Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6848

Título: Occurrence of aflatoxin M1 in parmesan cheese consumed in Minas Gerais, Brazil
Título Alternativo: Ocorrência de aflatoxina M1 em queijo Parmesão consumido em Minas Gerais, Brasil
Autor(es): Prado, Guilherme
Oliveira, Marize Silva de
Lima, Adriana Souza
Moreira, Ana Paula Aprigio
Assunto: Aflatoxin M1
Parmesan cheese
Cheese - Contamination
Aflatoxina M1
Queijo parmesão
Queijo - Contaminação
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Dez-2008
Referência: PRADO, G. et al. Occurrence of aflatoxin M1 in parmesan cheese consumed in Minas Gerais, Brazil. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 32, n. 6, p. 1906-1911, nov./dez. 2008.
Resumo: Aflatoxina M1 (AFM1) pode ocorrer em leite e produtos de leite, resultante da ingestão de aflatoxina B1 presente em rações de gado leiteiro. Um total de 88 amostras de queijo Parmesão, comercializadas no estado de Minas Gerais, Brasil, no período de março de 2004 a dezembro de 2004, foram analisadas para aflatoxina M1 por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) com detector de fluorescência, precedida de purificação da amostra por coluna de imunoafinidade. AFM1 foi detectada em 40 das 88 amostras (46,4%). Entretanto, somente duas amostras entre estas estavam contaminadas em um nível acima do limite máximo permitido (250 ng kg-1), aceito pela Comunidade Européia para AFM1. O Brasil não apresenta tolerância máxima permitida para AFM1 em queijo.
Abstract: Aflatoxin M1 (AFM1) may occur in milk and milk products, resulting from the ingestion of aflatoxin B1 in feedstuffs by dairy cow. A total of 88 samples of Parmesan cheese marketed in Minas Gerais state, Brazil, from March 2004 to December 2004, were analyzed for AFM1 by high-performance liquid chromatography (HPLC) with a fluorescence detector following sample clean-up using immunoaffinity columns. AFM1 was detected in 40 of the 88 samples (46.4%). However, only two samples among these were contaminated at a level above the maximum permissible limit (250 ng kg-1) accepted by European Union for AFM1. No AFM1 maximum tolerance limit in cheese has been established in Brazil.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000600033
Idioma: en
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback