Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10473
Título: Qualidade de vida no trabalho de professores de instituições federais de ensino superior: um estudo em duas universidades brasileiras
Título(s) alternativo(s): Quality of Work Life of higher education professors in federal institutions: a study in two brazilian universities
Autor : Paula, Alessandro Vinicius de
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9006393751517536
Primeiro orientador: Vilas Boas, Ana Alice
Primeiro membro da banca: Pereira, Viviane Guimarães
Segundo membro da banca: Alves, Jacqueline Magalhães
Terceiro membro da banca: Castro, Cleber Carvalho de
Quarto membro da banca: Antonialli, Luiz Marcelo
Palavras-chave: Professores
Teachers
Instituições federais de ensino superior
Qualidade de vida no trabalho
Quality of work life
Trabalhador - Condições de trabalho
Data da publicação: 30-Set-2015
Referência: PAULA, A. V. de. Qualidade de vida no trabalho de professores de instituições federais de ensino superior: um estudo em duas universidades brasileiras. 2015. 315 p. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: Esta pesquisa exploratória, descritiva e multicaso visou analisar as percepções da Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) de professores do Magistério Superior de duas universidades federais brasileiras: a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Participaram do estudo 715 docentes, sendo 428 da UFMT e 287 da UTFPR. Foram avaliados os seguintes fatores e indicadores de QVT: sentido do trabalho e sentido no trabalho; bem-estar e sofrimento psicológico (burnout); estresse relacionado ao trabalho; equilíbrio vida-trabalho; horas de trabalho e cargas de trabalho. Empregou-se uma abordagem quali-quantitativa e a coleta de dados foi dividida em três etapas: a) pesquisa documental; b) aplicação de questionário eletrônico; c) realização de grupos focais. Constatouse que a precarização do trabalho dos docentes investigados está associada a três elementos principais, que definimos como o Tripé da precarização do trabalho docente universitário, formado por: produtivismo acadêmico; excesso de atividades burocráticas e trabalho administrativo; condições inadequadas de trabalho. A dinâmica de funcionamento desse Tripé possui um efeito nocivo na saúde dos docentes e na qualidade do trabalho que eles desenvolvem. Referente às relações no ambiente de trabalho, verificamos que o contato com os alunos configura-se como fonte de prazer/realização, ao passo que as relações interpessoais com os colegas docentes são um fator dificultador na realização do seu trabalho. Outros obstáculos enfrentados pelos professores referem-se a dificuldades em equilibrar a vida pessoal com as demandas do trabalho e condições inadequadas para o desenvolvimento do trabalho. A presente pesquisa permitiu compreender os elementos de desgaste físico e psíquico dos professores analisados e do contexto precarizado onde estão inseridos. Tais desgastes têm comprometido a QVT do grupo investigado, de modo a dificultar que esses trabalhadores encontrem sentido em seu trabalho. O presente estudo pode subsidiar programas de intervenção e políticas públicas de promoção da saúde e QVT dos docentes universitários federais. Tais ações são necessárias para a construção de uma universidade comprometida com a saúde da comunidade, incluindo sua comunidade acadêmica.
Abstract: This exploratory, descriptive and multicase research aimed at analyzing the perceptions of Quality of Work Life (QWL) higher teaching of teachers from two Brazilian federal universities: Federal University of Mato Grosso (UFMT) and Federal Technological University of Paraná (UTFPR). The study included 715 teachers, 428 from UFMT and 287 from UTFPR. We evaluated the following factors and indicators of QWL: meaning of work and meaning at work; psychological suffering; psychological well-being; work-related stress; work-life balance; working hours (daily/weekly) and workloads. We considered a qualitative and quantitative approach to the development of this study, dividing the data collection into three stages: a) documentary research; b) electronic questionnaire application (online survey) and c) conducting focus groups. We noted that in the studied federal universities, the precariousness is associated with three main elements, which we defined as a university teaching work randomization tripod - formed by: the academic productivism; excessive bureaucratic activities and administrative work; and inadequate working conditions. This tripod has a harmful effect over the health of teachers and their work quality. Considering workplace relations, we found that, for our participants, contact with students is configured as a source of pleasure/fulfillment, while interpersonal relationships with teaching colleagues appeared as a complicating factor in conducting their work. Other obstacles faced by teachers in their daily work-life regard difficulties in balancing a personal life with work demands and inadequate conditions for the work development. Analyzing these results allowed us to understand the physical and mental elements that strain the analyzed teachers and the precarious context in which they live. Such strain have committed to Quality of Life in the investigated group of teachers in order to make it difficult for these workers to find meaning in their work. We hope this study can subsidize intervention programs and public health promotion for university teachers, enabling the creation of better strategies to improve human resources management policy within higher education federal institutions. Such actions are necessary in building a university committed to the health of the community.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10473
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DAE - Administração - Doutorado (Teses)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.