Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/490

Title: Teores de minerais e proteínas em grãos de feijão e estimativas de parâmetros genéticos
???metadata.dc.creator???: Buratto, Juliana Sawada
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Souza, João Cândido de
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Moda-Cirino, Vânia
???metadata.dc.contributor.referee1???: Abreu, Ângela de Fátima Barbosa
Carneiro, José Eustáquio
Santos, João Bosco dos
???metadata.dc.description.concentration???: Genética e Melhoramento de Plantas
Keywords: Melhoramento de feijão
Qualidade dos grãos
Qualidade nutricional
Phaseolus vulgaris L.
Minerais
Proteína
Variabilidade genética
Improvement of common beans
Grain quality
Nutricional quality
Minerals
Protein
???metadata.dc.date.submitted???: 2012
Issue Date: 2013
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES
Citation: BURATTO, J. S. Teores de minerais e proteínas em grãos de feijão e estimativas de parâmetros genéticos. 2012. 147 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
???metadata.dc.description.resumo???: O melhoramento do valor nutritivo do feijão representa um grande benefício social à população que tem seus grãos como alimento básico. Este trabalho teve como objetivos: a) estudar a variabilidade genética para teores de minerais e proteína em acessos do banco de germoplasma de feijão do IAPAR; b) avaliar a variabilidade genética para o acúmulo dos minerais K, P, Ca, Mg, Cu, Zn, B, Mn, Fe e S no tegumento, cotilédone e eixo embrionário em cultivares de feijão pertencentes a diferentes centros de origem; c) estimar os parâmetros genéticos e o potencial de ganhos na seleção para os teores de Fe, Zn, Ca, Mg e P. No primeiro experimento, no banco de germoplasma do IAPAR foram avaliados os teores de proteína e minerais (Fe, Zn, Cu, Mn, P, Ca, K, Mg, S) nos grãos de 1.480 acessos de feijão oriundos de quatro ambientes. No segundo experimento, a acumulação dos minerais (K, P, Ca, Mg, Cu, Zn, B, Mn, Fe e S) foi verificada em diferentes estruturas em sementes (tegumento, cotilédone e eixo embrionário) em cultivares de feijão pertencentes a diferentes grupos comerciais e centros de origens. No terceiro experimento, foram estimados os parâmetros genéticos relacionados aos teores de Fe, Zn, Ca, Mg e P. Os cruzamentos foram realizados entre as cultivares: FT Nobre x IPR Gralha e Diamante Negro x IPR Chopim. Neste experimento foram semeados os genitores (P1 e P2), as gerações F1, F2, RC1 (P1 x F1), RC2 (P2 x RC2), e após a maturação as plantas foram colhidas manualmente e nas sementes foram quantificados os teores de Fe, Zn, Ca, Mg e P. O banco de germoplasma inclui feijões silvestres, variedades antigas, linhagens e cultivares em uso. Entre os acessos pode ser observada uma grande diversidade genética para todos os nutrientes encontrados nos grãos. Esse fato pode ser verificado pela grande amplitude de variação encontrada para todos os nutrientes nos acessos avaliados. No segundo experimento foi observado que a composição mineral pode variar em função da cultivar utilizada e da estrutura da sementes (tegumento, eixo embrionário e cotilédone) avaliada. No que se refere à maneira de como os minerais estão distribuídos na semente foi verificado que os minerais K, P, Mg, Cu, Zn, B, Mn, Fe e S encontram-se em maior porcentagem no cotilédone da semente, exceto o mineral Ca que encontra-se predominantemente no tegumento. No terceiro experimento, nos cruzamentos avaliados foi possível constatar a predominância da variância genética em relação à variância ambiental. Com relação ao teor dos minerais Fe, Zn, Ca, Mg e P, é viável incrementar os teores desses minerais nos grãos com o uso de métodos de melhoramento convencional, pois foi verificado ganhos com a seleção.
The improvement aimed to increase the nutritional value of common bean is a great social benefit to the population that has its grains as a staple food.This study had as objective: a) study the genetic variability for the minerals levels and protein in accesses to the germplasm bank of common beans at IAPAR; b) assess the genetic variability for the accumulation of minerals K, P, Ca, Mg, Cu, Zn, B, Mn, Fe and S in the seed coat, cotyledons and embryonic axis in common bean cultivars belonging to different centers of origin; c) to estimate the genetic parameters and potential of gains in selection for the levels of Fe, Zn, Ca, Mg and P. In the first experiment, to the germplasm bank at IAPAR were evaluated protein levels and minerals (Fe, Zn, Cu, Mn, P, Ca, K, Mg, S) in the grains of 1.480 accessions of common bean from four environments. In the second experiment, the accumulation of minerals (K, P, Ca, Mg, Cu, Zn, B, Mn, Fe and S) was observed in different seeds structures (seed coat, cotyledons and embryonic axis) in common bean cultivars belonging to different business groups and centers of origin. In the third experiment, were estimated the genetic parameters related to levels Fe, Zn, Ca, Mg and P. The crosses between cultivars were performed: FT Nobre x IPR Gralha and Diamante Negro x IPR Chopim. In the experiment were seeded the genitors (P1 and P2), the generations F1, F2, RC1 (P1 x F1), RC2 (P2 x RC2), and the plants were harvested manually after maturity and in the seeds were quantified the levels Fe, Zn, Ca, Mg and P. The germoplasm bank including wild common beans, old varieties, lines and cultivars in use. Among the access can be observed a great genetic diversity for all nutrients found in grains. This fact can be verified by the large range of variation found for all nutrients in accessions tested. In the second experiment it was observed that the mineral composition may vary depending on the cultivar used and the seed structure (seed coat, embryonic axis and cotyledon) evaluated. As regards the way as the mineral are distributed in the seed was verified that the mineral K, P, Mg, Cu, Zn, B, Mn, Fe and S are in highest percentage in the seed cotyledon, except the mineral Ca that is predominantly in the seed coat. In the third experiment, in crosses evaluated was possible to verify the predominance of the genetic variance in relation to environmental variance. Regarding to the mineral level Fe, Zn, Ca, Mg and P, it is feasible to increase the levels of these minerals in grain with the use of conventional breeding methods, it was verified gains with the selection.
Description: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas, área de concentração em Genética e Melhoramento de Plantas, para a obtenção do título de Doutora.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/490
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE Teores de minerais e proteínas em grãos de feijão e estimativas de parâmetros genéticos.pdf1.52 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback