Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/33304
metadata.teses.dc.title: Efeitos ecológicos das estradas na conservação de espécies na America Latina: estado do conhecimento, desafios e oportunidades
metadata.teses.dc.title.alternative: Ecological effects of roads in species conservation in Latin America: current knowledge, challenges, and opportunities
metadata.teses.dc.creator: Pinto, Fernando Antônio Silva
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/0460937840258163
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Grilo, Clara
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co1: Clevenger, Anthony Paul
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Berg, Eduardo van den
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Teixeira, Fernanda Zimmermann
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Curi, Nelson Henrique de Almeida
metadata.teses.dc.contributor.referee4: Freitas, Simone Rodrigues de
metadata.teses.dc.subject: Tamanduá-bandeira
Fragmentação
Atropelamento
Persistência populacional
Conservação de espécies - América Latina
Efeitos de rodovia
Revisão de literatura
Giant anteater
Fragmentation
Road-kills
Population persistence
Species conservation - Latin America
Road effects
Literature review
metadata.teses.dc.date.issued: 28-Mar-2019
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
metadata.teses.dc.identifier.citation: PINTO, F. A. S. Efeitos ecológicos das estradas na conservação de espécies na America Latina: estado do conhecimento, desafios e oportunidades. 2019. 84 p. Tese (Doutorado em Ecologia Aplicada)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2019.
metadata.teses.dc.description.resumo: Estradas causam efeitos ecológicos adversos em muitas espécies de animais em todo o mundo principalmente pela fragmentação de habitats e pela mortalidade por atropelamento. Muito do conhecimento sobre tais efeitos vem de regiões temperadas, sobretudo em países do hemisfério norte, com realidades socioambientais particulares. Neste estudo, avaliamos os efeitos ecológicos das estradas em vertebrados terrestres na América Latina por meio de abordagens distintas. No primeiro artigo, empreendo um estudo de revisão sistemática de literatura para a América Latina, buscando acessar o atual estado de conhecimento sobre efeitos ecológicos das estradas, identificar a lacunas deste conhecimento, e, ao mesmo tempo propor uma agenda para futuras pesquisas. Após a revisão de aproximadamente 200 artigos, identificamos uma tendência no aumento das publicações na última década concentrada maioriotariamente na América do Sul, com estudos a nível de indivíduos (mortalidade), focados principalmente em mamíferos. Poucos estudos buscaram entender os efeitos das estradas a nível de populações e genes, bem como avaliar medidas de mitigação de impactos. Recomendamos duas estratégias para pesquisas: 1) com foco em quantificar e entender como as espécies (indivíduos) interagem com as estradas bem como as implicações a nível populacional, e, 2) avaliações em escalas regionais e nacionais da vulnerabilidade das espécies auxiliando estrategicamente em tomadas de decisão para conservação. No segundo artigo, analiso os efeitos da fragmentação do habitat e da mortalidade por atropelamentos sobre populações do tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla) no Brasil. Aplico um modelo populacional espacialmente-explícito para estimar a área mínima de mancha de habitat abaixo do qual as populações não são viáveis e a densidade máxima de estradas tolerada pela espécie. Os resultados revelaram valores mínimos de tamanho de habitat variando entre 247 e 498 km² e densidade máxima de estradas entre 0.21 e 0.55 km/km². Ademais, revelamos ainda, que entre 32 e 36% do total da área de distribuição do tamanduá-bandeira são inadequadas à sua persistência.
metadata.teses.dc.description.abstract: Roads can cause adverse ecological effects for many animal species worldwide, mainly due to habitat fragmentation and mortality from collision with vehicles. Much of the knowledge about such effects come from temperate regions in countries of the northern hemisphere, with different socioenvironmental realities. In this study, we analyzed the ecological effects of roads on vertebrate species in Latin America over different approaches. In the first article, I carried out a systematic literature review in order to assess the current state of knowledge about the ecological effects of roads on vertebrates in Latin America, to identify gaps of knowledge and, then to propose an agenda for future research. After reviewing nearly 200 articles, we identified a trend in the increase of publications in the last decade concentrated mainly in South America, with studies at the individual level (mortality), focused mainly on mammals. Few studies tried to understand the effects on the population level and gene level, neither evaluation of mitigation measures. We recommended a two-speed approach to research: a first, focused on quantifying how species (individuals) interact with roads as well as their implications at the population level, and a second that assess the vulnerability of the species to the roads at regional or national scales. In the second paper, I analyzed the effects of habitat fragmentation and road-kills over giant-anteater (Myrmecophaga tridactyla) populations in Brazil. We use a spatially-explicit population model that reaches outputs approximations on minimum patch size and maximum road density required for giant anteater populations viability. The results showed that minimum patch size estimations varying between 247 and 498 km² and the maximum road densities between 0.21 and 0.55 km/km². Furthermore, we showed that unsuitable areas for the species persistence ranged between 32 to 36% of their range in Brazil.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/33304
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DBI - Ecologia Aplicada - Doutorado (Teses)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.