Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15230
Título: Seleção e caracterização molecular de cepas de Bacillus thuringiensis visando o controle de noctuídeos-praga
Título(s) alternativo(s): Selection and molecular characterization of Bacillus thuringiensis strains for the control noctuidae pests
Autor : Barbosa, Tatiane Aparecida Nascimento
Lattes: http://lattes.cnpq.br/6179062201112556
Primeiro orientador: Valicente, Fernando Hercos
Primeiro membro da banca: Mendes, Simone Martins
Segundo membro da banca: Paula, Ubiraci Gomes de
Palavras-chave: Soja - Pragas
Bactéria entomopatogênica
Lagarta-do-velho-mundo
Controle de pragas
Biopesticidas
Old-world-caterpillar
Soybean - Pests
Entomopathogenic bacteria
Pest control
Biopesticides
Data da publicação: 21-Jul-2017
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: BARBOSA, T. A. N. Seleção e caracterização molecular de cepas de Bacillus thuringiensis visando o controle de noctuídeos-praga. 2017. 79 p. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia Vegetal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: Várias espécies de noctuídeos são pragas importantes da cultura da soja entre elas Helicoverpa armigera, Spodoptera cosmioides e Spodoptera eridania. Estratégias de controle se tornam importantes devido aos danos econômicos provocados por estas espécies. Entre as formas mais sustentáveis de controlar surtos destas e de outras pragas, destaca-se o emprego de biopesticidas e plantas geneticamente modificadas provenientes da bactéria Bacillus thuringiensis (Bt). A busca por cepas de Bt com atividade tóxica contra mais de uma praga agrícola é de extrema importância para o Manejo Integrado de Pragas. Assim sendo, esse estudo teve como objetivo selecionar e caracterizar cepas de Bacillus thuringiensis com atividade tóxica para Helicoverpa armigera, Spodoptera cosmioides e Spodoptera eridania. Foram utilizadas 50 cepas de Bacillus thuringiensis em bioensaios seletivos para Helicoverpa armigera, e quatro destas foram testadas em Spodoptera cosmioides e Spodoptera eridania. Doze cepas de Bacillus thuringiensis foram caracterizadas por PCR para a detecção de alguns genes cry, cyt e vip. Também foram realizados bioensaios para identificar a produção de β-exotoxinas e a presença de proteínas Vips. Além disso, foi determinada a CL 50 e CL 90 em lagartas de Spodoptera eridania para as cepas 237, 1368, 1521, 1814 e 3299. A cepa 237 foi a mais eficiente para o controle de Helicoverpa armigera causando mortalidade de 95,6% enquanto as cepas 1368, 1521, 1814 e 3299 apresentaram atividade tóxica para Spodoptera eridania. Contudo, nenhuma cepa mostrou-se eficiente contra Spodoptera cosmioides. A presença da β-exotoxina foi detectada apenas no sobrenadante da cepa 237. As cinco cepas testadas para a CL50 foram semelhantes ao controle HD1. Entretanto, as cepas 1368, 1521 e 1814 apresentaram menor CL90 para lagartas de Spodoptera eridania. A caracterização molecular das cepas usando primers específicos para os genes cry, cyt e vip demonstrou a existência de grande diversidade genética entre as 12 cepas que apresentam alguma atividade para Helicoverpa armigera. Através de bioensaios com os sobrenadantes das quatro cepas testadas em Spodoptera eridania foi possível detectar a atividade de proteínas Vips corroborando com os resultados da caracterização molecular, os quais demonstraram a presença de alguns genes vip. Os resultados obtidos comprovam que a cepa 237 é ativa contra Helicoverpa armigera, porém devido a sua capacidade de sintetizar β-exotoxina não pode ser utilizada para a formulação de biopesticidas, sendo útil somente em programas de transformação genética de plantas. As cepas 1368, 1521, 1814 e 3299 mesmo não apresentando toxicidade para Helicoverpa armigera foram tóxicas contra Spodoptera eridania e não produzem β-exotoxina, sendo indicadas tanto para a produção de novas formulações de biopesticidas quanto para a tranformação de plantas Bt.
Abstract: Several species of noctuids are important pests of the soybean crop, among them Helicoverpa armigera, Spodoptera cosmioides and Spodoptera eridania. Control strategies become important due to the economic damage caused by these species. Among the most sustainable ways to control outbreaks of these and other pests is the use of biopesticides and genetically modified plants from the bacterium Bacillus thuringiensis (Bt). The search for Bt strains with toxic activity against more than one agricultural pest is of extreme importance for Integrated Pest Management. Therefore, this study aimed to select and characterize strains of Bacillus thuringiensis with toxic activity for Helicoverpa armigera, Spodoptera cosmioides and Spodoptera eridania. Fifty strains of Bacillus thuringiensis were used in selective bioassays for Helicoverpa armigera, and four of these were tested on Spodoptera cosmioides and Spodoptera eridania. Twelve strains of Bacillus thuringiensis were characterized by PCR for the detection of some cry, cyt and vip genes. Bioassays were also performed to identify the production of β-exotoxins and the presence of Vips proteins. In addition, LC 50 and CL 90 were determined in Spodoptera eridania caterpillars for strains 237, 1368, 1521, 1814 and 3299. Strain 237 was the most efficient for the control of Helicoverpa armigera causing mortality of 95.6% while strains 1368, 1521, 1814 and 3299 showed toxic activity for Spodoptera eridania. However, no strain was effective against Spodoptera cosmioides. The presence of β-exotoxin was detected only in the supernatant of strain 237. As five strains tested for LC 50 were similar to HD1 control. However, as strains 1368, 1521 and 1814 presented lower CL90 for Spodoptera eridania caterpillars. The molecular characterization of the strains using specific primers for cry, cyt and vip genes demonstrated great genetic diversity among the 12 strains tested that present some activity for Helicoverpa armigera. Through bioassays with the supernatants of the four strains tested in Spodoptera eridania it was possible to detect an activity of Vips proteins corroborating with the results of the molecular characterization, which demonstrated a presence of some vip genes. The results obtained prove that the strain 237 is active against Helicoverpa armigera, but due to its ability to synthesize β-exotoxin may not be used for the formulation of biopesticides, being useful in programs of genetic transformation of plants. As strains 1368, 1521, 1814 and 3299, even without toxicity to Helicoverpa armigera, were toxic to Spodoptera eridania and did not produce β-exotoxin, being indicated both for the production of new formulations of biopesticides and for the transformation of Bt plants.
metadata.teses.dc.description: Arquivo retido a pedido da autora até julho de 2018.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15230
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:PPBV - Biotecnologia Vegetal - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.