Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31811
Título : Tecnologias sociais e administração pública tupiniquim: uma articulação a partir da teoria da possibilidade de Guerreiro Ramos
Título(s) alternativo(s): Social technologies and public administration tupiniquim: an articulation from the theory of the possibility of Guerreiro Ramos
Autor: Duque, Thais Oliveira
Valadão, José de Arimatéia Dias
Souza, Gustavo Costa de
Palavras-chave: Tupiniquim
Participação
Racionalidade
Gestão
Administração
Participation
Rationality
Management
Publicador: Universidade Estadual de Maringá
Data da publicação: 2017
Referência: DUQUE, T. O.; VALADÃO, J. de A. D.; SOUZA, G. C. de. Tecnologias sociais e administração pública tupiniquim: uma articulação a partir da teoria da possibilidade de Guerreiro Ramos. Acta scientiarum. Human and Social Sciences, Maringá, v. 39, n. 3, p. 259-269, set./dez. 2017.
Resumo : Este é um ensaio teórico que discute tecnologias sociais no contexto brasileiro, tendo como base a Teoria da Possibilidade de Guerreiro Ramos. A partir da visão deste autor sobre a necessidade de se estabelecer uma racionalidade substantiva para a sociedade, este trabalho ressalta o quanto estratégico é considerar as tecnologias sociais como possibilidades objetivas na construção de políticas públicas no Brasil. Para isso, utilizam-se a Teoria P e a Teoria N, empregadas por Zwick, Teixeira, Pereira e Vilas Boas (2012), para contextualizar a administração pública brasileira, suas relações com as TS e os argumentos de Guerreiro Ramos sobre as diversas racionalidades empregadas na gestão pública, principalmente a que os autores chamam de administração pública tupiniquim. Desse modo, o trabalho destaca que este tipo de administração trouxe, em sua concepção de surgimento, ascensão e consolidação, as TS como base instrumental para sua realização, carregada, ao mesmo tempo, de valores subjetivos e inerentes à cultura brasileira. Além disso, conclui que a especificidade da gestão brasileira demandou formas específicas também de desenvolvimento tecnológico, o que explica por que as novas tecnologias têm o mesmo caráter de hibridez de gestão, numa interface entre as racionalidades instrumentais e substantivas da administração tupiniquim.
Abstract: This is a theoretical essay that discusses social technologies in the brazilian context, with the Theory of Possibility of Guerreiro Ramos as the basis. From the perspective of Guerreiro Ramos on the need to establish a substantive rationality for society, this paper highlights how strategic it is to consider social technologies as objective possibilities in the construction of public policies in Brazil. For that, the Theory P and Theory N, used by Zwick, Teixeira, Pereira and Vilas Boas (2012), were used to contextualize the brazilian public administration, its relations with TS, and Guerreiro Ramos's arguments about the various rationalities employed in public management, which the authors call the Tupiniquim Public Administration. Therefore, the work emphasizes that the Tupiniquim Public Administration brought in its conception of emergence, ascent and consolidation, TS as an instrumental basis for its realization, loaded at the same time with subjective values and inherent in brazilian culture. In addition, it concludes that the specificity of brazilian management demanded specific forms also of technological development, where the new technologies have the same character of management hybridity, in an interface between the instrumental and substantive rationalities of the Tupiniquim administration.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31811
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DAE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_Tecnologias sociais e administração pública tupiniquim....pdf556,64 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons