Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3741

Título: Tolerância à dessecação em sementes de Copaifera langsdorffii e Tapirira obtusa
Autor(es): Pereira, Wilson Vicente Souza
Orientador: Faria, José Márcio Rocha
Membro da banca: Silva Júnior, Jessé Marques da
Carvalho, Letícia Renata de
Área de concentração: Ciências Florestais
Assunto: Copaíba
Tapirira
Influência ambiental
Integridade celular
Sensibilidade à dessecação
Desiccation sensitivity
Environmental influence
Cell integrity
Data de Defesa: 25-Fev-2011
Data de publicação: 17-Set-2014
Referência: PEREIRA, W. V. S. Tolerância à dessecação em sementes de Copaifera langsdorffii e Tapirira obtusa. 2011. 81 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: O conhecimento dos mecanismos de tolerância à dessecação é uma importante ferramenta para se determinar meios para a conservação de sementes. As condições ambientais sob as quais a planta cresce influencia diversas características não só desta, mas também das sementes produzidas, como, a tolerância à dessecação. Considerando isso, determinar a variação da tolerância/sensibilidade à dessecação em função do ambiente maternal pode contribuir para a elucidação dos mecanismos envolvidos. Dessa forma, os objetivos desta pesquisa foram: 1) avaliar a perda da tolerância à dessecação em sementes de copaíba (Copaifera langsdorffii) em processo germinativo e 2) avaliarem a sensibilidade à secagem em sementes de tapirira (Tapirira obtusa) provenientes de diferentes ambientes e submetidas a duas velocidades de secagem. Sementes de copaíba com diferentes tempos de embebição foram submetidas à secagem até o grau de umidade inicial, sendo em seguida submetidas à pré-umidificação e reidratação, sendo avaliada a tolerância à dessecação através do percentual de plântulas normais. As sementes apresentaram perda da tolerância à dessecação ainda no início do processo de embebição (fase 1), sendo observada perda da integridade celular. Sementes de tapirira provenientes do Campo Rupestre, Cerrado e mata ciliar foram secas nas umidades de 40, 30, 20 e 10% em duas velocidades de secagem diferentes. Foi avaliada a tolerância à dessecação em função de cada ambiente de ocorrência da espécie. Sementes provenientes da mata ciliar e do Campo Rupestre apresentaram tolerância à dessecação, independente de sua velocidade, ao contrário das provenientes do Cerrado, que não toleraram a secagem rápida.
The knowledge of the desiccation tolerance mechanisms is important to determinate the means for seed conservation. The environmental conditions under which the plant grows influences many features not only of the plant, but also of its seeds, such as the desiccation tolerance. Considering this, determinating the variation of the desiccation tolerance due to the parental environment can contribute to the elucidation of the mechanisms related to desiccation tolerance. Thus, the aims of this research were: 1) to evaluate the loss of desiccation tolerance in seeds of Copaifera langsdorffii during germination and 2) to evaluate the desiccation sensitivity in seeds of Tapirira obtusa from different environments and submitted to two drying speeds. C. langsdorffii seeds after different imbibition times were dried down to their initial moisture content and then pre-humidified and rehydrated in order to assess desiccation tolerance through formation of normal seedlings. The beginning of the loss of desiccation tolerance happened as early as the phase I of the imbibition process being observed loss of the cell integrity. T. obtusa seeds from Rupestrian Fields, Savannah and riparian forests was dried down to 40, 30, 20 and 10% of moisture content through two drying speeds. Seeds from the riparian forests and Rupestrian Fields behaved as desiccation tolerant, independent of the drying speed, while those from Savannah were sensitive to fast drying.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3741
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Tolerância à dessecação em sementes de Copaifera langsdorffii e Tapirira obtusa.pdf1,83 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback