Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12579
Título: Produção de biossurfactantes por leveduras
Título(s) alternativo(s): Biosurfactant production by yeast
Autor : Souza, Karla Silva Teixeira
Lattes: http://lattes.cnpq.br/6753439850389329
Primeiro orientador: Dias, Disney Ribeiro
Primeiro coorientador: Schwan, Rosane Freitas
Segundo coorientador: Teixeira, José Antônio
Primeiro membro da banca: Dias, Disney Ribeiro
Segundo membro da banca: Schwan, Rosane Freitas
Terceiro membro da banca: Batista, Cristina Ferreira
Quarto membro da banca: Teixeira, José Antônio
Quinto membro da banca: Gudiña, Eduardo José
Palavras-chave: Biossurfactante
Agentes antimicrobianos
Petróleo – Recuperação por microorganismos
Glicolipídeo
Fermentação
Biosurfactant
Antimicrobial agents
Petroleum – Microorganism recovery
Glycolipid
Fermentation
Data da publicação: 28-Mar-2017
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: SOUZA, K. S. T. Produção de biossurfactantes por leveduras. 2016. 82 p. Tese (Doutorado em Microbiologia Agrícola)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção de biossurfactantes por cinco espécies de leveduras: Yarrowia lipolytica CCMA 0357 (solo da Amazônia), Yarrowia lipolytica CCMA 0242 (Kefir), Wickerhamomyces anomalus CCMA 0358 (fermentação do café), Lindnera saturnus CCMA 0243 (solo do Cerrado), and Cryptococcus humicola CCMA 0346 (solo do Cerrado), em oito meios de cultivo diferentes. Wickerhamomyces anomalus CCMA 0358 cultivada em azeite de Oliva, apresentou a menor tensão superficial (32.05 mN/m). O Delineamento Composto Central Rotacionado (DCCR) foi realizado para otimizar os parâmetros e aumentar a produção do biossurfactante. A inclusão do extrato de levedura apresentou efeito significativo de 89% e a tensão superficial foi reduzida para 31.5 mN/m. Fermentações em batelada foram realizadas com agitação de 500 rpm e a tensão superficial foi reduzida para 29.3 mN/m após 24 horas, e rendimento de 2.60 g/L. Ensaios antimicrobianos e para recuperação do petróleo foram realizados com o biossurfactante. As espécies Streptococcus sanguis, Streptococcus oralis e Streptococcus agalactiae, tiveram seu crescimento inibido em 100% pelo biossurfactante bruto, Candida albicans obteve 78% de inibição e Staphylococcus epidermitis 66%. Vinte por cento do petróleo foi recuperado utilizando apenas o sobrnadante da fermentação, livre de células, contendo o biossurfactante. O biossurfactante estudado neste trabalho, foi caracterizado como glicolipídeo, onde a fase lipídica compreende de ácido oléico. No entanto, a fase glicídica não pôde ser identificada, indicando se tratar de um novo composto. Estes resultados mostraram pela primeira vez a produção de um novo glicolipídeo produzido pela levedura Wickerhamomyces anomalus CCMA 0358, e que pode ser utilizado em diferentes aplicações biotecnológicas.
Abstract: The main aim of this work was to evaluate the biosufarctant production by five wild yeasts species Yarrowia lipolytica CCMA 0357 (from Amazon soil), Yarrowia lipolytica CCMA 0242 (Kefir), Wickerhamomyces anomalus CCMA 0358 (coffee fermentation), Lindnera saturnus CCMA 0243 (Cerrado soil), and Cryptococcus humicola CCMA 0346 (Cerrado soil), in eight different culture media. Wickerhamomyces anomalus CCMA 0358 cultivated in olive oil presented lowest value of surface tension (32.05 mN/m). A rotatable center composite design (RCCD) was performed for optimization of parameters in order to increase the production of the biosurfactant. The inclusion of yeast extract was 89% significant and the surface tension after optimization was 31.5 mN / m. Batch fermentations were carried out with stirring 500 rpm, and increasing the surface tension of 29.3 mN / m after 24 hours and yield of 2.60 g / L. Antimicrobials and oil recovery tests were performed with the biosurfactant. For the first species of Streptococcus sanguis, Streptococcus oralis and Streptococcus agalactiae, were growth inhibited by 100 % crude biosurfactant, Candida albicans has 78 % inhibition of Staphylococcus epidermitis and 66%. Twenty percent of the oil was recovered using only the supernatant of the fermentation, cell-free, containing the biosurfactant. The biosurfactant studied in this work was characterized as glycolipid, wherein the lipid phase comprises oleic acid. However, the glycidic phase could be identified, indicating that it is a novel compound. These results showed for the first time the production of biosurfactants by Wickerhamomyces anomalus CCMA 0358 which can be used in different biotechnological applications.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12579
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DBI - Microbiologia Agrícola - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Produção de biossurfactantes por leveduras.pdf1,54 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.