Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6474

Título: Influência da temperatura e velocidade do ar na secagem de manjericão (Ocimum basilicum L.) com relação aos teores de óleos essenciais e de linalol
Título Alternativo: Influence of drying temperature and air velocity related to essential oil and linalol contents of the basil (Ocimum basilicum L.)
Autor(es): Soares, Rilvaynia Dantas
Chaves, Modesto Antonio
Silva, Arienilmar Araujo Lopes da
Silva, Marcondes Viana da
Souza, Betânia dos Santos
Assunto: Secagem
Plantas medicinais
Rendimento de óleo
Drying
Medicinal plants
Oil yelds
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Ago-2007
Referência: SOARES, R. D. et al. Influência da temperatura e velocidade do ar na secagem de manjericão (Ocimum basilicum L.) com relação aos teores de óleos essenciais e de linalol. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31, n. 4, p. 1108-1113, jul./ago. 2007.
Resumo: Neste trabalho, objetivou-se estudar a influência de quatro temperaturas de ar de secagem (40, 50, 60 e 70 ºC), em camada fina, e duas velocidades do ar (0,9 e 1,9 m/s) sobre o teor de linalol do manjericão (Ocimum basilicum L). Utilizou-se um secador de bandejas especialmente desenvolvido, no laboratório de Secagem da UESB, Campus de Itapetinga-BA. Foram feitas quatro repetições, com 100 g de folhas frescas em cada uma das cinco bandejas da câmara de secagem. Na extração do óleo essencial, utilizou-se um sistema de destilação por arraste a vapor e a análise do óleo essencial foi realizada em um cromatógrafo conectado a um e espectrômetro de massa (CG-MS). Os maiores rendimentos de óleos essenciais de manjericão foram obtidos no processo de secagem com temperatura do ar igual a 40 ºC e 1,9 m/s de velocidade do ar. Os maiores rendimentos de linalol foram obtidos com temperatura do ar de secagem na faixa de 50 a 60 ºC e 1,9 m/s de velocidade do ar (2,23 e 2,47 ppm, respectivamente). Por análise de regressão, estimou-se que a temperatura de 54,4 ºC e a velocidade de 1,9 m/s forneceriam o maior rendimento de linalol. Concluiu-se que a composição química do óleo essencial do manjericão é afetada tanto pela temperatura como pela velocidade do ar de secagem.
Abstract: This work aimed to study the influence of four thin layer drying temperatures (40, 50, 60 and 70 ºC) and two air velocities (0.9 and 1.9 m/s) in the content of linalol of the Basil (Ocimum basilicum L.). It was used a tray dryer specially built for this experiment in the drying laboratory of the UESB at the "Campus de Itapetinga-Ba". There were made four repetitions with 100 g of fresh leaves in each one of the five trays in the dry chamber In the extraction of the essential oil, a vapor hauling system was used and the oil analysis was made in a gas chromatographer that was connected to a mass spectrometer (CG-MS). The greatest extracted profits of basil's essential oil were obtained in the drying process with 40 ºC of air temperature and 1.9 m/s of air velocity. The greatest profit of linalol was obtained with the air drying temperature in the range of 50-60 ºC and 1.9 m/s of air velocity (2.23 and 2.47 ppm, respectively). It was estimated, by regression analysis, that the air drying temperature of 54.4 ºC and the air flow of 1.9 m/s would provide the greatest profit of linalol. It was concluded that the chemical composition of the basil was affected by both drying air temperature and velocity.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542007000400025
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback