Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/820
Título: Influência do glicerol no metabolismo energético de tilápias nilóticas
Autor : Costa, Diego Vicente da
Primeiro orientador: Rosa, Priscila Vieira e
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Okamura, Daniel
Primeiro membro da banca: Ribeiro, Paula Adriane Perez
Freitas, Rilke Tadeu Fonseca de
Área de concentração: Nutrição de não-ruminantes
Palavras-chave: Glicerol
Nutrição
Rota metabólica
Peixe
Fishes
Glycerol
Metabolic pathway
Nutrition
Data da publicação: 2013
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES
Referência: COSTA, D. V. da. Influência do glicerol no metabolismo energético de tilápias nilóticas. 2011. 51 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: A aquicultura nos últimos anos, em contraste à estagnação da produção de pescado de origem extrativista, vem se desenvolvendo cada vez mais e pode ser beneficiada com o corrente excesso de glicerol no mercado, podendo utilizá-lo como uma fonte dietética de energia na nutrição dos peixes, em alternativa às fontes convencionalmente utilizadas. Objetivou-se com este trabalho estudar a influência da substituição do amido pelo glicerol na dieta de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) sobre metabolismo energético. Foi determinado o peso, IHS (índice hepatossomático), concentrações plasmáticas, musculares e hepáticas de proteína, glicose e triglicerídeos, além das atividades hepáticas das enzimas málica, glicerol quinase e glicose-6-fosfato desidrogenase. O experimento foi realizado em delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos (0, 5, 10 e 15% de inclusão de glicerol na ração) e seis repetições. Foram utilizados 48 machos sexados de tilápia nilótica (Oreochromis niloticus), com peso e comprimento médio inicial de 37,7g ± 10,6g e 13,02 ± 1,09 cm, respectivamente. Os peixes foram aleatoriamente distribuídos em 4 tanques circulares de fibra de vidro, com capacidade total de 100L cada. A dieta foi fornecida por 60 dias, ad libitum, duas vezes ao dia, sendo isoenergética com 4500 Kcal de energia bruta e isoprotéica com 36% de proteína bruta. Os resultados foram analisados com auxílio do software SAEG, segundo teste F a 5% de significância. Os níveis de glicerol da dieta não influenciaram as variáveis de desempenho estudadas. Não houve diferença significativa entre os tratamentos para glicose muscular e plasmática. O tratamento com 0% de glicerol apresentou maior glicose hepática, comparado ao tratamento com 15%. Não houve diferença significativa nas concentrações de proteínas avaliadas. Os níveis de glicerol da dieta não influenciaram a quantidade de triglicerídeos plasmáticos. O tratamento com 15% de glicerol na dieta resultou em maiores níveis de triglicerídeos musculares e hepáticos. Os tratamentos com 10 e 15% de glicerol apresentaram maiores atividades da enzima G6PD, comparados ao tratamento com 5% de glicerol, entretanto, não houve diferença significativa entre os tratamentos para atividade da enzima málica e glicerol quinase (P> 0,05). Pode-se concluir que a tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) é hábil em metabolizar o glicerol dietético, sendo este nutriente uma potencial fonte energética na dieta em detrimento ao amido
Aquaculture in recent years, as opposed to stagnation of extractive fish production, has developed increasingly and may be benefited from the current excess of glycerol in market, using it as a dietary source of energy to fish, alternatively to conventional sources. The present study aimed to evaluate the influence of starch substitution by glycerol in Nile tilapia (Oreochromis niloticus) diet on energy metabolism. It was determined the weight, hepatosomatic index, plasma, muscle and liver concentration of protein, glucose and triglycerides, as well as the activities of epatic malic, glycerol kinase and glucose-6-phosphate-dehydrogenase enzymes. The experiment was conducted in a completely randomized design with four treatments (0, 5, 10 and 15% inclusion of glycerol in the feed) and six repetitions. We used 48 male sexed Nile tilapia (Oreochromis niloticus) with initial average weight and length of 37.7g ± 10.6g and 13.02 ± 1.09 cm, respectively. The fish were randomly divided into 4 circular tanks of fiberglass, with a total capacity of 100L each. The diet was provided for 60 days, ad libitum, twice daily and were isoenergetic with 4500 kcal of gross energy and isoproteic with 36% of crude protein. The results were analyzed using the software SAEG, according to F test at 5% significance. The levels of glycerol in the diet did not influence the performance variables studied. There was no significant difference between treatments for muscle and plasma glucose. Treatment with 0% glycerol showed higher hepatic glucose compared to treatment with15%. There was no significant difference in protein concentrations evaluated. Levels of glycerol in the diet did not influence the amount of plasma triglycerides. Treatment with inclusion of 15% of glycerol in the diet resulted higher levels of muscle and liver triglycerides. Treatments with 10 and 15% glycerol showed higher activity of G6PD enzyme, compared to the treatment with 5% of glycerol, however, there was no significant difference among treatments on malic enzyme activity (P>0,05) . It was concluded that Nile tilapia (Oreochromis niloticus) is able to metabolize dietary glycerol , which is a potential source of energy in diet over the starch
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, área de concentração Nutrição de não-ruminantes, para a obtenção do título de Mestre
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/820
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_ Influência do glicerol no metabolismo energético de tilápias nilóticas.pdf224,95 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.