Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13278
Título: Citometria de fluxo e anatomia caulinar como indicadores de compatibilidade de mudas cítricas
Título(s) alternativo(s): Flow cytometry and anatomy caulinate as compatibility indicators of citrus seedlings
Autor : Nascimento, Paula Almeida
Lattes: http://lattes.cnpq.br/6959289552255581
Primeiro orientador: Soares, Joyce Dória Rodrigues
Primeiro coorientador: Pio, Leila Aparecida Salles
Primeiro membro da banca: Decarlos Neto, Antônio
Segundo membro da banca: Ferreira, Ester Alice
Palavras-chave: Enxertia
Citometria de fluxo
Anatomia do lenho
Citricultura
Grafting
Flow cytometry
Wood anatomy
Citriculture
Data da publicação: 28-Jun-2017
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: NASCIMENTO, P. A. Citometria de fluxo e anatomia caulinar como indicadores de compatibilidade de mudas cítricas. 2017. 71 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitotecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: A enxertia eficiente é consequência da compatibilidade da copa com o porta-enxerto, ou seja, uma combinação bem sucedida entre duas partes de plantas distintas que prossegue seu desenvolvimento formando um único indivíduo. Na citricultura, há necessidade de diversificação do uso de porta-enxertos, pois é de extrema importância conhecer o comportamento das combinações copas x porta-enxertos cítricos. Sabe-se que o porta-enxerto influencia na variedade copa numa série de características que determinarão sua maior ou menor capacidade produtiva. Sendo assim, no intuito de observar a possibilidade de ocorrência de incompatibilidade precocemente e a influência do porta-enxerto no conteúdo de DNA entre variedades copas de laranjeiras e tangerineiras em diferentes porta-enxertos cítricos, realizou-se análises de citometria de fluxo e anatomia da região da enxertia. Foram realizados dois experimentos de compatibilidade de enxerto e porta -enxerto: um com cultivares de laranjeiras com as variedades copas “Lane Late”, “Navelate”, “Navelina” e outro experimento com as tangerineiras com as variedades copas “Clemenules” e “Satsuma Okitsu” e o híbrido “Ortanique”. As copas de laranjeiras e tangerineiras foram enxertadas em cinco porta-enxertos de variedades cítricas diferentes: Limoeiro “Cravo Sta. Cruz”, Tangerineira “Sunki Tropical”, Citrandarin “Índio”, Citrandarin “San Diego”, Citrumelo “Swingle”. Nas análises de citometria de fluxo, utilizou-se o Delineamento Inteiramente Casualizado, DIC, em esquema fatorial com 3 (copas) x 5(porta-enxertos), com três repetições. Foram avaliados os conteúdos de DNA das folhas e raízes de cada combinação de copas de laranjeiras e tangerineiras sobre os diversos porta-enxertos cítricos. Foi encontrado diferenças estatísticas nos conteúdos de DNA das folhas, entretanto os conteúdos de DNA das raízes não foram significativos. Enquanto que, nas análises de anatomia do lenho das mudas, foram avaliados cortes anatômicos transversais e longitud inais das secções dos caules na região da enxertia. O delineamento utilizado foi Inteiramente Casualizado, DIC, em esquema fatorial 2 x 4, sendo o primeiro fator as duas cultivares copas “Navelina” e “Clemenules” e o segundo fator os quatro porta-enxertos: Citrandarins “Índio” e “San Diego”, “Limão-cravo Sta. Cruz” e tangerina “Sunki Tropical”. Assim, as análises estatísticas foram realizadas com a mensuração das alturas dos raios com n= 30 repetições e a mensuração dos diâmetros dos vasos com n= 40 repetições. Foram encontradas diferenças estatísticas nas médias das alturas dos raios e nos diâmetros dos vasos dos tratamentos avaliados. Conclui-se que as variedades copa de laranjeiras e tangerineiras apresentam tendência de variar o conteúdo de DNA conforme o porta-enxerto utilizado. Os cortes histológicos do lenho das combinações copa x porta-enxerto cítricos analisados, após um ano de enxertia, apresentaram formação e a proliferação de células desorganizadas (calos) observando conexão dos elementos vasculares entre enxerto e porta-enxerto.
Abstract: Effective grafting is a consequence of the canopy's compatibility with the rootstock, that is, a successful combination between two distinct plant parts that continues to grow into a single individual. In the citriculture, there is a need for diversification of the use of rootstocks, as it is extremely important to know the behavior of the crown-x citric rootstock combinations. It is known that the rootstock influences the canopy variety in a series of characteristics that will determine its greater or lesser productive capacity. Thus, in order to observe the possibility of occurrence of early incompatibility and the rootstock influence on the DNA content between orange and mandarin crown varieties in different citrus rootstocks, flow cytometry analysis and anatomy of grafting area were performed . Two graft and rootstock compatibility experiments were carried out: one with orange cultivars with the varieties 'Lane Late', 'Navelate ', 'Navelina' and another experiment with the mandarins with the 'Clemenules' and 'Okitsu' Satsuma and the 'Ortanique' hybrid. The crowns of orange and mandarin were grafted on five rootstocks of different citrus varieties: ' St. Cruz Clave Lemon Tree, ' Tropical Sunki ' Mandarin Tree, 'Índio' Citrandarin, 'San Diego' Citrandarin, 'Swingle' Citrumelo. Flow cytometry analyzes were performed using a Completely Randomized Design, CRD, in a factorial scheme with 3 (crowns) x 5 (rootstock), with three replications. The DNA contents of the leaves and roots of each combination of oranges and mandarins crowns on the various citrus rootstocks were evaluated. Statistical differences were found in the DNA contents of the leaves; however, the DNA contents of the roots were not significant. While, in the analysis of the seedlings wood anatomy, transversal and longitudinal anatomical sections of the sections of the stems were evaluated in the area of the grafting. The design was Completely Randomized, CRD, in a 2 x 4 factorial scheme, the first factor being the two 'Navelina' and 'Clemenules' crown cultivars and the second factor the four rootstocks: 'Índio' and 'San Diego' Citrandarins, Clave Lemon Tree 'Sta. Cruz' and 'Sunki Tropical' Mandar in. Thus, statistical analyzes were performed by measuring the rays heights rays with n = 30 repetitions and the vessel diameters measurement with n = 40 repetitions. Statistical differences were found in the rays heights and vessel diameters average of the evaluated treatments. The conclusion is that orange and mandarin canopy varieties tend to vary the DNA content according to the rootstock used. In the histological sections of the crowns x rootstock analyzed combinations of the wood, after one year of gr afting, they presented formation and the proliferation of disorganized cells (callus), observing some connection of the vascular elements between graft and rootstock.
metadata.teses.dc.description: Arquivo retido, a pedido da autora, até julho de 2018.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13278
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.