Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/33868
Título: Análise da estrutura, diversidade florística e variações espaciais do componente arbóreo de corredores de vegetação na região do Alto Rio Grande, MG
Autor : Castro, Gislene Carvalho de
Primeiro orientador: Berg, Eduardo Van den
Primeiro membro da banca: Pinto, Jose Roberto Rodrigues
Segundo membro da banca: Louzada, Julio Neil Cassa
Palavras-chave: Florestas
Composição botânica
Alto Rio Grande (MG : Microrregião)
Árvores
Composição botânica
Alto Rio Grande (MG : Microrregião
Data da publicação: 25-Abr-2019
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: CASTRO, G. C. de. Análise da estrutura, diversidade florística e variações espaciais do componente arbóreo de corredores de vegetação na região do Alto Rio Grande, MG. 2019. 83 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2004.
Resumo: A constante ocupação humana de sistemas naturais, bem como a utilização incriminada dos recursos, aliadas à expansão agrícola, resultam na fragmentação das florestas. Neste contexto, surge um novo modelo de paisagem em mosaico, composto por uma matriz circundante, porções de hábitat de remanescente de mata e corredores de vegetação. Os corredores, como estruturas lineares de vegetação, são capazes de conectar os remanescentes isolados e diminuir os efeitos negativos da fragmentação. Dessa forma, este estudo teve como objetivos avaliar a estrutura, a diversidade florística, os padrões de distribuição das espécies vegetais arbóreas dos fragmentos e corredores de vegetação a eles associados na região do Alto Rio Grande, Minas Gerais. Estes corredores são muito estreitos (aproximadamente 4m) e são o resultado da colonização por espécies nativas de árvores nos valos, usados para a divisão de glebas de terras. Os corredores e fragmentos estudados estão localizados na cidade de Lavras, região do Alto Rio Grande, sul de Minas Gerais e estão compreendidos entre as coordenadas 21°19'25.2"S e 44°59'53.1"W, 21°17,15.r'S e 44°58'59.3"W. A vegetação ocorrente pode ser definida como uma disjunção do bioma cerrado inserida dentro da área de distribuição das florestas estacionais semideciduais do Sudeste brasileiro. Ao todo, foram analisados oito fragmentos interligados a um corredor de vegetação composto por um eixo principal e quatro ramificações. A área total amostrada no sistema corredor-fragmento foi de 1,08 ha. O sistema corredor-fragmento possui equabilidade e diversidade dentro da média encontrada para os demais fragmentos da região. Algumas espécies possuem preferência diferencial entre os dois ambientes, porém, existe uma grande semelhança florística entre eles. Possivelmente, as variáveis ambientais que mais contribuem para a distribuição diferenciada das espécies no sistema corredor-fragmento são a luz e a umidade de solo. Os corredores são mais densos, com maior área basal e árvores concentradas nas classes superiores de diâmetro e inferiores de altura. Nos corredores, as espécies também possuem preferências diferenciadas pelos setores seccionais do valo (fundo, parede, borda), provavelmente devido a fatores como luminosidade, teor de fósforo e umidade de solo. Estes setores também apresentam diferenças quanto à distribuição diamétrica dos indivíduos, sendo que no fundo do valo há um favorecimento dos indivíduos maiores. Além da importância histórica dos valos na região, os corredores de vegetação a eles associados podem ser considerados como essenciais para a conservação no contexto regional, devido à sua diversidade florística considerável e ocorrência de espécies exclusivas neste ambiente. Dessa forma, os corredores podem ser indicados como complementação das porções de hábitat remanescentes da região, atuando na conservação da diversidade pouco representada nos fragmentos e contribuindo no estabelecimento de conexões entre os mesmos.
Abstract: The constant human occupation of natural systems, the indiscriminate use of resources, as well as the agricultural expansion, results in forest fragmentation. In this context, a new landscape model, in mosaic, appears, composed by habitat portions surrounded by a matrix and vegetation corridors. The corridors, being linear vegetation structures, are able to connect isolated vegetation remains and decrease the negative effects of the fragmentation. Therefore, this study had as objectives the evaluation of the structure, floristic diversity, pattems of tree species distribution in fragments and associated vegetation corridors in the Upper Rio Grande region, Minas Gerais. These corridors are very narrow (more or less 4 m) and resulted from the native tree species colonization of ditches, used for land division purposes. The studied corridors and fragments are located in the municipality of Lavras, Upper Rio Grande region, south of Minas Gerais State, between the coordinates 21°19'25"S and 44o59'53"W, 21°17'15"S and 44°58'59"W. The vegetation is defined as a disjunction of savanna biome (cerrado) inserted within an area of distribution of semideciduous estational forest in Southeastem Brazil. The analyses included eight fragments connected to a vegetation corridor formed by a main axis and four ramifications. The total sample area (fragments and corridors) was 1.08 ha. The system fragments-corridors has equability and diversity similar to the fragments of the region. Some species prefer one of the two different habitats, corridors or fragments, although these habitats are pretty similar in terms of floristic composition. Possibly, the environmental variables that most strongly contribute to the differential species distribution between corridors and fragments are light and soil humidity. Corridors are denser, have larger basal area and trees are concentrated in the upper diameter classes and lower height classes. In the corridors, the species have preference for the sectional ditch sectors (bottom, wall and border), probably because of differences in terms of luminosity, phosphorus levels and soil humidity. The sectors are also different in terms of tree distribution by diameter classes, where has the bottom the largest trees. Besides me historical importance of these ditches in the region, the associated vegetation corridors are considered essential for conservation purposes, because of their considerable floristic diversity and the occurrence of exclusive species in these habitats. Therefore, the corridors can be indicated as complementation for the remaining habitat portions in the region, acting on behalf of the conservation of the diversity less represented in fragments and establishing connections among them.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/33868
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.