Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10465
Título: Valores de prevenção para fitotoxidez por cromo em solos de Minas Gerais
Autor : Santos, Jefferson Luiz Antunes
Primeiro orientador: Marques, João José
Primeiro membro da banca: Silva, Carlos Alberto
Segundo membro da banca: Gomes, Marcos de Souza
Palavras-chave: Metais pesados
Heavy metals
Ecotoxicidade
Ecotoxicity
Data da publicação: 28-Set-2015
Agência(s) de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: SANTOS, J. L. A. Valores de prevenção para fitotoxidez por cromo em solos de Minas Gerais. 2015. 97 p. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: O Cromo (Cr) não apresenta função metabólica em plantas e pode ser tóxico em grandes concentrações. No ambiente ele é encontrado nos estados de oxidação III e VI, sendo o segundo mais tóxico. Nas plantas, o Cr parece ser mais tóxico para as raízes do que para a parte aérea, reduzindo severamente o crescimento radicular. O estabelecimento dos valores de prevenção (VPs) protege o solo de alterações na sua qualidade e é calculado a partir de ensaios com organismos vivos. Nesse sentido, esta pesquisa objetivou obter subsídios para determinação do valor de prevenção para Cr em solos do Estado de Minas Gerais através de ensaios de fitotoxidez. O ensaio foi realizado com quatro espécies, sendo duas monocotiledôneas (Zea mayse Sorghum bicolor) e duas eudicotiledôneas (Phaseolus vulgarise Raphanus sativus). Dois solos (LVAd e CXdb) foram contaminados artificialmente com sete concentrações de Cr (5, 10, 20, 45, 90, 200 e 400 mg kg-1 de solo seco) utilizando dicromato de K. Os efeitos dos tratamentos sobre as espécies vegetais foram avaliados por meio da medição da altura da parte aérea, comprimento de raiz, massa seca da parte aérea, massa seca de raiz, diâmetro caulinar, número de folhas, trocas gasosas e teor de nutrientes. Os dados foram submetidos a modelos não lineares por meio do programa GraphPad Prism Versão 6.0 para obter os EC´s 50. Observou-se efeito tóxico do Cr em ambos os solos, tendo as plantas cultivadas em LVAd, apresentado maior sensibilidade. O estudo traz embasamento para determinação do VP para Cr no Estado de Minas Gerais. Utilizando os EC´s 50 das duas classes de solo, obteve-se um VP (179mg kg-1) maior que o da legislação vigente (75mg kg-1). Devido ao diferente comportamento do Cr entre os solos, pode ser que haja necessidade de valores distintos para cada Classe ou de acordo com os atributos como teor de argila, t e matéria orgânica. A alteração do valor vigente pelo encontrado no estudo faria com que solos naturalmente acima do VP se enquadrassem à legislação.
Abstract: Chromium (Cr) has no metabolic function in plants and can be toxic in high concentrations. In the environment, it can be found in oxidation states III or VI, the second being more toxic. In plants, Cr appears to be more toxic to roots rather than to the shoot, severely reducing root growth. The establishment of prevention values (PV’s) protects from changes in soil quality and is calculated using ecotoxicological tests with living organisms. In this sense, the objective of this research was to obtain information in order to determine the prevention value for Cr in soils in the state of Minas Gerais, Brazil, by means of phytotoxicity tests. The test was performed with four types of plant species: two monocots (Sorghum bicolor and Zea mays), and two dicots (Phaseolus vulgaris and Raphanus sativus). Two soils (LVAd and CXdb) were artificially contaminated with seven concentrations of Cr (5, 10, 20, 45, 90, 200 and 400 mg kg-1 of dry soil) using dichromate K. We evaluated shoot height, root length, shoot dry weight, root dry weight, stem diameter, number of leaves, gas exchange and nutrient content to establish the effects of the treatments over the plant species. The data were subjected to non-linear analysis using the GraphPad Prism Version 6.0 models for EC's 50. We observed toxic effect of Cr for both soils, with plants cultivated in LVAd displaying greater sensitivity. The study provides basis for determining the PV for Cr in the state of Minas Gerais. Using EC's 50 on both soil types, we obtained a PV (179 mg kg-1) higher than that demanded in legislation (75 mg kg-1). Due to the different behavior of Cr in both soils, different values are necessary for each soil class or according to soil attributes such as clay content, effective cation exchange capacity (t) and organic matter. Changing the current prevention value for the one found in this study, would allow the soils with naturally high PV to fit the legislation.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10465
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DCS - Ciência do Solo - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTACAO_Valores de prevenção para fitotoxidez por cromo em solos de Minas Gerais.pdf1,12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.