Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4013

Título: Qualidade e valor nutritivo do resíduo de algodão submetido ao cultivo de cogumelo
Título Alternativo: Evaluation of the biologic treatments in the cotton textile mill waste for ruminant feeding
Autor(es): Gonçalves, Clenderson Corradi de Mattos
Orientador: Paiva, Paulo César de Aguiar
Membro da banca: Silva, Romildo da
Assis, Airdem Gonçalves de
Evangelista, Antônio Ricardo
Barcelos, Adauto Ferreira
Área de concentração: Nutrição de ruminantes
Assunto: Nutrição e alimentação animal
Pleurotus sajor-caju
Agaricus blazei
Degradabilidade
Digestibilidade
Balanço de N
Ruminantes
Pleurotus sajor-caju
Agaricus blazei
Degradability
Digestibility
Balanço de N
Ruminant
Data de Defesa: 24-Mai-2007
Data de publicação: 25-Set-2014
Referência: GONÇALVES, C. C. de M. Qualidade e valor nutritivo do resíduo de algodão submetido ao cultivo de cogumelo. 2007. 165 p. Tese (Doutorado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
Resumo: O experimento foi realizado nos Departamentos de Biologia e de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras, entre agosto de 2005 a dezembro de 2006, com o objetivo de estudar diferentes tratamentos biológicos sobre o resíduo de algodão da industria têxtil para alimentação de ruminantes. Inicialmente foram avaliadas diferentes formulações de substratos contendo o resíduo para produção dos cogumelos Agaricus blazei e Pleurotus sajor-caju (tratamentos biológicos). Na produção de Pleurotus no processo axênico o substrato contendo 80% de resíduo e 20% de farelo de trigo foi a que apresentou maior produção e eficiêcia biológica. Enquanto que na produção de A. blazei os substratos contendo 30% de resíduo, 60% feno de coastcross e 10% de farelo de trigo e contendo 45% de resíduo, 45% de feno de coastcross e 10% de farelo de trigo apresentaram produções aceitáveis para o cultivo comercial no Brasil, mas inferior ao substrato padrão com 45% de bagaço de cana, 45% de feno de coastcross e 10% de farelo de trigo. Depois de avaliar o potencial do resíduo na produção de cogumelo, foram escolhidos aqueles tratamentos (substratos) que tiveram melhores resultados no cultivo para serem submetidos a ensaios de degradabilidade e digestibilidade. No ensaio de degradabilidade foram utilizadas três vacas fistuladas no rúmen e os tratamentos foram incubados nos tempos 0, 3, 6, 12, 24, 36, 48, 72 e 96 horas. Foram avaliados as degradabilidades da MS, PB e FDN. Entre os tratamentos avaliados destacaram os exauridos (substrato após produção do cogumelo) contendo 80% de resíduo e 20% de farelo de trigo no cultivo de Pleurotus sajor-caju num processo axênico e os tratamentos contendo 30% de resíduo, 60% de feno de coastcross e 10 % de farelo de trigo e contendo 45% de resíduo, 45% de feno de coastcross e 10% de farelo de trigo no cultivo de Agaricus blazei num processo fermentado. Esses fungos foram eficientes em aumentar a degradabilidade da MS, PB e FDN e em agregar N nestes exauridos. No ensaio de digestibilidade foi avaliado à inclusão do exaurido de Agaricus blazei contendo 45% de resíduo, 45% de feno de coastcross e 10% de farelo de trigo (farelo de resíduo) na dieta de ovinos. Foram utilizadas cinco ovelhas da raça Santa Inês com peso médio de 23,20 Kg. As dietas foram balanceadas segundo o sistema do AFRC (1993), contendo 50% de feno de coast-cross e 50% de concentrado para suprir a exigência de 49,25g de proteína metabolizável e 8,68 MJ de energia metabolizável. Os tratamentos consistiam em substituir 10, 20, 30 e 40 % do feno da dieta padrão pelo farelo de resíduo que foi misturado no concentrado. A inclusão do farelo de resíduo proporcionou maiores consumos de MS, PB e FDN do concentrado e total diário. A inclusão do farelo de resíduo nas dietas não alterou a digestibilidade da FDN, mas proprcionou diminuição de digestibilidade da MS e PB a partir da inclusão de 6,66% e 15,83% de farelo de resíduo, respectivamente, sendo que, estas porcentagens de inclusão proporcionaram os maiores valores de digestibilidade da MS e da PB das dietas. O uso de resíduo de algodão após a produção de cogumelo tem potencial para ser utilizado na alimentação de ruminantes, mas necessita de mais estudos, principalmente em relação à fermentação ruminal e o perfil de ácidos graxos produzidos.
The experiment was conducted in the Departments of Biology and Animal Science of the Federal University of Lavras from August of 2005 to December of 2006 with the objective of studying different biologic treatments on cotton textile mill waste for ruminantt feeding. At first, different formulations of substrates containing the waste for production of the mushrooms Agaricus blazei and Pleurotus sajor-caju (biologic treataments) were evalaluated. In the production of Pleurotus in the axenic process, the substrate containing 80% of waste and 20% of wheat meal was the one which showed highest yield and biologic efficiency. While in the production of A.blazei, the substrates containing 30% of waste, 60% of coastcross hay and 10% of wheat meal and containing 45% of waste, 45% of coastcross hay and 10% of wheat meal presented acceaptable yields for the commercial cultivation in Brazil, but lower to the standard substrate with 45% of sugar bagasse, 45% of coastcross hay and 10% of wheat meal. After evaluating the potential of the waste in the production of mushrooms, those treatments (substrates) which presented the best results in the cultivation were chosen to be submitted to degradability and digestibility trials. In the degradability trial, three cows with fistulas in the rumen were utilized and the treatments were incubated in times 0, 3, 6, 12, 24, 36, 48, 72 and 96 hours. The degradabilities of DM, CP and NDF were evaluated. Among the treatmens evaluated, the exhausted ones (substrate after mushroom production) containing 80% of waste and 20% of wheat meal in the cultivation of Pleurotus sajor-caju in axenic process and the treatments containing 30% of waste, 60% of coastcross hay and 10 % of wheat meal and containing 45% of waste, 45% of coastcross hay and 10% of wheat meal in the cultivation of Agaricus blazei in a fermented process stood out. Under the conditions which the experiements were conducted, those fungi were efficient in increasing the degradability of DM, CP and NDF and in aggregating N in these exhausted mushrooms. In the digestibility trial, the addition of the exhausted ones of Agaricus blazei containing 45% of waste, 45% of coastcross hay and 10% of wheat meal (waste meal) in the sheep diets was evaluated. Five ewes of the Santa Ines breed averaging 23.20 Kg were utilized. The diets were balanced according to the AFRC (1993) system, containing 50% of coast-cross hay and 50% of concentrate to supply the requirement of 49.25g of metabolizable protein and 8.68 MJ of metabolizable energy. The treatments consisted in replacing 10, 20, 30 and 40 % of the hay of the standard diet by the waste which was mixed in the concentrate. The addition of waste meal afforded greater intakes of DM, CP and NDF of the concentrate and daily total. The addition of waste meal into the diets did not alter the digestibility of NDF, but provided poorer digestibility of DM and CP from the addition of 6.66% and 15.83% of waste meal, respectively, these percentages of additon providing the highest values of digestibility of DM and CP of the diets. Use of cotton waste after mushroom production has the potential to be utilized in ruminant feeding, but it needs further studies, mainly relative to ruminal fermentation and profile of produced fatty acids.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4013
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Qualidade e valor nutritivo do resíduo de algodão submetido ao cultivo de cogumelo.pdf796,81 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback