Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1196
Título: Aproveitamento do resíduo sólido de mamona proveniente da cadeia produtiva do biodiesel como adsorvente alternativo
Autor : Carvalho, Mohana Zorkot
Primeiro orientador: Magriotis, Zuy Maria
Primeiro membro da banca: Fonseca, Fabiane de Oliveira Cantão
Guimarães, Iara do Rosário
Área de concentração: Agroquímica
Palavras-chave: Biosorvente
Corantes
Adsorção
Mamona - Resíduos sólidos
Resíduos sólidos - Reaproveitamento
Biodiesel
Biosorbent
Coloring matter
Adsorption
Castor beans
Solid wastes
Biodiesel fuels
Data da publicação: 2013
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: CARVALHO, M. Z. Aproveitamento do resíduo sólido de mamona proveniente da cadeia produtiva do biodiesel como adsorvente alternativo. 2013. 89 p. Dissertação (Mestrado em Agroquímica) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
Resumo: Neste trabalho, a torta de mamona (Ricinus communis L.), biomassa derivada da cadeia produtiva do biodiesel, foi empregada in natura (MN) e com tratamento térmico (MT), como adsorvente natural e de baixo custo para a remoção dos corantes verde malaquita (VM), um corante catiônico e tropaeolina (Tr), um azo-corante de natureza aniônica. Os materiais foram caracterizados por análise elementar, microscopia eletrônica de varredura (MEV), potencial zeta e espectroscopia de absorção na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), verificando-se a natureza lignocelulósica, bem como a diferença entre MN e MT. Os ensaios cinéticos foram realizados a fim de verificar a influência dos parâmetros: concentração inicial do adsorvato, relação massa adsorvente/volume adsorvato e pH. Para o verde malaquita, as porcentagens máximas removidas nas melhores condições foram de 96,03% e de 90,04%, para MN e MT, respectivamente; já para a tropaeolina, foram de 49,43% e 53,46%, para MN e MT, respectivamente. As capacidades máximas de adsorção foram de 37,10; 33,54; 18,60 e 55,98 mg g-1, para os sistemas VM/MN, VM/MT, Tr/MN e Tr/MT, respectivamente. As isotermas de adsorção foram construídas ajustando-se aos modelos de Langmuir, Freundlich e Sips, tendo o último apresentado melhor adequação aos dados. A cinética foi de pseudossegunda ordem para todos os sistemas. Os aspectos termodinâmicos foram analisados.
In this work the castor bean cake (Ricinus communis L.), biomass derived from biodiesel production chain, was used in natura (MN) and thermally treated (MT), as an inexpensive natural adsorbent for the removal of dye malachite green (VM), a cationic dye and tropaeolin (Tr), an azo-dye of anionic nature. The materials were characterized by elemental analysis, scanning electron microscopy (SEM), zeta potential and absorption spectroscopy in the Fourier transform infrared region (FTIR), which verified the lignocellulosic nature and the difference among MT and MN. The kinetic experiments were performed in order to check the influence of the parameters: initial concentration of adsorbate, mass ratio adsorbent/volume adsorbate and pH. For malachite green, the maximum percentage removed in the best conditions were 96.03% and 90.04%, for MN and MT, respectively, while for the tropaeolin were 49.43% and 53.46% for MN and MT, respectively. The adsorption maximum capacities were 37.10; 33.54; 18.60 and 55.98 mg g-1 for systems VM/MN, VM/MT, Tr/MN and Tr/MT, respectively. The adsorption isotherms were constructed adjusting to the Langmuir, Freundlich and Sips model, with the latter adjusted better to the data. The kinetics was pseudo-second order for all systems. The thermodynamic aspects were analyzed.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agroquímica, área de concentração em Agroquímica, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1196
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DQI - Agroquímica - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.