Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/7453

Título: Effect of citric acid on the proteolytic activity of Zea mays L.
Título Alternativo: Efeito do ácido cítrico sobre a atividade proteolítica de Zea mays L.
Autor(es): Martinez-Pacheco, Mauro Manuel
Flores-Garcia, Alberto
Venegas-Gonzalez, Eulalio
Cepeda-Villegas, Mario Alberto
Assunto: Maize
Citric acid
Proteolytic activity
Milho
Atividade proteolítica
Ácido cítrico
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Out-2011
Referência: MARTINEZ-PACHECO, M. M. et al. Effect of citric acid on the proteolytic activity of Zea mays L. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 35, n. 5, p. 908-915, set./out. 2011.
Resumo: Zea mays L. híbridos (Buffalo, Falcão, H360 e HV313) foram tratados com ácido cítrico (2000 ppm). O rendimento de grãos, proteína solúvel e atividade proteolítica foram monitorados na fase de maturação fisiológica do cultivo. O ácido cítrico aplicado antes do aparecimento da folha bandeira induziu um aumento na produção de grãos 4222 a 5780 kg/ha, na proteína solúvel de 6.34 7.91 mg/mg de peso seco e atividade proteolítica de 14.3 to 65.7 µU mg prot-1, esto é, um incremento de 2-12 vezes nos híbridos Falcao, H360 e HV313, enquanto o híbrido Buffalo responderam com menor intensidade ao tratamento com ácido cítrico. No híbrido H360, tratadas com ácido cítrico, apresentou-se um aumento na atividade proteolítica de aspartil proteases e serin protease. Os resultados indicam que o ácido cítrico diferencialmente induz a atividade proteolítica e o vigor de híbridos de milho testados.
Abstract: Hybrids of Zea mays L. (Buffalo, Falcon, H360 y HV313) were treated with citric acid (2000 ppm). Grain yield, soluble protein and proteolytic activity were monitored when the crop reached physiological maturity. Citric acid was applied before the appearance of the flag leaf, and induced an increase in the grain yield from 4222 to 5780 kg/ha, in the soluble protein from 6.34 to 7.91 mg/mg and into the proteolytic activity from 14.3 to 65.7 µU mg prot-1. This is an increase of 2 to 12 times in the Falcon, H360 and HV313 hybrids, while the Buffalo hybrid responded with less intensity to the treatment with citric acid. In the H360 hybrid treated with citric acid, an increase in the proteolytic activity of aspartyl serine proteases was observed. The results indicate that citric acid differentially induces proteolytic activity and vigor in the corn hybrids analyzed.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542011000500007
Idioma: en
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback