity – Effect of electrical conductivity
Semivariogram
Geology – Statistical methods
Groundwater flow
Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Data da publicação: Set-2011
Referência: ALVARENGA, C. C. et al. Continuidade espacial da condutividade hidráulica saturada do solo na bacia hidrográfica do Alto Rio Grande, MG. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 35, n. 5, p. 1745-1757, set./out. 2011.
Resumo : A distribuição espacial da condutividade hidráulica saturada (k0) é essencial para estudos relacionados a erosão do solo e escoamento superficial. Este trabalho objetivou estudar a continuidade espacial do atributo hidrológico do solo ko na Bacia Hidrográfica do Alto Rio Grande, MG, e realizar seu mapeamento por meio de técnicas geoestatísticas, utilizando dados sem e com transformação logarítmica. Os modelos de semivariograma esférico e exponencial foram ajustados ao semivariograma experimental pelo método dos Mínimos Quadrados Ordinários (MQO) e Mínimos Quadrados Ponderados (MQP). Técnicas de validação cruzada e preditiva foram aplicadas para a escolha do melhor modelo. Os resultados indicaram que, ao se trabalhar com o logaritmo dos dados de ko, houve redução de pontos discrepantes e de anisotropia, entretanto os valores mais elevados de grau de dependência espacial foram observados nos dados sem transformação. O ajuste do modelo esférico, por meio do método MQO, foi o que produziu melhor desempenho na modelagem da continuidade espacial de k0. Os mapas gerados a partir dos dados sem e com transformação logarítmica não apresentaram o mesmo comportamento na distribuição espacial dos valores, e o mapa dos dados na forma transformada teve o melhor detalhamento da distribuição espacial.
Abstract: Spatial distribution of the saturated hydraulic conductivity (k0) is essential in the study of soil erosion and surface runoff. The purpose of this study was to investigate the spatial continuity of the soil hydrologic characteristic k0 in the watershed Alto Rio Grande, state of Minas Gerais, and to map k0 based on geostatistical procedures, using data without and with logarithmic transformation. Exponential and spherical semi-variogram models were fitted to the experimental semi-variograms in two approaches: ordinary minimum square (MQO) and weighted minimum square (MQP). Cross validation and predictive validation were both applied to choose the best model. The results showed that the use of log (k0) improved the geostatistical applicability due to a reduction in the number of outliers and anisotropy; however, the spatial dependency degree was highest for k0 data without log-transformation. The spherical model fitted by MQO preformed best in the spatial continuity modeling of k0. The spatial distribution in the basin, indicated by the maps developed from data without and with log transformation was not the same; the map developed on the basis of log-transformed data showed a more detailed spatial distribution.
URI: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15609
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DEG - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_Continuidade espacial da condutividade hidráulica saturada....pdf1,18 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons