Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11074
Título: Danos mecânicos e tratamento químico na qualidade de sementes de milho armazenadas
Título(s) alternativo(s): Mechanical damage and chemical treatment on quality of maize seeds stored
Autor : Ribeiro, Bárbara Gomes
Lattes: http://lattes.cnpq.br/4246993404188642
Primeiro orientador: Guimarães, Renato Mendes
Primeiro membro da banca: Mann, Renata Silva
Segundo membro da banca: Carvalho, Maria Laene Moreira de
Palavras-chave: Zea mays L.
Raios-X
Qualidade fisiológica
X-rays
Physiological quality
Data da publicação: 20-Abr-2016
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: RIBEIRO, B. G. Danos mecânicos e tratamento químico na qualidade de sementes de milho armazenadas. 2016. 63 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitotecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: O sistema de produção de sementes é altamente mecanizado e essas operações podem contribuir para perdas na qualidade do produto pela incidência de danos mecânicos, o que torna as sementes mais susceptíveis ao ataque de pragas e à infestação por fungos patogênicos. A utilização de sementes sadias é requisito para obtenção de bons rendimentos e o tratamento químico pode ser uma alternativa para minimizar o efeito de danos mecânicos e suas consequências. Objetivou-se estudar o efeito do tratamento químico e do armazenamento sobre a qualidade de sementes de milho com danos mecânicos. O trabalho foi desenvolvido no Laboratório Central de Análise de Sementes, em Lavras – MG. Utilizou-se um híbrido da safra 2013/2014 fornecido pelo SeedCare Institute. As sementes foram individualmente analisadas por meio do teste de raios-X para obtenção de três lotes: um composto por sementes sem separação, outro com sementes sem danos mecânicos e um de sementes com danos mecânicos. Os lotes foram avaliados quanto à qualidade fisiológica, sanidade e análises enzimáticas. Realizou-se o tratamento químico com o inseticida Maxim Advanced ® e o fungicida Cruiser ® , e sementes tratadas e não tratadas foram novamente avaliadas, antes do armazenamento e aos 90 dias de armazenamento. Pode-se concluir que o tratamento químico de sementes de milho com o fungicida é eficiente no controle de patógenos, como Fusarium. O desempenho de sementes com danos externos e internos pode ser mantido por 90 dias quando tratadas com o fungicida e o inseticida e armazenadas em condição ambiente. Os padrões isoenzimátios das enzimas CAT, SOD, MDH e ADH, confirmaram a maior deterioração de sementes não tratadas durante o armazenamento em comparação com as que foram tratadas. Os danos mecânicos encontrados nas sementes contribuem para a redução da viabilidade e do vigor das sementes de milho.
Abstract: The current system of seed production is highly mechanized and these operations can contribute to product quality loss due to the incidence of mechanical damages, making the seeds more susceptible to attack by pests and to the infestation by pathogenic fungi. Using healthy seeds is a requirement for the obtainment of good yields and the chemical treatment can be an alternative to minimize the effect of mechanical damages and their consequences. The objective of this work was to study the effect of the chemical treatment and the storage on quality of maize seeds with mechanical damages. The work was developed at the Central Laboratory of Seeds Analyses, in Lavras – MG. It was used only one hybrid, from crop 2013/2014 provided by the Seed Care Institute. Initially, seeds were analyzed through X-ray test for the obtainment of three lots; seeds with damages, seeds without damages, and seeds without separation. Following, the lots were evaluated according the physiological quality, sanity and enzymatic analyzes. It was performed a chemical treatment with the insecticide Maxim Advanced ® and the fungicide Cruiser ® , and the treated and non-treated seeds were re-evaluated, before the storage and at 90 days of storage. It can be conclude that the chemical treatment of maize seeds with the fungicide is efficient in the control of pathogens, like Fusarium sp.. The performance of seeds with internal and external damages can be maintained for 90 days when treated with fungicides and insecticides and stored in environment condition. The isoenzymatic patterns of catalase (CAT), superoxide dismutase (SOD), malate dehydrogenase (MDH) and alcohol dehydrogenase (ADH), confirmed the higher deterioration of non-treated seeds during the storage in comparison to those seeds that were treated. The mechanical damages found in seeds contribute to the reduction of viability and vigor of maize seeds.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11074
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Danos mecânicos e tratamento químico na qualidade de sementes de milho armazenadas.pdf849,84 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.