Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/578

Título: Fontes e níveis de glicerina na alimentação de frangos de corte em diferentes fases de criação
Autor(es): Bernardino, Verônica Maria Pereira
Orientador: Rodrigues, Paulo Borges
Membro da banca: Albino, Luiz Fernando Teixeira
Geraldo, Adriano
Oliveira, Roberto Maciel de
Cantarelli, Vinícius de Souza
Área de concentração: Nutrição de Monogástricos
Assunto: Frango de corte
Broilers (Chickens)
Carne - Qualidade
Meat - Quality
Glicerol
Glycerol
Data de Defesa: 7-Jul-2012
Data de publicação: 2012
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq
Referência: BERNARDINO, V. M. P. Fontes e níveis de glicerina na alimentação de frangos de corte em diferentes fases de criação. 2012. 215 p. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: Foram realizados experimentos de desempenho e metabolismo com frangos de corte em três fases de criação, objetivando avaliar nutricionalmente glicerinas provenientes da produção de biodiesel. Foram avaliadas três glicerinas,sendo uma bruta de soja (GBOS), bruta mista (GBM) e uma semi-purificada (GOSSP), em quatro níveis de inclusão (17,5; 35,0; 52,5 e 70,0 g/kg) e um tratamento adicional sem inclusão de glicerina. No período de 08 a 21 dias de idade, verificou-se que a inclusão das glicerinas estudadas não prejudica o desempenho das aves, podendo ainda promover melhora no desempenho. No período de 22 a 35 dias, verificou-se que a inclusão de 35,5 g/kg da GBS e 70,0 g/kg da GOSSP proporcionam os melhores resultados de desempenho em relação ao controle. No período de 33 a 42 dias de idade, verificou-se que a inclusão de 68,37 g/kg da GBOS e GOSSP proporciona os melhores resultados de desempenho, e a inclusão das três glicerinas resultou em menor perda de água por descongelamento no peito dos frangos em relação ao controle. Para perda de água do peito por cocção houve redução linear com a inclusão das glicerinas, e entre as fontes, GBOS promoveu perda maior que a GOSSP, porém não houve diferença em relação ao controle. Houve aumento linear da textura com o aumento da inclusão da GBOS e GBM, e redução linear para a GOSSP e, somente a inclusão de 70 g/kg da GBM resultou em textura superior ao controle. Níveis crescentes de inclusão das glicerinas resultaram em melhora na aceitação da carne para as fontes estudadas, porém, não diferiu do controle. E no ensaio de metabolismo, observou-se que a metabolizabilidade das dietas contendo glicerina é similar ao controle. Nos períodos de 22 a 35 e 33 a 42 dias de idade, os níveis crescentes da GBM reduziu linearmente a atividade da glutamato desidrogenase hepática (GD) enquanto que para a GBOS e a GOSSP a atividade desta enzima aumentou linearmente com o aumento do teor de glicerina da dieta, porém, não diferiram do controle. No período de 33 a 42 dias, a GBM inibiu a atividade da GD. Na fase de 22 a 35 dias, a maior deposição de proteína no peito dos frangos foi determinada quando a ração continha a GOSSP, e em relação ao controle, a inclusão 52,5 e 70,0 g/kg da GOSSP promoveram deposição de proteína superior. No período de 33 a 42 dias, a deposição de proteína não diferiu do controle. No período de 22 a 35 e 33 a 42 dias de idade, a GBOS proporcionou maior concentração de glicerol plasmático e, independente da fonte de glicerina, o aumento do nível de inclusão deste ingrediente aumentou linearmente (P<0,05) a concentração plasmática de glicerol, e todas as dietas experimentais resultaram em teor de glicerol plasmático superior ao observado no controle. De acordo com a atividade da glicerol quinase nas fases de 22 a 35 e 33 a 42 dias de idade, os frangos podem fosforilar o glicerol, aproveitando-o metabolicamente até a inclusão de 70 g/kg. Pode-se incluir no período de 08 a 21 dia e 33 a 42 diass 70,0 g/kg das GBOS e GOSSP e no período de 22 a 35 dias 52,5g/kg da GBOS e 70,0g/kg da GOSSP
The experiments were carried out performance and metabolism in broilers with three phases, to evaluate nutritionally glycerins from the production of biodiesel. We evaluated three glycerins, being a gross soy (GBOS), gross mixed (GBM) and a semi-purified (GOSSP) at four levels (17.5, 35.0, 52.5 and 70.0 g / kg) without additional treatment and addition of glycerin. In the period from 08 to 21 days old, it was found that the inclusion of glycerins studied not affect bird performance, and may promote improved performance. From 22 to 35 days, it was found that the inclusion of 35.5 g / kg of GBS and 70.0 g / kg of GOSSP provide the best performance results as compared to control. During the 33 to 42 days of age, it was found that the addition of 68.37 g / kg of GBOS GOSSP and gives the best performance results, and the inclusion of three glycerins resulted in lower water loss by thawing the chest chickens compared to control. For water loss by cooking breast was linearly reduced with the inclusion of glycerides, and between sources, GBOS promoted greater loss than GOSSP, but there was no difference compared to control. Linearly increased texture with increasing addition of GBOS and GBM, and the linear reduction for GOSSP and only the inclusion of 70 g / kg resulted in the GBM texture than the control. Increasing levels of glycerins resulted in improved acceptance of meat to the sources studied, however, did not differ from control. And in the metabolism assay, it was observed that the metabolizable diets containing glycerin is similar to the control. In periods 22-35 and 33-42 days of age, rising levels of GBM linearly reduced activity of hepatic glutamate dehydrogenase (GD) while for GBOS GOSSP and the activity of this enzyme increased linearly with increasing glycerol content diet, however, did not differ from control. During the 33 to 42 days, the GBM inhibited the activity of GD. At the stage of 22 to 35 days, most protein deposition in the chicken breast was determined when the feed contained GOSSP, and compared to control, the inclusion 52.5 and 70.0 g / kg of protein deposition promoted GOSSP above. During the 33 to 42 days, protein deposition did not differ from control. In the period from 22 to 35 and 33 to 42 days of age, GBOS provided higher plasma concentrations of glycerol and regardless of the source of glycerin, increasing the inclusion level of this ingredient is linearly increased (P <0.05) plasma concentration glycerol, and all the experimental diets resulted in plasma glycerol content above that observed in the control. According to the activity of the glycerol kinase stages 22-35 and 33-42 days of age, the chickens can phosphorylate glycerol, availing to the metabolically adding 70 g / kg. You can include the period 08-21 day and 33-42 diass 70.0 g / kg of GBO and GOSSP and from 22 to 35 days 52.5 g / kg of GBOS and 70.0 g / kg of GOSSP
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do Programa de Pós-graduação em Zootecnia, área de concentração em Nutrição de Monogástricos para obtenção do título de Doutor em zootecnia
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/578
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Fontes e níveis de glicerina na alimentação de frangos de corte em diferentes fases de criação.pdf881,6 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback