Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3611

Título: Criopreservação do sêmen de machos-XX de truta arco-íris (Oncorhynchus mykiss)
Título Alternativo: Semen cryopreservation of rainbow trout XX-males
Autor(es): Araújo, Rafael Venâncio de
Orientador: Viveiros, Ana Tereza de Mendonça
Membro da banca: Freitas, Rilke Tadeu Fonseca de
Filho, José Cleto da Silva
Tabata, Yara Aiko
Área de concentração: Produção animal
Assunto: Truta
Sêmen
Criopreservação
Trout
Semen
Cryopreservation
Data de Defesa: 9-Jan-2007
Data de publicação: 8-Set-2014
Referência: ARAÚJO, R. V. de. Criopreservação do sêmen de machos-xx de truta arco-íris (Oncorhynchus mykiss). 2007. 124 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
Resumo: O estudo foi conduzido entre julho e agosto de 2005 e 2006, com o objetivo de aperfeiçoar as técnicas de criopreservação do sêmen de machos de truta arco-íris obtidos por inversão sexual (machos-XX). Inicialmente, apenas os peixes que liberavam sêmen por pressão abdominal foram utilizados. No experimento 1, foram testados quatro diluidores de sêmen (glicose 5,4%, NaCl 0,9%, NaCl 1,2%-tris e BTS®) e o efeito da adição da gema de ovo aos diluidores. Depois, o efeito dos crioprotetores DMSO, etileno glicol, metil glicol e metanol, taxas de diluição de 1:3 e 1:7 (experimento 2), das palhetas de 0,25; 0,5 e 4,0 ml (experimento 3) e do descongelamento das palhetas a temperaturas do banho-maria de 70ºC/3s, 60ºC/8s e 50ºC/8s (experimento 4) foi avaliado quanto à motilidade espermática. No experimento 5, o sêmen congelado foi avaliado quanto à capacidade de fertilização (taxa de ovos olhados), em diferentes proporções espermatozóide:ovo (15x106 a 60x106), após 196°C dias de incubação. Em todos os experimentos, as amostras de sêmen diluídas foram congeladas em vapor de nitrogênio (N2), a -170°C, por 12-16 horas, até serem transferidas para o N2 líquido. Na fase seguinte, apenas o sêmen obtido diretamente dos testículos (intratesticular) foi utilizado. No experimento 1, o sêmen foi diluído em três diluidores (glicose 5,4%, NaCl 0,9% ou NaCl 1,2%-tris), gema e DMSO. As amostras foram congeladas conforme descrito na fase inicial e descongeladas a 70°C/3s ou 35°C/16s. Depois, o período de incubação de 01h30min, antes do congelamento, foi testado no sêmen diluído (1:0, 1:6 ou 1:8, experimento 2; 1:5, 1:7 ou 1:9, experimento 3) em plasma seminal e congelado em glicose ou NaCl como diluidores (experimento 3), gema de ovo e DMSO. As amostras de sêmen coletadas por meio de massagem abdominal apresentaram as maiores taxas de motilidade espermática pós-descongelamento quando criopreservadas em meio contendo glicose, gema e DMSO, na proporção 1:3, envasadas em palhetas de 0,5 ml e descongeladas a 70ºC/3s. As maiores taxas de ovos olhados foram produzidas com sêmen descongelado nas proporções acima de 30x106 espermatozóides:ovo. Quando o sêmen intratesticular foi congelado diretamente, sem passar pelo período de incubação, as taxas de motilidade espermática pós-descongelamento foram baixas; entretanto, quando diluído 1:6 em plasma, incubado e re-diluído 1:3 em glicose-gema-DMSO, a motilidade espermática aumentou de 18% para 60%. Com base nos resultados deste trabalho, conclui-se que o sêmen de machos- XX de truta arco-íris pode ser criopreservado em meio contendo glicose, gema e DMSO, em palhetas de 0,5 ml e descongelado a 70ºC/3s. O sêmen intratesticular pode ser criopreservado com o mesmo protocolo, mas precisa ser previamente incubado em plasma seminal, por 01h30min.
This study was carried out during July and August of 2005 and 2006. The aim of this study was to improve the cryopreservation techniques for semen cryopreservation of sex-reversed rainbow trout males (XX-males). The first session of experiments, only semen collected under abdominal massage was used. In experiment 1, four semen extenders (glucose 5,4%, NaCl 0,9%, NaCl 1,2%-tris and BTS®) and the addition of egg yolk at 0 and 5% to the freezing media were tested. Then the effects of DMSO, ethylene glycol, methylglycol and methanol as cryoprotectants, semen dilution ratios of 1:3 and 1:7 (experiment 2), straw volumes of 0.25; 0.5 and 4.0 ml (experiment 3) and thawing at a water bath temperatures of 70ºC/3s, 60ºC/8s and 50ºC/8s (experiment 4) on post-thaw sperm motility were evaluated. In experiment 5, post-thaw semen was used at different sperm:egg ratios (15x106 to 60x106) and eyed-egg rate was calculated after 196°C days. In all theses five experiments, semen was cryopreserved in nitrogen (N2) vapor at -170°C for 12-16 h, then transferred to a liquid N2 vessel. During the second session of experiments, only intratesticular semen obtained after male sacrifice was used. In experiment 1, semen was cryopreserved in one extender (glucose 5,4%, NaCl 0,9% or NaCl 1,2%-tris), egg yolk and DMSO according to the method described previously, and thawed at 70°C/3s or 35°C/16s. Then the pre-freezing incubation of semen diluted (1:0, 1:6 or 1:8, experiment 2; 1:5, 1:7 or 1:9, experiment 3) in seminal plasma and frozen in glucose or NaCl as extender (experiment 3), egg yolk and DMSO was tested. When semen was collected under abdominal massage, the highest post-thaw sperm motilities were observed in those samples diluted 1:3 in glucose, egg yolk and DMSO as freezing medium, cryopreserved in 0.5-ml straws and thawed at 70ºC/3s. The highest eyed-egg rates were observed when sperm:egg ratio was above 30x106. When intratesticular semen was immediately cryopreserved without the incubation period, very low post-thaw sperm motility were observed. However, when intratesticular semen was diluted 1:6 in seminal plasma, incubated for 1:30h and cryopreserved in glucose, egg and DMSO, post-thaw sperm motility increased from 18% (without incubation) to 60% (after incubation). Based in these results we can conclude that semen of rainbow trout XX-males can be successfully cryopreserved in a freezing medium containing glucose, egg and DMSO, in 0.5-ml straws and thawed at 70ºC/3s. If intratesticular semen is used, than the pre-freezing incubation period of 1:30h in seminal plasma is mandatory.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3611
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Criopreservação do sêmen de machos-XX de truta arco-íris (Oncorhynchus mykiss).pdf1,32 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback