Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12393
Título : Teores de pigmentos fotossintéticos, taxa de fotossíntese e estrutura de cloroplastos de plantas jovens de Mikania Laevigata Schultz Bip. ex Baker (guaco) cultivadas sob malhas coloridas
Autor: Souza, Girlene Santos de
Santos, Anacleto Ranulfo dos
Silva, Jain dos Santos
Ferreira, Djane dos Reis
Palavras-chave: Guaco - Cultivo
Luz - Qualidade
Luz - Intensidade
Sombreamento
Publicador: Centro Científico Conhecer
Data da publicação: 2011
Referência: SOUZA, G. S. de et al. Teores de pigmentos fotossintéticos, taxa de fotossíntese e estrutura de cloroplastos de plantas jovens de Mikania Laevigata Schultz Bip. ex Baker (guaco) cultivadas sob malhas coloridas. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 7, n. 12, p. 1-13. 2011.
Resumo : O guaco (Mikania laevigata) é uma planta medicinal, utilizada principalmente no tratamento de afecções respiratórias, que age dilatando os brônquios, sendo a cumarina uma das substâncias associadas a esse efeito. Por isso, entendimento do comportamento fisiológico dessa espécie e as suas respostas às condições do ambiente tornam-se necessários ao aperfeiçoamento dos métodos de cultivo. Nesse contexto, o presente estudo objetivou avaliar o efeito do sombreamento com uso de malhas coloridas nos teores de clorofila e carotenóides, na taxa fotossintética e na ultra-estrutura de cloroplastos de plantas de guaco. As plantas foram cultivadas por quatro meses sob malhas de 50% de sombreamento nas cores azul, vermelha e cinza e a pleno sol (0%). As plantas mantidas a pleno sol tiveram os menores teores de clorofila a e b e o menor teor de carotenóides, enquanto aquelas cultivadas sob malha azul tiveram a maior concentração de clorofila a e b. A menor densidade de cloroplastos foi encontrada nas plantas cultivadas a pleno sol. Nos tratamentos com 50% de sombreamento, foram verificados cloroplastos mais alongados. Com relação à taxa de fotossíntese potencial não foi observada nenhuma diferença significativa nas plantas crescidas sob as malhas vermelha, cinza e azul, fato que leva a acreditar que o espectro diferenciado transmitido pelas malhas coloridas não interferiu no aparelho fotossintético do guaco.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12393
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Artigos publicados em periódicos



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons