Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1603

Título: Aditivos microbianos no processo de compostagem e na camada de cobertura para o cultivo do cogumelo Agaricus brasiliensis
Título Alternativo: Microbial additives in process of composting and casing layer of cultivation to the mushroom Agaricus brasiliensis
Autor(es): Martos, Emerson Tokuda
Orientador: Dias, Eustáquio Souza
Membro da banca: Silva, Romildo da
Botrel, Élberis Pereira
Área de concentração: Biologia de Fungos Filamentosos
Assunto: Cogumelo do sol
Aditivo microbiano
Cultivo
Produtividade
Data de Defesa: 20-Fev-2009
Data de publicação: 2014
Referência: MARTOS, E. T. Aditivos microbianos no processo de compostagem e na camada de cobertura para o cultivo do cogumelo Agaricus brasiliensis. 2009. 53 p. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: Diferentes espécies de bactérias e uma espécie de fungo foram testadas como inoculantes em diversas etapas do processo de compostagem para a obtenção do substrato de cultivo do cogumelo Agaricus brasiliensis. Essas mesmas espécies de bactérias foram utilizadas na inoculação da terra de cobertura para indução da frutificação. Em todos os experimentos foram utilizados bagaço de cana-de-açúcar e capim coast-cross como substrato base, o qual foi suplementado na quarta reviragem com farelo de trigo, uréia, superfosfato simples, calcário e gesso. As medas foram reviradas a cada dois dias durante quatro semanas. Depois, o composto foi pasteurizado com vapor d´água em dois ciclos de 12 horas. Para o experimento de inoculação do composto foi avaliada a utilização de um coquetel bacteriano e, separadamente, do fungo Scytalidium thermophilum. O coquetel bacteriano foi composto das espécies Alcaligenes faecalis Pseudomonas sp e Bacillus subtillis. Os dois inoculantes do composto foram testados em diferentes momentos do processo: i- na suplementação; ii- na pasteurização; iii- após a pasteurização. Como controle, foi utilizada a mesma formulação de composto sem inoculação. Para este experimento foram avaliados: crescimento micelial do A. brasiliensis no composto, produtividade, eficiência biológica e peso médio de cogumelos para cada tratamento. No experimento de inoculação da terra de cobertura, foi utilizado apenas o coquetel bacteriano, com os seguintes tratamentos com a terra de cobertura: i- autoclavada e inoculada; ii- autoclavada e não inoculada; iii- não autoclavada e inoculada; iv- não autoclavada e não inoculada.. Foram avaliadas: precocidade de produção, produtividade, eficiência biológica e peso médio dos cogumelos. Os resultados demonstraram que a inoculação do composto com bactérias no momento da pasteurização favoreceu uma maior velocidade de crescimento micelial, resultando numa colonização mais rápida do composto. A produtividade não diferiu estatisticamente entre os tratamentos, entretanto, quando se considerou eficiência biológica, foram observadas diferenças significativas entre os tratamentos. No experimento de desinfestação da camada de cobertura, a utilização da terra autoclavada, com ou sem inoculação, apresentou os melhores resultados de produtividade e eficiência biológica, ambos com diferenças significativas em relação aos tratamentos que utilizaram terra não autoclavada, com ou sem inoculação. Esses resultados indicam que a presença da microbiota natural do solo utilizado como terra de cobertura apresentou um efeito antagônico à produção do cogumelo A. brasiliensis, de forma que a eliminação desses microrganismos foi mais importante do que a inoculação com as espécies testadas neste trabalho.
Different species of bacteria and a fungus species were tested as inoculant agents in different moments of the composting process for getting the substrate of cultivation for the edible mushroom Agaricus brasiliensis. Besides, the same species of bacteria were also used in the inoculation of the casing layer. In all experiments sugarcane bagasse and coast-cross hay were used as base substrate, and supplemented with wheat bran, urea, superphosphate, limestone and gypsum. The compost was turned every two days for four weeks and then pasteurized with water vapor in two cycles of 12 hours. For compost inoculation the use of a bacterial cocktail was evaluated, separately, from the Scytalidium thermophilum fungus. The bacterial cocktail was made up of the species Alcaligenes faecalis, Pseudomonas sp and Bacillus subtillis. The two inoculants of the compost (bacterial and fungal) were tested in different moments of the process: i - in the moment of supplementation; ii - in the moment of pasteurization; iii - after pasteurization. As a control, the same compost formulation was used although with no inoculation treatment. For this experiment the mycelial growth of A. brasiliensis in the compost was evaluated as well as productivity, biological efficiency, weight and number of mushrooms for each treatment. In the casing layer experiment the same bacteria were used with the following treatments: i - autoclaved soil and inoculated with bacteria ; ii - autoclaved soil and not inoculated; iii - not autoclaved soil and inoculated with bacteria; iii - not autoclaved soil and and not inoculated. Precocity of production, productivity and biological efficiency were evaluated. The results showed that the compost inoculation with bacteria at the moment of the pasteurization resulted in a higher speed of mycelial growth, resulting in a quicker colonization of the compost. After that, the treatments that showed a higher speed of mycelial growth were: inoculation with bacteria at the moment of supplementation, fungal inoculation at the moment of supplementation and fungal inoculation after pasteurization. The inoculation treatments with bacteria after the pasteurization and with the fungus at the moment of pasteurization showed results statistically identical to that of the control. The results of the productivity did not differ statistically among the treatments; however, the biological efficiency was significantly different among the treatments. For the experiment of casing layer, the best results of productivity and biological efficiency were obtained with autoclaved soil (inoculated or not inoculated). These results showed that the presence of natural microbiota from the soil used as casing layer had an antagonistic effect on the A. brasiliensis mushroom production, so that the elimination of these microorganisms was more important than the inoculation with tested species in this work.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola, área de concentração em Biologia de Fungos Filamentosos, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1603
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO Aditivos microbianos no processo de compostagem e na camada de cobertura para o cultivo do cogumelo Agaricus brasiliensis.pdf656,96 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback