Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração Pública - Mestrado Profissional (Dissertações/TCC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9619

Title: Governança colaborativa em parques tecnológicos: estudo de casos em Minas Gerais
???metadata.dc.creator???: Costa, Hebe Andrade
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Tonelli, Dany Flávio
???metadata.dc.contributor.referee1???: Zambalde, André Luiz
Tavares, Bruno
???metadata.dc.description.concentration???: Gestão de Organizações Públicas
Keywords: Processo colaborativo
Desenvolvimento regional
Atores sociais
Parque tecnológico
Collaborative process
Regional development
Social actors
???metadata.dc.date.submitted???: 25-Feb-2015
Issue Date: 21-May-2015
???metadata.dc.description.sponsorship???: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Citation: COSTA, H. A. Governança colaborativa em parques tecnológicos: estudo de casos em Minas Gerais. 2015. 174 p. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração Pública) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
???metadata.dc.description.resumo???: Pretendeu-se, com este estudo, identificar como a governança colaborativa se manifesta em parques tecnológicos instalados ou em processo de instalação no estado de Minas Gerais, a partir do modelo de Anselle Gash (2007). Tal modelo é composto por cinco constructos teóricos identificados como necessários para uma boa governança colaborativa, que são: (i) o diálogo face a face; (ii) a construção da confiança; (iii) o compromisso com o processo; (iv) o entendimento compartilhado e (v) os resultados intermediários. A metodologia adotada foi o estudo de casos em dois parques tecnológicos, sendo um em fase de implantação (Parque 1) e outro em fase de operação (Parque 2). Foram realizadas entrevistas com representantes de atores sociais distintos envolvidos com os parques (universidade, gestor do parque, poder público local e empresa instalada ou com pretensão de se instalar). Também foram consultados documentos (leis, folders, sites, etc.) e realizada observação com anotações livres. Os dados coletados (entrevistas transcritas, documentos e anotações) constituíram o corpus de análise. Realizou-se análise de conteúdo do material com base nos cinco constructos teóricos do modelo de análise. Os resultados demonstraram que, embora alguns preceitos da governança colaborativa se manifestem nos dois parques tecnológicos investigados, não é possível afirmar que ela exista de fato, uma vez que os espaços de colaboração são informais e com participação assimétrica dos atores envolvidos. Ao mesmo tempo, percebe-se que os constructos da governança colaborativa (mesmo não sendo conhecidos dos atores) são legitimados como importantes para o sucesso dos empreendimentos.
In this work intended to identify how collaborative governance is manifested in installed technology parks or in installation process in Minas Gerais state from the Anselle Gash model (2007). This model consists of five theoretical constructs identified as necessary for good collaborative governance, which are: (i) a dialogue face to face; (ii) building trust; (iii) the commitment to the process; (iv) the shared understanding and (v) the intermediate results. The methodology adopted was the case study in two technology parks, one being implemented (Park 1) and other operating phase (Park 2). Interviews were conducted with representatives of different social actors involved in the parks (university, park manager, local government and installed company or pretend to be installed). Documents were also consulted (laws, brochures, websites, etc.) and it was held an observation with free notes. The data collected (transcribed interviews, documents and notes) constituted the corpus of analysis. It was held the material content analysis based on five theoretical analysis model constructs. The results showed that although some precepts of collaborative governance manifest in the two technology parks investigated, it is not possible affirm that it exists in fact, since the collaboration spaces are informal, and asymmetrical participation of the actors involved. At the same time, it notices that constructs of collaborative governance (although not known the actors) are legitimated as important to the success of the projects.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9619
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Administração Pública - Mestrado Profissional (Dissertações/TCC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTACAO_Governança colaborativa em parques tecnológicos: estudo de casos em Minas Gerais.pdf969.12 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback