Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Ciência e Tecnologia da Madeira - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/557

Title: Tratamento químico de partículas de pseudocaule da bananeira visando à produção de painéis aglomerados
???metadata.dc.creator???: Guimarães, Bárbara Maria Ribeiro
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Mendes, Lourival Marin
???metadata.dc.contributor.referee1???: Tonolli, Gustavo Henrique Denzin
Zangiácomo, André Luiz
???metadata.dc.description.concentration???: Processamento e Utilização da Madeira
Keywords: Painel aglomerado
Pseudocaule bananeira
Tratamento químico
Particleboards
Banana tree pseudostem
Chemical treatment
???metadata.dc.date.submitted???: 2012
Issue Date: 2013
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES
Citation: GUIMARÃES, B. M. R. Tratamento químico de partículas de pseudocaule da bananeira visando à produção de painéis aglomerados. 2012. 93 p. Dissertação (Mestrado em Processamento e Utilização da Madeira)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
???metadata.dc.description.resumo???: O presente trabalho foi realizado com o objetivo de verificar a viabilidade técnica da utilização de fibras de pseudocaule da bananeira na confecção de painéis aglomerados. Para tanto, foi realizada a caracterização anatômica do material em estudo. Após esta caracterização, foram realizados tratamentos químicos nas partículas de pseudocaule, objetivando a melhoria na adesão entre partículas, a partir da remoção dos seus extrativos e a melhoria das propriedades físicas e mecânicas dos painéis aglomerados. Para tanto, as partículas receberam os seguintes tratamentos: 1) testemunha (seca em estufa até 3% de umidade), 2) ácido acético (CH3COOH 2%), 3) soda cáustica (NaOH 0,5%), 4) acetona/água (1/1, v/v) e 5) água. Para a caracterização química foram realizados estudos sobre a composição básica (extrativos, lignina, holocelulose e cinzas), antes e após os tratamentos. Após esta etapa, avaliou-se o efeito dos tratamentos químicos nas propriedades das partículas, por meio de: a) caracterização física da fibra (densidade básica) e b) densidade real. A próxima etapa consistiu na manufatura dos painéis aglomerados a partir das partículas tratadas quimicamente. Para a confecção dos painéis aglomerados foram utilizados 12% de adesivo ureia-formaldeído. O ciclo de prensagem foi de 4 MPa, à temperatura de 160 °C, durante um período de 8 minutos. O painel apresentou dimensões de 480 mm x 480 mm e densidade nominal de 0,70 g/cm³. Foram avaliadas: a) as propriedades físicas dos painéis: densidade e absorção de água (AA), inchamento em espessura (IE) e b) as propriedades mecânicas painéis: flexão estática (MOE) e (MOR), compressão paralela (CP) e ligação interna (LI). O pseudocaule foi classificado como fibras intermediárias, apresentando comprimento médio de 2,64 mm e espessura média de parede celular de 3,21 µm. Os tratamentos químicos realizados nas partículas afetaram a composição química do material. A densidade básica do pseudocaule foi de 0,100g/cm³, tendo o tratamento com NaOH sido o único que afetou essa propriedade, ocasionando seu aumento, 0,134g/cm³. Em relação à densidade real, todos os tratamentos afetaram esta propriedade. Quanto às propriedades físicas avaliadas, os painéis produzidos com partículas tratadas com NaOH foram os que apresentaram maiores absorção de água e inchamento em espessura, tanto para 2 quanto para 24 horas de imersão. Em relação às propriedades mecânicas avaliadas, todos os painéis ficaram abaixo do mínimo recomendado pela norma CS 236-66 (COMMERCIAL STANDARD - CS, 1968). É viável a utilização do pseudocaule para a produção de aglomerados, entretanto, é necessário um estudo mais detalhado a respeito do efeito da quantidade e do tempo de tratamento nas partículas, a fim de possibilitar a este resíduo melhor desempenho para a produção de painéis.
The present work was carried out with the purpose of verifying the technical feasibility of the use of banana tree pseudostem fibers in making particleboard. Thus, the anatomical characterization of the material under study was conducted. After that characterization, chemical treatments on the pseudostem particles were performed, aiming at the improvement in the particle adhesion, from the removal of their extractives and the improvement of the physical and mechanical properties of the particleboards. So, the particles were given the following treatments: 1) control (dried in an oven to 3% of moisture), 2) acetic acid (CH3COOH 2%), 3) caustic soda (NaOH 0.5%), 4) acetone/water (1/1, v/v) and 5) water. For the chemical characterization were conducted studies about the basic composition (extractives, lignin, holocellulose and ashes), before and after the treatments. After this step, the effect of the chemical treatments on the properties of the particles was evaluated by means of: a) physical characterization of the fiber (basic density) and b) real density. The next step consisted in the manufacture of the particleboards from the chemically treated particles. For the making of the particleboards were used 12% of urea-formaldehyde adhesive. The pressing cycle was of 4 MPa at the temperature of 160 °C during an 8-minute period. The panel presented dimensions of 480 mm x 480 mm and nominal density of 0.70 g/cm³. The followings were evaluated: a) the physical properties of the panels: density and water absorption (AA), thickness swelling (IE) and b) the mechanical properties of the panels: static bending (MOE) and (MOR), parallel compression (CP) and internal bond (LI). The pseudostem was classified as intermediary fibers, presenting average length of 2.64 mm and average thickness of cell wall of 3.21 µm. The chemical treatments performed in the particles affected the chemical composition of the material. The basic density of the pseudostem was of 0.100g/cm³, the NaOH treatment having been the only one which affected that property, bringing about its increase, 0.134g/cm³. As regards the real density, all the treatments affected that property. As to the physical properties evaluated, the panels produced with NaOH-treated particles were ones which presented the highest water absorption and thickness swelling both for 2 and 24 hours after immersion. In relation to the mechanical properties evaluated, all the panels were below the minimum recommended by norm CS 236-66 (COMMERCIAL STANDARD - CS, 1968). The use of the pseudostem is feasible for particleboard manufacture, nevertheless, a more detailed study about the amount and time of treatment on the particles is necessary in order to provide better performance to this residue for panel-making.
Description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia da Madeira, área de concentração em Processamento e Utilização da Madeira, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/557
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DCF - Ciência e Tecnologia da Madeira - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO Tratamento químico de partículas de pseudocaule da bananeira visando à produção de painéis aglomerados.pdf5.09 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback