Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10462
Título: Respostas morfofisiológicas de fêmeas de codornas japonesas (Coturnix coturnix japonica) criadas em diferentes fontes luminosas
Autor : Bobadilla Mendez, Manuel Fernando
Primeiro orientador: Zangeronimo, Marcio Gilberto
Primeiro coorientador: Alvarenga, Renata Ribeiro
Primeiro membro da banca: Fassani, Édison José
Segundo membro da banca: Sousa, Raimundo Vicente de
Terceiro membro da banca: Naves, Luciana Paula de
Quarto membro da banca: Rodríguez-Gil, Juan Enrique
Palavras-chave: Ondas (Física)
Waves
Iluminação
Lighting
Morfofisiologia
Morphophysiology
Reprodução
Reproduction
Data da publicação: 25-Set-2015
Referência: BOBADILLA MENDEZ, M. F. Respostas morfofisiológicas de fêmeas de codornas japonesas (Coturnix coturnix japonica) criadas em diferentes fontes luminosas. 2015. 111 p. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: Objetivou-se avaliar o efeito de diferentes fontes luminosas sobre as características morfofisiológicas reprodutivas, desenvolvimento dos órgãos, qualidade óssea, composição química corporal e função hepática de codornas japonesas (Coturnix coturnix japonica) fêmeas. Um total de 270 aves foi alojado em seis salas, com isolamento luminoso, durante 12 semanas. Cada sala foi equipada com um tipo de lâmpada diferente e continha sete gaiolas com cinco aves cada. As lâmpadas testadas foram: incandescente de 25 watts (400– 1.100 nm); fluorescente branca compacta (380-770nm) e lâmpadas de diodos emissores de luz (LED) nas cores branca (400-760 nm), azul (435-500 nm), vermelha (630-700nm) e verde (500-565nm). A intensidade luminosa foi de 15 lux e o fotoperíodo de 23L:1E durante a primeira semana;7L:17E da segunda à quinta semana e 10L:14E até o final do experimento. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com seis tratamentos e sete repetições de uma ave cada. As condições anatômicas e fisiológicas do trato reprodutivo foram avaliadas na 4ª, 8ª e 12˚ semanas de idade e as condições morfofisiológicas dos demais sistemas no início (oito semanas) e durante o pico de produção (12 semanas). A LED branca antecipou a maturidade sexual em uma semana e resultou em maior peso vivo, peso de estroma e peso do oviduto e ovário, maior concentração plasmática de estradiol e de lipídeos na oitava semana de idade. Ainda nessa idade, os melhores resultados para peso e comprimento do intestino e peso do fígado foram obtidos com a LED branca, embora esse tipo de lâmpada tenha proporcionado menor peso do peito. Não houve influência das fontes luminosas sobre a resistência óssea. Com 12 semanas, não houve diferenças no trato reprodutivo das aves, exceto as características das pregas do magno e do istmo, que foram melhores com as LED vermelhas. Maior resistência óssea foi obtida com a LED branca nessa fase e maior diâmetro do olho foi observado com as lâmpadas incandescente ou LED vermelha. Não houve efeito das luzes sobre a composição química da carcaça e sobre os níveis circulantes de AST e ALT, no entanto, as lâmpadas fluorescentes aumentaram os níveis de γ-GT. Conclui-se que todas as fontes luminosas testadas são eficientes em estimular a atividade reprodutiva em codornas japonesas, no entanto, a fotoestimulação com a LED branca tem a capacidade de ativar mais eficientemente o ciclo reprodutivo, antecipando o aparecimento da maturidade sexual e favorecendo o desenvolvimento dos órgãos reprodutivos logo após a puberdade. Além disso, a fotoestimulação com esse tipo de lâmpada tem maior eficiência em estimular o desenvolvimento dos órgãos, em especial o intestino, até a 8ª semana de vida, proporcionando melhor qualidade óssea durante o pico de postura.
Abstract: The objective was to evaluate the effects of different light sources on reproductive, morphological and physiological characteristics, organ development, bone quality and body composition and liver function in females of Japanese quail (Coturnix coturnix japonica). A total of 270 birds were housed in six light-isolated rooms for 12 weeks. Each room was equipped with a different type of lamp and contained seven cages with five birds each. The tested source lights were incandescent 25-watt (400-1100 nm); compact white fluorescent (380-770 nm) and light-emitting diode (LED) in white (400-760 nm), blue (435-500 nm), red (630-700 nm) and green (500-565 nm). The luminous intensity was 15 lux and a photoperiod of 23L:1D during the first week, 7L:17E during the second to the fifth and 10L:14D until the end of the experiment. The experimental design was completely randomized with six treatments and seven repetitions of a bird each. The anatomical and physiological conditions of the reproductive tract were evaluated at 4, 8 and 12 weeks of age and morphological and physiological conditions of other systems during earlier (8 weeks) and during the peak of production (12 weeks). The white LED anticipated the sexual maturity in a week and resulted in higher weight of body, stroma, oviduct and ovary and higher plasma concentrations of estradiol and lipids at 8 weeks. The best results for weight and length of the intestine and liver weight in this age were also obtained with the white LED, although this type of lamp has provided less weight chest. There was no influence of light sources on bone strength. At 12 weeks there were no differences in the reproductive tract, except the characteristics of folds of magnum and isthmus, which were better with the red LED. Increased bone strength was obtained with the white LED while larger diameter of the eye was observed with red LED or incandescent lamps. No effect of light sources was observed in the chemical composition of carcass and on the circulating levels of AST and ALT, however, the fluorescent lamps increased the levels of γ-GT. In conclusion, all tested light sources are efficient in stimulating the reproductive activity in Japanese quails, however, the photostimulation with white LED has the ability to activate more efficiently the reproductive cycle, anticipating the onset of sexual maturity and favoring the development of reproductive organs after puberty. Furthermore, the photostimulation with this type of lamp has higher efficiency in stimulating the development of organs, in particular the intestines, until the 8th week of life, providing better bone quality during the peak production.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10462
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.