Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10771
Título: Identificação por Maldi-Tof MS de isolados de Aspergillus seção Nigri e avaliação do potencial biotecnológico na produção de biossurfactantes
Autor : Faria, Lucas Vieira de
Primeiro orientador: Souza, Sara Maria Chalfoun de
Primeiro coorientador: Santos, Cledir Rodrigues
Primeiro membro da banca: Santos, Cledir Rodrigues
Segundo membro da banca: Gaspar Júnior, Pascoal José
Palavras-chave: Identificação fúngica
Emulsificante
Biossurfactante
Fungal identification
Emulsifier
Biosurfactant
Data da publicação: 18-Dez-2015
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: FARIA, L. V. de. Identificação por Maldi-Tof MS de isolados de Aspergillus seção Nigri e avaliação do potencial biotecnológico na produção de biossurfactantes. 2015. 92 p. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: As espécies pertencentes à Seção Nigri formam um subgrupo do gênero Aspergillus e são cosmopolitas. Várias espécies desta Seção são utilizadas na indústria alimentícia e indústrias de fermentação, A. niger é a espécie desta Seção reportada mais frequentemente, possui “Status” GRAS. Porém esta seção é considerada por muitos taxonomistas como uma das mais difíceis de identificação devido à alta diversidade genética. Surfactantes são moléculas anfipáticas que apresentam em uma mesma molécula duas porções: uma parte hidrofílica e uma parte hidrofóbica e os biossurfactantes que são um grupo de diversas moléculas, produzidas por diferentes microrganismos, classificadas principalmente pela estrutura química e origem microbiana. Os objetivos deste trabalho foram identificar 32 isolados fúngicos de Aspergillus Seção Nigri através da técnica de MALDI-TOF MS e testar o potencial produtor de biossurfactantes de três isolados de Aspergillus niger tendo a bactéria Bacillus subtilis CCMA 0087 como controle. Foram testadas três diferentes metodologias de extração de proteínas por MALDI-TOF MS e estas foram comparadas quanto ao seu agrupamento por dendogramas. Os resultados demonstraram que o agrupamento pode variar com a metodologia. Com relação ao potencial produtor de biossurfactantes, estes foram testados para índice de emulsão, observando diversos aspectos para o favorecimento deste, análises reológicas e também um estudo de fitotoxicidade dos extratos em sementes de alface (Lactuca sativa L.) Os resultados sugerem que o isolado B. subtilis CCMA 0087 produziu mais emulsificantes, seguido pelo isolado A. niger 100. A presença de indutor favorece a produção do emulsificante, assim como os pH 5,0 e 7,0 e dia 1 apresentou melhores dados. Os extratos não diferiram nos parâmetros reológicos e todos se apresentaram fitotóxicos.
Abstract: Species belonging to section Nigri form a subgroup of genus Aspergillus, and are cosmopolitan. Many species of this section are used in food and fermentation industries, being A. niger the most reported, presenting GRAS status. However, this section is considered by many taxonomists as one of the most difficult to identify due to high genetic variability. Surfactants are amphipathic molecules that present two portions in the same molecule: a hydrophilic portion and a hydrophobic portion. Biosurfactants are a group of many molecules produced by different microorganisms and mainly classified by chemical structure and microbial origin. The objectives of this work were to identify 32 Aspergilus section Nigri fungal isolates by means of the MALDITOF MS technique, and test the biosurfactant production capacity of three Aspergillus niger isolates, using bacteria Bacillus subtilis CCMA 0087 as control. We tested three different protein extraction methodologies by MALDITOF MS, comparing them by means of grouping in dendrograms. The results showed that the grouping could vary depending on the methodology used. Regarding biosurfactant production capacity, the fungi isolates were tested to obtain the emulsification index, considering many aspects for its favoring, rheological analyses and a phytotoxicity study of lettuce seed extracts (Lactuca sativa L.). The results suggest that isolate B. subtilis CCMA 0087 produced the most emulsifiers, and pH 5.0 and 7.0, as well as day 1 presented the best data. The extracts did not differ for rheological parameters, and all were phytotoxic.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10771
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.