Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DMV - Departamento de Medicina Veterinária >
DMV - Programa de Pós-graduação >
DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2495

Título: Níveis de cloridrato de ractopamina em dietas para suínos em terminação
Título Alternativo: Ractopamine hydrochloride levels in diets for finishing pigs
Autor(es): Ferreira, Matheus Soares da Silva
Orientador: Sousa, Raimundo Vicente de
Coorientador(es): Cantarelli, Vinícius de Souza
Membro da banca: Murgas, Luis David Solis
Zangerônimo, Márcio Gilberto
Área de concentração: Ciências Veterinárias
Assunto: Suplementação
Dieta
Agonista β-Adrenérgico
Carne magra
Supplementation
β-Adrenergic agonist
Lean tissue
Data de Defesa: 16-Dez-2009
Data de publicação: 11-Ago-2014
Referência: FERREIRA, M. S. da S. Níveis de cloridrato de ractopamina em dietas para suínos em terminação. 2009. 57 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: Foi conduzido, no Centro Experimental de suínos (CES) do Departamento de Zootecnia da UFLA, o experimento que foi objeto deste estudo. Objetivou-se avaliar a suplementação da dieta com cloridrato de ractopmina (RAC), um agonista β-adrenérgico, em diferentes níveis (0, 5, 10, 15 e 20 ppm) para suínos em fase de terminação. Foram utilizados 50 animais, 25 machos castrados e 25 fêmeas, selecionados geneticamente para alta deposição de carne magra na carcaça, da genética Topigs®. O peso inicial dos animais foi de 74,08 ± 1,42 kg e o experimento teve duração de 28 dias. Foi adotado o delineamento em blocos casualizados, totalizando cinco tratamentos com cinco repetições. A parcela experimental constou de dois animais (macho e fêmea). Ao final do período experimental os animais foram abatidos e as hemicarcaças esquerdas dos machos foram resfriadas para as análises de características de carcaça. Os animais que receberam dieta suplementada com RAC apresentaram aumento significativo no ganho de peso final, ganho de peso médio diário (P<0,05) e diminuição da conversão alimentar (P<0,05). Quanto às características de carcaça, a RAC promoveu maior área de olho de lombo (P<0,05), menor espessura de toucinho (P<0,05), maior profundidade de lombo (P<0,05) e maior rendimento de carne da carcaça (P<0,05). Além disso, foi avaliada uma variável econômica, o índice de bonificação, que obteve aumento médio de 6,09% (P<0,05) em relação ao tratamento sem RAC. O modelo de regressão descontínua LRP (Linear Response Plateau) ou broken model estimou o ponto ótimo de suplementação da RAC para todas as variáveis. A estimativa do modelo LRP, entre todas as variáveis que apresentaram diferença estatística significativa, variou de 4,09 a 5,14 ppm RAC. Assim, conclui-se que a suplementação de RAC na dieta de suínos em terminação permite a obtenção de benefícios no desempenho e no ganho de tecido muscular dos animais, e que níveis de suplementação superiores à 5 ppm RAC não apresenta benefícios adicionais.
Was conducted in the Swine Experimental Center of Animal Science Department at UFLA, the experiment that was the subject of this study. The Aim was to evaluate the dietary supplementation with ractopamine hidrocloride (RAC), a β-adrenergic agonist, in different levels (0, 5, 10, 15 e 20 ppm) for finishing pigs. 50 animals were used, 25 barrows and 25 gilts, genetically selected for high lean carcass, from Topigs® genetic lines. The inicial weight of the animals was 74,08 kg ± 1,42 and the experiment lasted 28 days. The animals were alocated into randomized blocks, resulting in five treatments with five replicates. The experimental plot consisted of two animals (male and female). At the end of the experimental period the animals were slaughtered and the left carcass of the barrows chilled for evaluation of carcass characteristics. Pigs fed diet supplemented with RAC showed a significant increase in final weight gain and average daily gain (P<0,05), and a decrease in the feed/gain ratio (P<0,05). For carcass characteristics, RAC promoted greater loin eye area (P<0,05), smaller backfat thickness (P<0,05), greater loin depth (P<0,05) and greater meat yield of carcass (P<0,05). Besides, was evaluated a economic variable, the index of allowance, that presented an average increase of 6.09% (P<0.05) compared to the treatment without RAC. The regression model LRP (Linear Response Plateau) or broken model estimated the supplementation of the RAC optimum level for all variables. The estimate of the LRP model, among all the variables that were statistically significant, ranged from 4.09 to 5.14 ppm RAC. It was concluded that supplementation of RAC in the diet of finishing pigs allows obtainment benefits in growth and increase of lean tissue in the carcass of the animals, and that supplementation levels higher than 5 ppm RAC does not provide additional benefits.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2495
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Níveis de cloridrato de ractopamina em dietas para suínos em terminação.pdf779,11 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback