Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2633
Título: Microbiota edafica como indicadora da reabilitação de áreas contaminadas por elementos-traço
Título(s) alternativo(s): Soil microbiota as indicator of rehabilitation of trace elements contaminated area
Autor : Lopez, Maryeimy Varon
Primeiro orientador: Soares, Cláudio Roberto Fonsêca Sousa
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Lambais, Márcio Rodrigues
Primeiro membro da banca: Silva, Romildo da
Moreira, Fátima Maria de Souza
Carvalho, Dulcinéia de
Área de concentração: Microbiologia Agrícola
Palavras-chave: Metais pesados
Microorganismos
Fungos micorrízicos
Solos - Poluição
Eletroforese em gel com gradiente desnaturante (DGGE)
Heavy metal
Microrganisms
Mycorrhizal fungi
Soil pollution
Data da publicação: 12-Ago-2014
Referência: LOPEZ, M. V. Microbiota edafica como indicadora da reabilitação de áreas contaminadas por elementos-traço. 2010. 60 p. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: O desenvolvimento mundial tem causado grande aumento nas atividades industriais e, consequentemente, pressão sobre o meio ambiente. As áreas de mineração constituem uma das fontes de contaminação mais relevantes, pois a partir delas é gerada alta quantidade de resíduos contendo elevadas concentrações de elementos-traço. Essa situação provoca diminuição no tamanho e na diversidade populacional de bactérias, actinobactérias e fungos. Por essa razão, torna-se importante desenvolver mecanismos para a reabilitação dos solos contaminados, nos quais seja estabelecida uma microbiota e vegetação inicial que permitam aumentar a diversidade para depois alcançar a estabilidade do ecossistema. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi conhecer o comportamento da estrutura da comunidade microbiana como indicadora da reabilitação de áreas contaminadas com elementos-traço, no município de Três Marias - MG. Foi avaliada a densidade de bactérias, actinobactérias e fungos, ocorrência e diversidade de fungos micorrízicos arbusculares (FMA) e diversidade de bactérias e fungos, por eletroforese em gel com gradiente desnaturante (DGGE) do gene 16 S rDNA e a região ITS respectivamente e o sequenciamento da região ITS para a seleção dos isolados fúngicos, obtidos de solos contaminados com altos teores de elementos-traço. As áreas reabilitadas estudadas foram: Área 1: substituição do solo e plantio de Eucalyptus camaldulensis, nas linhas (A1L) e sem cobertura nas entrelinhas (A1EL); Área 2: substituição do solo e plantio de E. camaldulensis, nas linhas (A2L) e semeadura de Brachiaria decumbens nas entrelinhas (A2EL); cerrado (C); pastagem (P) e área contaminada sem vegetação (SV). Os resultados mostraram que as densidades das bactérias, actinobactérias e fungos aumentaram após a implantação dos programas de reabilitação, tendo contagens semelhantes às de áreas não contaminadas. O número de esporos e a diversidade de FMA foram maiores nas áreas reabilitadas quando comparadas com áreas C, P e SV, sendo o gênero Glomus o único de ocorrência em todos os ambientes. Mediante as análises do DGGE, verificou-se que houve maior similaridade no perfil das comunidades análises do DGGE, verificou-se que houve maior similaridade no perfil das comunidades das bactérias nos ambientes estudados do que no perfil das comunidades fúngicas. A diversidade das bactérias e dos fungos aumentou nas áreas reabilitadas, comparada com a área SV. Mediante sequenciamento de isolados fúngicos das áreas com maiores concentrações de elementos-traço, foram encontradas as espécies: Aspergillus brasiliensis, Penicillium brefeldianum, P. purpurogenum, P. citrinum e P. variabile. De acordo com os resultados de densidade e diversidade obtidos neste trabalho, demonstrou-se que os microrganismos são indicadores sensíveis ao progresso de reabilitação e que a substituição do solo e a presença de vegetação constituem uma estratégia adequada no estabelecimento do programa de reabilitação.
World development has caused great industrial activity increase and consequently diverse non-environmentally sound practices such as diverse types of contamination. Mining areas are the most relevant contamination sources, due to the disposal of large amounts of residues containing high trace elements concentration. This activity can have detrimental effects on diverse microbial communities that play an important role on ecosystem sustainability. Therefore, it is important to develop soil rehabilitation practices for vegetation to be established, thus allowing restoration of diversity and functionality of soil microrganisms. In this context, this work aimed to evaluate soil microbial communities as indicator of rehabilitation of areas contaminated by trace elements in the municipality of Três Marias-MG. It was evaluated: bacteria, actinobacteria and fungi densities, arbuscular mycorrhizal fungi (AMF) occurrence and diversity, and bacteria and fungi diversity by Denaturing Gradient Gel Electrophoresis (DGGE) of 16 S rDNA gene and ITS regions and sequencing of ITS regions for selected fungal isolates. The rehabilitated studied areas were: 1: replacement of surface soil layer and plantation of Eucalyptus camaldulensis, in lines (A1L) without planting rows (A1EL); 2: replacement of soil surface layer and plantation of E. camaldulensis, in lines (A2L) and Brachiaria decumbens in rows (A2EL). The rehabilitated areas were compared to adjacent non-contaminated areas of Cerrado (C) and Pasture (P) as well as to and a highly contaminated area without vegetation (SV). Results have shown that bacteria, actinobacteria and fungi densities increased after rehabilitation practices at levels similar to non contaminated areas. Spore number and AMF diversity were higher in rehabilitated areas when compared to areas C, P and SV. Glomus was the only genus occurring in all rehabilitated, non rehabilitated and non contaminated areas. The analysis of DGGE showed a greater similarity in the profiles of bacterial communities than in the fungal profile communities of the diverse areas. The diversity of bacteria and fungi increased in the rehabilitated rehabilitated areas compared with the area SV. Sequences of fungal isolates from the area with higher concentration of trace elements were identified as belonging to the following species: Aspergillus brasiliensis, Penicillium brefeldianum, P. purpurogenum, P. citrinum and P. variabile. All biological parameters studied were shown to be good indicators of the rehabilitation practices by the replacement of surface soil layer and revegetation.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2633
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Microbiota edafica como indicadora da reabilitação de áreas contaminadas por elementos-traço.pdf2,47 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.