Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/30191
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorTredanaro, Emanuele-
dc.date.accessioned2018-08-27T15:17:00Z-
dc.date.available2018-08-27T15:17:00Z-
dc.date.issued2017-01-
dc.identifier.citationTREDANARO, E. A abordagem contratualista de "a theory of justice" entre método e objetivos. algumas observações a partir das últimas críticas de Onora O'Neill. Kriterion: Revista de Filosofia, Belo Horizonte, v. 58, n. 136, p. 65-86, Jan./Apr. 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/30191-
dc.description.abstractThe aim of this paper is to propose, through the role that the relationship between method and objectives plays in "A theory of justice", a possible reading of the contractarian sui generis approach adopted by Rawls in his masterpiece. In particular, we will take advantage, as a starting point, of two critical objections that Onora O'Neill presents in one of her latest interventions on Rawls' thought. Then, we will try to show how such critical objections are somewhat insubstantial, to the extent that the complementarity between some methodological aspects and the general objectives assumed in "A theory of justice" is emphasized, especially with regard to the characterization of the original position as ideal situation of deliberation among rational agents who recognize themselves as free and equal in their plurality. In this sense, we will focus on the interpretation of the link between the veil of ignorance and the reflective equilibrium as a constitutive moment of a process of practical reflection in which logical-formal rationality and reasonableness of restrictions interact, without contradiction. Hence, we will indicate, in a general and absolutely provisional way, in which terms it seems possible to reconcile constructivism and contractualism in "A theory of justice".pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherFaculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMGpt_BR
dc.rightsacesso abertopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/*
dc.sourceKriterion: Revista de Filosofiapt_BR
dc.subjectContratualismopt_BR
dc.subjectConstrutivismopt_BR
dc.subjectRawlspt_BR
dc.subjectO'Neillpt_BR
dc.subjectContractualismpt_BR
dc.subjectConstructivismpt_BR
dc.titleA abordagem contratualista de "a theory of justice" entre método e objetivos. Algumas observações a partir das últimas críticas de Onora O'Neillpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoO objetivo do presente trabalho é propor, mediante o papel que a relação entre método e objetivos desempenha em "A theory of justice", uma possível leitura da abordagem contratualista sui generis adotada por Rawls em sua obra-prima. De modo particular, aproveitaremos, como ponto de partida, duas críticas que Onora O'Neill apresenta em uma de suas últimas intervenções sobre o pensamento de Rawls. Tentaremos mostrar, então, como tais críticas padecem de certa inconsistência, na medida em que for enfatizada a complementaridade entre alguns aspectos metodológicos e os objetivos gerais assumidos em "A theory of justice", sobretudo, no que diz respeito à caracterização da posição original como situação ideal de deliberação entre agentes racionais que se reconhecem como livres e iguais em sua pluralidade. Nesse sentido, concentrar-nos-emos na interpretação do nexo entre o véu de ignorância e o equilíbrio reflexivo como momento constitutivo de um processo de reflexão prática em que interagem, sem contradição, racionalidade lógicoformal e razoabilidade das restrições. Daí, indicaremos, em linhas gerais e de maneira absolutamente provisória, em que termos nos parece possível compatibilizar construtivismo e contratualismo em "A theory of justice".pt_BR
Appears in Collections:DCH - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons