Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2307

Título: Basidiosporogênese em Agaricus brasiliensis
Título Alternativo: Basidiosporogenesis in Agaricus brasiliensis
Autor(es): Herrera, Karina Marjorie Silva
Orientador: Alves, Eduardo
Coorientador(es): Dias, Eustáquio Souza
Membro da banca: Davide, Lisete Chamma
Labory, Cláudia Regina Gontijo
Costa, Maurício Dutra
Área de concentração: Microbiologia Agrícola
Assunto: Cogumelos
Basídios
Basidiósporos
Basidiospores
Basidia
Agaricus brasiliensis
Data de Defesa: 12-Nov-2009
Data de publicação: 6-Ago-2014
Referência: HERRERA, K. M. S. Basidiosporogênese em Agaricus brasiliensis. 2009. 50 p. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: O cogumelo Agaricus brasiliensis S. Wasser et al. é um fungo nativo do Brasil que apresenta grande perspectiva de utilização e consumo devido às suas propriedades nutricionais e medicinais, entretanto, estudos sobre a biologia básica da espécie são escassos. Este trabalho teve por objetivo estudar o processo de basidiosporogênese e a variação do número de basidiósporos em diferentes linhagens de A. brasiliensis durante o seu desenvolvimento. Para microscopia eletrônica de transmissão (MET) foram utilizados lamelas e basidiósporos da linhagem CS1 e, para microscopia eletrônica de varredura (MEV) lamelas das linhagens CS1, CS2, CS7, CS9 e CS10. Para MET os basidiósporos foram submetidos aos tratamentos de: 1) simples fixação, 2) vortexação com esferas de vidro e 3) hidrólise com HCl, para permeabilização da parede celular. As demais etapas de preparação das amostras para MET e MEV foram realizadas segundo protocolo padrão. O processo de basidiosporogênese pôde ser observado por meio da visualização de estruturas internas e externas em basídios e basidiósporos presentes na superfície das lamelas. Em MET foram observados núcleos, mitocôndrias, vacúolos e o septo doliporo nos basídios e o tratamento de hidrólise permitiu a observação de três camadas formadoras da espessa parede dos basidiósporos. Em MEV observou-se lamelas com basídios e basidiósporos em diferentes estágios, demonstrando que o desenvolvimento dessas estruturas ocorre de maneira assincrônica. Todas as linhagens exibiram hifas de conexão promovendo a ligação de basídios contíguos. Na CS2, os basidiósporos mostraram-se, com grande freqüência, envolvidos por uma matriz extracelular, diferindo das demais linhagens que apresentam os basidiósporos livres. A espécie estudada possui frequência predominante de basídios tetraspóricos, com exceção da linhagem CS7, que apresenta uma maioria de basídios trispóricos.
The mushroom Agaricus brasiliensis S. Wasser et al. is a fungus native from Brazil that has great potential for use and consumption due to its nutritional and medicinal properties, however, studies on the basic biology of the species are scarce. This work aimed to study the process of basidiosporogenesis and variation in the number of basidiospores in different strains of A. brasiliensis during its development. For transmission electron microscopy (TEM) lamellae and basidiospores of strain CS1 were used, and for scanning electron microscopy (SEM) lamellae of strains CS1, CS2, CS7, CS9 and CS10. To TEM the basidiospores were subjected to treatments of: 1) simple setting, 2) vibrated with glass beads and 3) hydrolysis with HCl, for permeabilization of the cell wall. The others steps of sample preparation for TEM and SEM were performed according to standard protocol. The process of basidiosporogenesis could be observed through the viewing of internal structures and external basidia and basidiospores present on the surface of the lamella. Nuclei, mitochondria, vacuoles and the septal pore were observed by TEM in the basidia and treatment of hydrolysis allowed the observation of three layers forming the thick wall of basidiospores. In SEM observed lamellae with basidia and basidiospores at different stages, showing that the development of these structures occurs asynchronously. All strains exhibited hyphae connecting promoting the connection of adjacent basidia. In CS2 the basidiospores showed, many times, involved in an extracellular matrix, differing from other strains that have free basidiospores. The species studied have predominant frequency of tetrasporic basidia, with the exception of strain CS7 that features a majority of basidia trisporic.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2307
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Basidiosporogênese em Agaricus brasiliensis.pdf11,88 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback