Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1896

Título: Produção de fitase por fungo endofítico
Título Alternativo: Phytase production by fungi endophytic
Autor(es): Alves, Natálie Martins
Orientador: Cardoso, Patrícia Gomes
Membro da banca: Piccoli, Roberta Hilsdorf
Guimarães, Luis Henrique Souza
Área de concentração: Microbiologia Agrícola
Assunto: Bioprospecção
Muscodor sp
Purificação da enzima
Bioprospecting
Endophytic fungus
Purification of the enzyme
Phytase
Data de Defesa: 21-Fev-2014
Data de publicação: 2014
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: ALVES, N. M. Produção de fitase por fungo endofítico. 2014. 59 p. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Na maioria das matérias-primas de origem vegetal utilizadas na alimentação animal, parte do fósforo mineral está armazenada na forma de ácido fítico ou fitato. O fitato é a principal forma de estocagem de fósforo dos vegetais, porém não é prontamente assimilado na alimentação em baixas concentrações da enzima fitase. Além de tornar o fósforo indisponível, o fitato liga-se a cátions bivalentes, como o cálcio, cobre, magnésio, ferro, manganês e zinco impedindo a absorção desses nutrientes no intestino do animal. A enzima promove hidrólise da molécula do fitato liberando fósforo, aumentando, assim, sua biodisponibilidade para alimentação animal. Fitase está distribuída nos tecidos animais e vegetais, além de ser sintetizada por algumas espécies de fungos e bactérias. A adição desta enzima na dieta de animais é essencial para promover uma maior absorção de fósforo e também contribuir para a diminuição nos níveis de fósforo excretado pelos animais, diminuindo, assim, a poluição provocada pelo excesso de fósforo no meio ambiente. Este trabalho teve como objetivo selecionar dentre 100 fungos isolados de cavernas brasileiras pertencentes aos gêneros Aspergillus, Penicillium e Cladosporium e 13 fungos endofíticos isolados da parte aérea do café, uma espécie que se destaque na produção da enzima fitase, avaliar fatores que podem influenciar na produção desta enzima e caracterizá-la parcialmente. Para a seleção, os fungos foram cultivados em meio contendo ácido fítico como única fonte de fósforo. Após sete dias a 25ºC em meio contendo ácido fítico como única fonte de fósforo, foi avaliado o crescimento e produção da enzima pela presença de halo de degradação (IE) do ácido fítico ao redor das colônias. Quarenta e sete fungos produziram fitase e os fungos Penicillium minioluteum (CF279) e Muscodor sp. (UBSX) apresentaram maiores halos de degradação, 2,41 e 4,46, respectivamente. A otimização das condições de cultivo de Muscodor sp. foram: pH 5,0, agitação de 125 rpm e temperatura de 30ºC. A produção máxima de fitase deu-se no período de 144h (26,51 U/mg). Esses resultados permitiram um rendimento de 7,5% na produtividade da enzima (purificação parcial). Este é o primeiro trabalho que relata a produção da enzima fitase por um fungo endofitico, Muscodor sp.
In most of the raw materials of plant origin used in animal feed, part of the mineral phosphorus is stored as phytic acid or phytate. Phytate is the main storage form of phosphorus in vegetables but is not readily assimilated into food at low concentrations of the enzyme phytase. Besides making the phosphorous unavailable phytate binds divalent cations such as calcium, copper, magnesium, iron, manganese and zinc preventing the absorption of these nutrients in the gut of the animal. The enzyme promotes the hydrolysis of the phytate phosphorus releasing molecule, thereby increasing its bioavailability in feed. Phytase is distributed in plant and animal tissues, and is synthesized by some species of bacteria and fungi. The addition of this enzyme in the diet of animals is essential to promote greater uptake of phosphorus and also contribute to a decrease in the levels of phosphorus excreted by animals, thus reducing the pollution caused by excess phosphorus in the environment. This work aimed to select a fungus that stands out in the production of phytase among 100 isolates from Brazilian caves belonging to the genera Aspergillus, Penicillium and Cladosporium and 13 endophytic fungi of the aerial part of the coffee plant and to assess factors that may influence the production of this enzyme and partially characterize it. For selection, the fungi were cultured in medium containing phytic acid as a sole source of phosphorus. After seven days at 25°C in medium containing phytic acid as a sole source of phosphorus we evaluated the growth and enzyme production by the presence of the phytic acid halo degradation (Enzymatic Index - EI) surrounding the colonies. 47 produced phytase and fungus Penicillium minioluteum (CF279) and Muscodor sp. (UBSX) showed higher degradation halos, 2.41 and 4.46, respectively. The optimization of growth conditions Muscodor sp. were: pH 5.0, agitation 125 rpm and 30ºC. And the maximum production of phytase occurred in the period of 144h (26.51 U/mg). These results allowed a yield of 7.5 % in productivity of the enzyme (partial purification). This is the first study that reports the production of phytase by an endophytic fungus, Muscodor sp.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola, área de concentração Microbiologia Agrícola, para obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1896
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO Produção de fitase por fungo endofítico.pdf390,03 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback