Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2257

Título: Atividade biocida de óleos essenciais in vitro e em matriz alimentar láctea sobre Staphylococcus aureus e Listeria monocytogenes
Autor(es): Salimena, Alessandra Pereira Sant'anna
Orientador: Piccoli, Roberta Hilsdorf
Coorientador(es): Cardoso, Maria das Graças
Membro da banca: Abreu, Luiz Ronaldo de
Assunto: Bactérias patogênicas
Biocida
Derivados do leite
Conservantes naturais
Patogenic bacteria
Antimicrobial activity
Atividade antimicrobiana
Data de Defesa: 30-Jul-2010
Data de publicação: 6-Ago-2014
Referência: SALIMENA, A. P. S. Atividade biocida de óleos essenciais in vitro e em matriz alimentar láctea sobre Staphylococcus aureus e Listeria monocytogenes. 2010. 142 p. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: O queijo minas frescal é bastante consumido, principalmente devido à sua disponibilidade nos pontos de venda, ao preço acessível, ao alto rendimento e ao processamento simples do produto final, possibilitando retorno rápido do investimento e incremento na renda em unidades de produção familiar. Pesquisas microbiológicas realizadas com queijo minas frescal têm permitido o isolamento de inúmeros patógenos de importância em saúde pública a partir desse produto que, em diferentes ocasiões, causam diversos prejuízos para as indústrias de alimentos. Para garantir a redução do número de microrganismos deterioradores e possíveis patogênicos presentes nos alimentos, conservantes são utilizados visando à saúde do consumidor. Nos últimos anos, a demanda crescente dos consumidores por produtos naturais, livres de conservantes sintéticos, tem levado a indústria alimentícia a incorporar conservantes naturais em produtos alimentícios. O uso de compostos naturais antimicrobianos tem a vantagem de ser mais aceito pelos consumidores, uma vez que estes são considerados como 'não químicos'. Este trabalho foi realizado no intuito de determinar o rendimento e a composição química dos óleos essenciais de Syzygium aromaticum, Origanum vulgaris, Ocimum basilicum, Salvia officinalis e Pimpinella anisum; de determinar a atividade antibacteriana destes óleos sobre Staphylococcus aureus ATCC 25923 e Listeria monocytogenes ATCC 19117; de determinar a concentração mínima inibitória (MIC) desses óleos essenciais sobre S. aureus e L. monocytogenes e de determinar o efeito do óleo essencial de S. aromaticum sobre o crescimento de S. aureus e L. monocytogenes inoculado em matriz alimentar láctea. A extração dos óleos essenciais foi realizada por hidrodestilação utilizando-se aprelho de Clevenger modificado. O efeito antibacteriano de diferentes concentrações dos óleos essenciais puros foi avaliado pela técnica de difusão em ágar. Os MICs encontrados para a bactéria S. aureus foram (v/v): S. aromaticum (1,56%), O. vulgare (3,12%), S. officinalis e O. basilicum (12,50%) e para o óleo essencial de P. anisum o MIC foi de 25,00%. Para L. monocytogenes, os valores encontrados dos MICs foram (v/v): S. aromaticum (0,78%), O. vulgare (3,12%), O. basilicum (25,0%) e os óleos essenciais de S. officinalis e P. anisum não apresentaram atividade antimicrobiana sobre esta bactéria, nas concentrações testadas. Em face da importância do estudo de novas substâncias naturais capazes de controlar o crescimento e a presença de S. aureus e L. monocytogenes na indústria de alimentos, foi adicionado o óleo essencial que apresentou melhor halo de inibição (S. aromaticum) na matriz alimentar láctea. A matriz alimentar láctea sem adição dos microrganismos e apenas com adição das culturas de S. aureus e L. monocytogenes foram os controles utilizados. Foi realizada a contagem de microrganismos aeróbios mesófilos, psicrotróficos, S. aureus, L. monocytogenes, coliformes totais e termotolerantes, assegurando que somente os microrganismos inoculados estivessem presentes na massa. Os potes contendo a matriz alimentar láctea foram armazenados em estufa BOD a 7°C, durante toda a execução do experimento. As características físicoـquímicas da massa do queijo foram determinadas após a compactação da massa, incluindo umidade, gordura, acidez, pH e resíduo mineral fixo (cinzas). As análises da matriz alimentar láctea apresentaram-se dentro dos padrões brasileiros. O óleo essencial de Syzygium aromaticum testado sobre as bactérias patogênicas S. aureus nas concentrações 0,78%, 1,56% e 3,12% e L. monocytogenes nas concentrações 0,39%, 0,78% e 1,56%, inoculados na matriz alimentar láctea, apresentaram excelente atividade antibacteriana nas concentrações testadas.
Abstract: The Minas cheese is quite consumed primarily by their availability in retail outlets, affordable, high performance, simple processing of the final product, enabling fast return on investment and increase of income in family production units. Microbiological research conducted with Minas cheese has allowed the isolation of many pathogens of importance in public health from this product, which at different times causing several damages to the food industries. To ensure the reduction of spoilage microorganisms and potential pathogens present in foods, preservatives are utilized to consumer health. In recent years, growing consumer demand for natural products free of synthetic preservatives, has led the food industry to incorporate natural preservatives in food products. The use of natural antimicrobial compounds have the advantage of being more accepted by consumers, since they are considered 'non-chemical'. This work was conducted in order to determine the yield and chemical composition of essential oils of Syzygium aromaticum, Origanum vulgaris, Ocimum basilicum, Salvia officinalis and Pimpinella anisum; determine the antibacterial activity of these oils on Staphylococcus aureus ATCC 25923 and Listeria monocytogenes ATCC 19117; determine Minimum Inhibitory Concentration (MIC) of essential oils on S. aureus and L. monocytogenes and determine the effect of essential oil of S. aromaticum on the growth of S. aureus and L. monocytogenes inoculated in dairy food matrix. The extraction of essential oils was performed by hydrodistillation using a Clevenger aprelho modified. The antibacterial effect of different concentrations of pure essential oils was analyzed by agar diffusion. The MICs found for the bacterium S. aureus were (v/v): S. aromaticum (1,56%), O. vulgare (3,12%), S. officinalis and O. basilicum (12,50%) and the essential oil of P. anisum MIC was 25,00%. For L. monocytogenes MICs of the values found were (v/v): S. aromaticum (0,78%), O. vulgare (3,12%), O. basilicum (25,0%) and essential oils of S. officinalis and P. anisum showed no antimicrobial activity against the bacteria at concentrations tested. Given the importance of studying new substances capable of controlling the growth and presence of S. aureus and L. monocytogenes in food industry, has been added the essential oil that showed the greatest inhibition zone (S. aromaticum) in the dairy food matrix. The dairy food matrix without the addition of microorganisms with only the addition of cultures of S. aureus and L. monocytogenes were the controls used. Counts were performed in micro-aerobic mesophilic, S. aureus, L. monocytogenes, coliforms and thermotolerant, ensuring that only the inoculated microorganisms were present in the mass. The pots containing the dairy food matrix were stored in an environmental chamber at 7°C throughout the experiment. The physicochemical characteristics of the mass of cheese were determined after compression of the mass, including moisture, fat, acidity, pH and ash. The analysis of dairy food matrix presented within the Brazilian standards. The essential oil of Syzygium aromaticum test on pathogenic bacteria S. aureus at concentrations of 0,78%, 1,56% and 3,12% and L. monocytogenes at concentrations of 0,39%, 0,78% and 1,56% in inoculated dairy food matrix, showed excellent antibacterial activity over the concentrations tested.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2257
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback