Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37012
Título: Estabilidade aeróbia de silagens inoculadas com novas cepas de bactéria do ácido lático
Autor: Pereira, Iara Cunha
Costa, Daviane Martinele
Ávila, Carla Luiza da Silva
Schwan, Rosane Freitas
Palavras-chave: Inoculante
Silagem de milho
Ácido lático
Data da publicação: 2018
Referência: PEREIRA, I. C. et al. Estabilidade aeróbia de silagens inoculadas com novas cepas de bactéria do ácido lático. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFLA, 31., 2018, Lavras. Anais... Lavras: UFLA, 2018. Não paginado.
Resumo: O uso de inoculantes nas silagens de milho podem melhorar a estabilidade aeróbia com intuito de diminuir as perdas de nutrientes durante a exposição das silagens ao oxigênio. Seis cepas de bactérias do ácido lático (BAL), isoladas de silagens de milhos de diferentes fazendas, foram avaliadas como inoculantes, com base no efeito sob a estabilidade aeróbia de silagem de milho com alto teor de matéria seca (MS). As cepas utilizadas foram: CCMA1362, 1363 e 1364 (Lactobacillus farraginis); CCMA1365 (L. plantarum); CCMA1366 (L. buchneri) and CCMA1367 (Pediococcus acidilactici) e a cepa CCMA170 (L. hilgardii) isolada da silagem de cana-de-açúcar. O milho foi colhido com 454 g kg de MS e os inoculantes foram aplicados na taxa de 6 log ufc g-1 de milho. Os silos experimentais foram abertos após 100 dias de estocagem. Dois Kg de silagem foram colocados em baldes, mantidos em temperatura ambiente com Data Logger’s (Impac, model MI-IN-D-2-L; São Paulo, Brazil) inseridos no centro da massa. A perda da estabilidade aeróbia foi calculada como o tempo gasto para a massa de silagem elevar, em 2 ºC, a temperatura acima daquela do ambiente. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado. As médias foram comparadas usando teste de Scott-Knott (P>0.05). Silagens inoculadas com as cepas CCMA1364, CCMA1363, CCMA1362, CCMA1366 e CCMA170 (heterofermentativas obrigatórias) foram as mais estáveis à exposição aeróbia (P<0.01), com média de 116 h, nestas silagens a temperatura máxima alcançada foi de 25,6 °C e não houve alterações bruscas nas temperaturas que se mantiveram próximas a temperatura ambiente durante todo período de avaliação As silagens controle e com as cepas CCMA1365 (L. plantarum) (heterofermentativa facultativa) e CCMA1367 (P. acidilactici) (homofermentativa obrigatória) perderam a estabilidade aeróbia em média com 63 h. Silagens com CCMA1365 e CCMA1367 apresentaram comportamento semelhante à silagem controle, com elevação da temperatura após 63 h. Silagem de milho confeccionada com alto teor de MS e inoculadas com cepas heterofermentativas permanecem mais estáveis a exposição aeróbia.
URI: http://prp.ufla.br/ciuflasig/generateResumoPDF.php?id=12047
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DZO - Trabalhos apresentados em eventos

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.