Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10585
Título: Soroepidemiologia de Sarcocystis neurona, Toxoplasma gondii e Neospora spp. em cavalos Mangalarga Marchador criados no sul de Minas, Brasil
Título(s) alternativo(s): Seroepidemiology of Sarcocystis neurona, Toxoplasma gondii and Neospora spp. in Mangalarga Marchador horses created in South of Minas, Brazil
Autor : Ribeiro, Manoel Junqueira Maciel
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8328546219181486
Primeiro orientador: Guimarães, Antônio Marcos
Primeiro coorientador: Rocha, Christiane Maria Barcellos Magalhães da
Primeiro membro da banca: Rocha, Christiane M. B. M. da
Segundo membro da banca: Ribeiro, Múcio Flávio Barbosa
Terceiro membro da banca: Sousa, Ticiana Meireles
Palavras-chave: Sarcocystidae
Mieloencefalite protozoária
Soroprevalência
Imunofluorescência indireta
Mangalarga Marchador
Minas Gerais
Protozoal myeloencephalitis
Seroprevalence
Indirect immunofluorescence
Data da publicação: 12-Nov-2015
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: RIBEIRO, M. J. M. Soroepidemiologia de Sarcocystis neurona, Toxoplasma gondii e Neospora spp. em cavalos Mangalarga Marchador criados no sul de Minas, Brasil. 2015. 82 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: Os objetos de estudo desta pesquisa foram a mieloencefalite protozoária equina (MPE), causada por Sarcocystis neurona, a toxoplasmose, zoonose causada por Toxoplasma gondii, e a neosporose, causada por Neospora caninum e N. hughesi. Esses protozoários são adquiridos pela ingestão de alimentos e água contaminados, causando distúrbios neurológicos e reprodutivos, predominando infecções subclínicas, trazendo prejuízos aos criadores. Tendo em vista que o Sul de Minas se destaca na equideocultura nacional por ser o berço do cavalo Mangalarga Marchador, sendo economicamente estratégico para a criação da raça, este teve como objetivo determinar a prevalência de anticorpos contra esses parasitos em cavalos dessa raça criados na região e verificar os fatores de risco associados à positividade. Foram analisados 506 equinos clinicamente sadios, provenientes de 53 propriedades localizadas no Sul de Minas Gerais. As amostras de soros foram submetidas à reação de imunofluorescência indireta (RIFI), com ponto de corte de 1:80, 1:64 e 1:50, respectivamente, para S. neurona, T. gondii e Neospora spp. As soroprevalências encontradas entre equinos para esses três parasitos foram respectivamente, 26%, 19,9% e 23,9%. Nas propriedades, essas prevalências foram de 88,3%, 71,6% e 85%. Esses resultados indicam que o Sul de Minas é área enzoótica para os três protozoários em equinos Mangalarga Marchador, predominando a infecção subclínica ou crônica, assintomática. A transmissão horizontal parece ser o principal modo de transmissão desses parasitos, e diferentes fatores de risco estão associados com a soropositividade em equinos. Novas pesquisas são necessárias não só para estabelecer os fatores que aumentam o risco de transmissão desses agentes, bem como para determinar qual espécie de Neospora infecta os equinos.
Abstract: The study subjects were the equine protozoal myeloencephalitis (MPE), caused by Sarcocystis neurona, toxoplasmosis, zoonosis caused by Toxoplasma gondii, and neosporosis, caused by Neospora caninum and N. hughesi. These protozoa are acquired by ingesting contaminated food and water, causing neurological and reproductive disorders, predominantly subclinical infections, causing losses to farmers. Once the southern Minas stands out in national equidculture for being the birthplace of Mangalarga Marchador horse, being economically strategic for the creation of the breed, the study aimed to determine the prevalence of antibodies against these parasites in horses of this breed created in the region and check the risk factors associated with positivity. 506 clinically healthy horses were analyzed, from 53 properties located in southern Minas Gerais. Serum samples were subjected to indirect immunofluorescence assay (IFA) with cutoff of 1:80, 1:64 and 1:50 respectively for S. neurona, T. gondii and Neospora spp. The seroprevalence found among horses for these three parasites were respectively 26%, 19.9% and 23.9%. In the properties, these prevalences were 88.3%, 71.6% and 85%. These results indicate that the southern Minas is an enzootic area for the three protozoa in Mangalarga Marchador horses, predominantly subclinical, chronic or asymptomatic infection. The horizontal transmission seems to be the main mode of transmission of these parasites and different risk factors are associated with seropositivity in horses. Further research is needed to establish which factors increase the risk of transmission of these agents, as well as determine which species of Neospora that infects horses.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10585
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.