Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12827
Título: Inovação aberta e gestão do conhecimento: como as empresas alcançam resultados de inovação
Título(s) alternativo(s): Open innovation and knowledge management: how companies reach innovating results
Autor : Tonelli, Adriano Olímpio
Lattes: http://lattes.cnpq.br/1462078527557508
Primeiro orientador: Bermejo, Paulo Henrique de Souza
Primeiro coorientador: Zambalde, André Luiz
Primeiro membro da banca: Zambalde, André Luiz
Segundo membro da banca: Brito, Mozar José de
Terceiro membro da banca: Antonialli, Luiz Marcelo
Quarto membro da banca: Oliveira, Tiago André D. F. de
Quinto membro da banca: Melo, Bruno César
Palavras-chave: Gestão do conhecimento
Inovação aberta
Software – Empresas
Knowledge management
Open innovation
Software – Enterprises
Data da publicação: 5-Mai-2017
Referência: TONELLI, A. O. Inovação aberta e gestão do conhecimento: como as empresas alcançam resultados de inovação. 2017. 102 p. Tese (Doutorado em Administração)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: A gestão do conhecimento (GC), capacidade organizacional para criar, reter e compartilhar conhecimentos, compreende importante mecanismo para a geração de inovações para a organização. A inovação aberta, termo utilizado para designar o uso proposital de fluxos de conhecimento para dentro, inbound e, para fora, outbound, das fronteiras organizacionais, é uma alternativa para que organizações possam, respectivamente, acelerar inovações internas e buscar caminhos para transferência externa de tecnologias. Entretanto a literatura, ainda, carece de entendimento sobre como a GC e a inovação aberta podem se integrar para a geração de resultados associados à inovação. Este trabalho tem como objetivo propor e testar um modelo explicativo que integra gestão do conhecimento e inovação aberta. A partir dessa integração, o modelo contempla três tipos de estratégias, para geração de resultados internos de inovação e transferência externa de tecnologias: (i) internas, baseadas em GC; (ii) externas, baseadas em inovação aberta e (iii) híbridas, definidas a partir de combinações entre GC e abertura. O modelo foi testado, utilizando Partial Least Squares (PLS), em uma amostra de 228 organizações brasileiras do setor de software. Os resultados mostram que: (i) estratégias internas são as mais importantes para a geração de resultados internos de inovação; (ii) estratégias externas não são efetivas para geração direta de inovação interna; (iii) estratégias híbridas são relevantes para o tratamento de turbulências e incertezas e para a transferência externa de tecnologias. Os resultados trazem contribuições teóricas para os campos de estudos sobre gestão do conhecimento e gestão da inovação, fornecendo uma nova visão de integração dessas duas perspectivas para explicar diferentes resultados associados à inovação.
Abstract: Knowledge management (KM), organizational capacity to create, retain and share knowledge, involves an important mechanism to generate innovation for organizations. Open innovation, term used to designate the intentional use of knowledge flows for, inbound, and from, outbound, organizational boundaries, is an alternative for organizations to, respectively, speed internal innovations and seek new paths for external technology transference. However, in literature, there is little understanding on how KM and open innovation can integrate in order to generate results associated to innovation. This work was conducted with the objective of proposing and testing an explanatory model that integrates knowledge management and open innovation. From this integration, the model contemplates three types of strategies for generating internal innovation and external technology transfer results: (i) internal, based on KM; (ii) external, based on open innovation and (iii) hybrid, defined from combinations between KM and open innovations. The model was tested using the Partial Least Squares (PLS) on a sample of 228 Brazilian organizations from the software sector. The results showed that: (i) internal strategies are the most important for generating internal innovation results; (ii) external strategies are not effective for directly generating internal innovation; (iii) hybrid strategies are relevant for treating turbulences and uncertainties and for external technology transfer. The results bring theoretical contributions to the study fields on knowledge management and innovation management, providing a new view for integrating these two perspectives for explaining different results associated to innovation.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12827
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DAE - Administração - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Inovação aberta e gestão do conhecimento....pdf1 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.