Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13244
Título: Sorção de cério em solo oxídico
Título(s) alternativo(s): Sorption of cerium in oxidic soil
Autor : Mars, Geslin
Lattes: http://lattes.cnpq.br/2938137148597838
Primeiro orientador: Guilherme, Luiz Roberto Guimarães
Primeiro membro da banca: Lopes, Guilherme
Segundo membro da banca: Pierangeli, Maria Aparecida Pereira
Palavras-chave: Elementos terras raras
Solos tropicais
Cério - Adsorção pelo solo
Dessorção de cério
Rare earth elements
Tropical soils
Cerium - Soil adsorption
Desorption of cerium
Data da publicação: 20-Jun-2017
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: MARS, G. Sorção de cério em solo oxídico. 2017. 44 p. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: Atualmente, o uso dos elementos terras raras tornou-se uma necessidade pela sua essencialidade em inúmeras tecnologias, particularmente na indústria. Nos últimos anos, o seu efeito vem sendo destacado também na agricultura, em razão do fato de esses elementos estarem presentes em muitos minerais no solo, em fertilizantes e corretivos usados nas práticas agrícolas, especialmente nos fertilizantes fosfatados e no fosfogesso. Nos solos tropicais, o uso de fertilizantes fosfatados é fundamental e os agricultores, ao aplicarem tal insumo, indiretamente também estão aplicando os elementos terras raras ao solo. O mesmo ocorre para o fosfogesso, insumo este também muito utilizado na agricultura brasileira e que pode conter alta concentração de cério (Ce). Com o foco de se conhecer melhor a contribuição desse elemento no sistema solo-planta, muitas pesquisas têm sido direcionadas para esse fim. A preocupação maior é entender como os elementos terras raras se comportam quando são adicionados ao solo. Dentre os elementos terras raras, o Ce é o elemento mais abundante e presente em maior quantidade nos fertilizantes fosfatados, sendo, consequentemente, o que é indiretamente mais aplicado na agricultura tropical. É nesta conjuntura que, no presente trabalho, avaliou-se a sorção e a dessorção de Ce em Latossolo Vermelho distrófico típico (LVd) que vem sendo manejado com o uso de diferentes doses de fosfogesso, usando solos de três áreas com manejos distintos quanto ao uso de fosfogesso (área nativa, área com 2 t ha -1 de fosfogesso e área com 56 t ha -1 de fosfogesso), numa mesma propriedade. Foram usadas várias concentrações do elemento, reagindo com o solo, durante 72 horas, alternando 12 h de agitação e 12 h de repouso. As leituras para a quantificação de Ce foram realizadas utilizandose o ICP-OES e os valores obtidos foram utilizados para construir as isotermas de adsorção, determinar a capacidade máxima do solo em adsorver o elemento e determinar as quantidades dessorvidas de Ce. Os resultados indicaram que o Latossolo estudado apresenta alta capacidade de adsorção de Ce e baixa capacidade de dessorção, com valor da capacidade máxima de adsorção de Ce igual a 3555, 2419 e 3391 mg kg -1 de Ce, para os três manejos, respectivamente. Conclui-se, portanto, que essa capacidade de adsorção está relacionada a fatores do solo como pH, capacidade de troca de cátions e teor de matéria orgânica do solo.
Abstract: Currently the use of rare earth elements has become a necessity for its essentiality in several technologies, particularly in industry. In recent years, their effects have also been studied in agriculture, because these elements are present in many minerals in the soil, as well as in fertilizers and other soil amendments used in agricultural practices, especially phosphate fertilizers and phosphogypsum. In tropical soils, the use of phosphate fertilizers is critical and farmers, when applying such input, are also indirectly applying rare earth elements to the soil. The same occurs for phosphogypsum, an input that is also widely used in Brazilian agriculture and may contain high concentrations of cerium (Ce). With the focus of knowing better the contribution of this element in the soil -plant system, many researches have been directed towards this end. The biggest concern is to know how rare earth elements behave when they are applied to the soil. Within the rare earth elements, Ce is the most abundant and most abundant element in phosphate fertilizers as well, and is consequently the most indirectly applied in tropical agriculture. This present work evaluated the sorption and desorption behavior of Ce in a Red Latosol dystrophic typic (LVd) that has been managed with the use of different doses of phosphogypsum, using soils from three areas with different management of phosphogypsum (native area, area with 2 t ha -1 of phosphogypsum and area with 56 t ha -1 of phosphogypsum), in the same property. Soil samples were exposed to increasing concentrations of Ce during 72 hours, alternating 12 hours of shaking and 12 hours of rest. The Ce analyses were performed using ICP-OES and the values obtained were used to fit adsorption isotherms, assess the maximum adsorption capacity of the element and determine the quantities of Ce desorbed. The results showed that the Latosol studied presents high Ce adsorption capacity and low desorption capacity, with a maximum Ce adsorption capacity of 3555, 2419 and 3391 mg kg -1 Ce, for the three managements respectively. It is concluded that this adsorption capacity is related to soil factors such as pH, cation exchange capacity and soil organic matter content
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13244
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DCS - Ciência do Solo - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Sorção de cério em solo oxídico.pdf1,01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.