Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15255
Título: Avaliação de métodos laboratoriais utilizados na caracterização dos processos fermentativos em silagens
Título(s) alternativo(s): Evaluation of laboratory methods used in the determination of soluble carbohydrates and ammonia in silagens
Autor : Fortes, Alessandra de Campos
Lattes: http://lattes.cnpq.br/7423726278384500
Primeiro orientador: Bernardes, Thiago Fernandes
Primeiro membro da banca: Sader, Ana Paula de Oliveira
Segundo membro da banca: Oliveira, Roberto Maciel de
Terceiro membro da banca: Ferreira, Vânia Ribeiro
Quarto membro da banca: Duarte, Whasley Ferreira
Palavras-chave: Conservação de forragens
Procedimentos analíticos
Silagem
Silo - Fermentação
Fodder conservation
Analytical procedures
Silage
Silo - Fermentation
Data da publicação: 22-Ago-2017
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: FORTES, A. de C. Avaliação de métodos laboratoriais utilizados na caracterização dos processos fermentativos em silagens. 2017. 88 p. Tese (Doutorado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: A conservação de forragem via ensilagem é um processo bem conhecido e, disseminado, no mundo todo. Entretanto os métodos laboratoriais para avaliar silagens apresentam distinções entre os grupos de pesquisa. Nesse contexto, foram comparados procedimentos utilizados para avaliar carboidratos solúveis em água (CSA) e, também , métodos para determinar nitrogênio amoniacal (N-NH3) em silagens, com o objetivo de otimizar a rotina analítica em laboratórios de conservação de forragens. As amostras utilizadas foram coletadas em diferentes silos, constituindo quatro classes de silagens com diferentes perfis de fermentação: milho (n = 20), amendoim forrageiro (n = 20), capim elefante (n = 20) e cana-de-açúcar (n = 20). No primeiro experimento, as silagens foram submetidas à avaliação dos CSA por meio dos seguintes métodos: f enol ácido sulfúrico (FAS), antrona e fenol com extração em água (FEA). No segundo experimento, elas foram submetidas à determinação de N-NH3, por meio dos seguintes métodos: eletrodo íon seletivo de amônia (ISE), f enol-hipoclorito (FH), kit comercial ureia 500 (marca: doles) e AOAC (Association of Official Analytical Chemists). Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste t Student a 10% de probabilidade. Os métodos antrona e FAS apresentaram valores semelhantes (P > 0,10) de CSA em todas as amostras avaliadas. Contudo o método FAS mostrou-se mais prático e preciso (coeficiente de variação médio: CVM = 0,07%), o qual também apresentou menor custo por amostra na determinação dos CSA das silagens avaliadas em relação ao método da antrona (R$ 3,80 no FAS e R$ 5,16 na antrona). O método FEA superestimou (P < 0,10) os valores de CSA, nas amostras de silagem de amendoim forrageiro, capim elefante e cana-de-açúcar, mas não houve diferença (P > 0,10) nos valores de CSA das silagens de milho. Portanto, para esta classe de silagem, o método FEA pode ser utilizado em substituição ao FAS pois, no método FEA, a extração dos CSA é realizada apenas em água, gerando economia de reagente (menos R$ 0,47 por amostra em relação ao FAS, que utiliza extração em etanol 80%). Quanto aos valores de N-NH3, o método utilizado como padrão foi o ensaio de FH, pois se mostrou mais prático, preciso (CVM = 1,58%) e econômico (R$ 0,05 por amostra). O método AOAC apresentou valores semelhantes (P > 0,10) ao FH, mas foi menos prático, de menor precisão (CVM = 5,85%) e maior custo (R$ 2,46 por amostra). O método ISE seria ainda mais prático que o FH, entretanto superestimou (P < 0,10) os valores de NNH3 das amostras e mostrou-se oneroso (R$ 2,27 por amostra). Sendo assim, no presente estudo, verificou-se que os métodos mais indicados, para determinar CSA e N-NH3 em silagens de milho, amendoim forrageiro, capim elefante e cana de açúcar, seriam, respectivamente: FAS e FH, visto que são métodos de maior precisão e eficácia, baixo custo e de fácil execução de protocolo, otimizando a rotina laboratorial na determinação dessas duas variáveis de extrema importância na avaliação da qualidade da fermentação no silo.
Abstract: The forage conservation by ensilage is a well-known process, widespread throughout the world. However, laboratory methods for evaluating silages present differences between research groups. In this context, procedures used to evaluate water soluble carbohydrates (WSC) and methods to determine ammonia nitrogen (N-NH3) were compared with the objective of optimizing the analytical routine in forage conservation laboratories. The samples used were collected from different silos, constituting four classes of silages with different fermentation profiles: corn silage (n = 20), forage peanut silage (n = 20), elephant grass silage (n = 20) and sugarcane silage (n = 20). In the first experiment, the samples were submitted to WSC evaluation, using the following methods: phenol-sulfuric acid (PSA), anthrone and phenol with water extraction (PWE). In the second experiment, the samples were submitted to N-NH3 determination, using the following methods: ammonia ion-selective electrode (ISE), phenol-hypochlorite (PH), doles® commercial kit and AOAC (Association of Official Analytical Chemists). The data were submitted to analysis of variance and the means were compared by the Student t test at 10% of probability. The anthrone and PSA methods presented similar values (P > 0.10) for WSC in all the samples evaluated. However, the PSA method proved more practical and precise (mean coefficient of variation: MCV = 0.07%). This method also presented the lowest cost per sample for the determination of WSC in the evaluated silages, when compared to anthrone (R$ 3.80 in the FAS e R$ 5.16 in the a nthrone). The PWE method overestimated (P < 0.10) the WSC values in the samples of forage peanut, elephant grass and sugarcane silages. However, there was no difference in the WSC values (P > 0.10) of corn silages. Therefore, for this silages class, the PWE method can be used in substitution for PSA, given that, for the PWE method, the extraction of WSC is done only in water, generating reagent economy (R$ 0.47 less per sample in relation to PSA, which uses 80% ethanol extraction). Regarding the values for N-NH3, the standard method was the PH method, given its practicality, precision (MCV = 1.58%) and economy (R$ 0.05 per sample). The AOAC method presented values similar (P > 0.10) to the PH method, but was less practical, less precise (MCV = 5.85%) and with higher cost per sample (R$ 2.46). The ISE method would be even more practical than PH, however, it overestimated (P < 0.10) the NNH3 values of the samples e proved to be expensive (R$ 2.27 per sample). Thus, in the present study, it was verified that the methods most indicated to determine WSC and N -NH3 in corn, forage peanut, elephant grass and sugarcane silage were respectively: PSA and PH methods, given that they present greater precision and efficacy, low cost, and have easier protocols execution, optimizing the laboratory routine for the determination of these two variables of extreme importance in the evaluation silo fermentation quality.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15255
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.