Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1371
Título : Consórcio Sorgo-Soja. V: Comportamento de híbridos de sorgo e cultivares de soja consorciados na entrelinha no rendimento de forragem
Título(s) alternativo(s): Sorghum and soybean intercropping. V: Behavior of hybrids of sorghum and cultivars soybean intercropped between rows forage yield
Autor: Rezende, Pedro Milanez de
Silva, Alessandro Guerra da
Corte, Edivandro
Botrel, Élberis Pereira
Palavras-chave: Matéria seca
Monocultura
Forragem
Dry matter
Monoculture
Forage
Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Data da publicação: 2001
Referência: REZENDE, P. M. de et al. Consórcio Sorgo-Soja. V: Comportamento de híbridos de sorgo e cultivares de soja consorciados na entrelinha no rendimento de forragem. Ciência Rural, Santa Maria, v. 31, n. 3, 2001.
Resumo : Com o objetivo de verificar o comportamento de cultivares de sorgo e soja em cultivo consorciado e o sorgo em monocultivo na produção de forragens, foi conduzido, no ano agrícola 1996/97, um ensaio no Departamento de Agricultura no Campus da Universidade Federal de Lavras, em Lavras, MG, em um Latossolo Roxo Distrófico. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados em esquema fatorial 4x4+4 com três repetições, sendo constituído por quatro híbridos de sorgo forrageiro (AG 2002, AG 2006, BR 601 e CMSXS 756), quatro cultivares de soja (CAC-1, Doko RC, UFV-16 e UFV-17) e quatro tratamentos adicionais, correspondentes aos respectivos monocultivos de sorgo. Foi realizado apenas um corte, rente ao solo, no consórcio no estádio R5 (início da formação das sementes da cultura da soja) e no monocultivo de sorgo, no estádio de grãos farináceos. Os resultados obtidos evidenciaram que a combinação da cultivar UFV-16 com os híbridos AG 2002 e AG 2006 proporcionou os maiores rendimentos de massa verde, matéria seca e proteína bruta total. No consórcio e em monocultivo, o híbrido AG 2002 foi o que mais se destacou para a produção de massa verde e matéria seca. Em geral, o sistema consorciado proporcionou, em relação ao monocultivo, os maiores rendimentos de massa verde, matéria seca e proteína bruta total.
Abstract: With the purpose of evaluating the behavior of sorghum and soybean cultivars in intercropping for forage production and sorghum in monoculture, a trial was conducted in the agricultural year of 1996/1997 at the Department of Agriculture of the Universidade Federal de Lavras- MG, on a distrophic red dusky latosol. The experimental design was that of randomized blocks in a 4 x 4 + 4 factorial scheme, with three replications, being made up of four hybrids of forage sorghum (AG-2002, AG-2006, BR-601 and CMSXS-756), four soybean cultivars (CAC-1, Doko RC, UFV-16 and UFV-17) and four additional treatment corresponding to the respective monoculture of sorghum. In the intercropping, a single cutting chose to the soil surface at R5 stage was performed (beginning of the set of the soybean crop seeds), in the sorghum monoculture the cut was done, with grains in mealy stage. The results obtained made it evident that the combination of the cultivar UFV-16 with the hybrids AG-2002 and AG-2006 were the ones which provided the greatest green mass, dry matter and total crude protein yields. Both in the consortium and monoculture, the hybrid AG-2002 was that which stood out the most for dry matter and green mass production. In general, the consortium system provided, in relation to monocultivation, the highest green mass,dry matter and total crude protein yields.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1371
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:Ciência e Agrotecnologia
DAG - Artigos publicados em periódicos



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons