Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15377
Título: Identificação bioquímica, molecular e patogenicidade de isolados de Pseudomonas spp. provenientes de cafeeiros em Minas Gerais
Título(s) alternativo(s): Biochemical, molecular identification and pathogenicity of isolates of Pseudomonas spp. from coffee trees in Minas Gerais
Autor : Raimundi, Melina Korres
Lattes: http://lattes.cnpq.br/3829852802135262
Primeiro orientador: Souza, Ricardo Magela de
Primeiro membro da banca: Figueira, Antônia dos Reis
Segundo membro da banca: Resende, Mário Lúcio Vilela de
Terceiro membro da banca: Lelis, Flávia Mara Vieira
Quarto membro da banca: Costa, Suellen Bárbara Ferreira Galvino
Palavras-chave: Café – Doenças e pragas
Bactérias fitopatogênicas
Cafeeiro - Mancha aureolada
Coffee – Diseases and pests
Phytopathogenic bacteria
Coffee - Bacterial blight
Pseudomonas syringae
Data da publicação: 13-Set-2017
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
Referência: RAIMUNDI, M. K. Identificação bioquímica, molecular e patogenicidade de isolados de Pseudomonas spp. provenientes de cafeeiros em Minas Gerais. 2017. 94 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fitopatologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: As doenças de etiologia bacteriana estão entre os principais fatores que afetam a produtividade da cultura do cafeeiro, dentre elas, a mancha aureolada (Pseudomonas syringae pv. garcae – Psg), tem se destacado nos últimos anos. Além desta bacteriose ocorrem no cafeeiro a mancha bacteriana (P. syringae pv. tabaci – Psta), o crestamento bacteriano (P. cichorii – Pc) e a mancha escura (Burkholderia andropogonis – Ba). Entretanto, os relatos recentes tem sido quase exclusivamente atribuídos a P. syringae pv. garcae. A diagnose dessas doenças tem sido baseada nos sintomas e testes bioquímicos os quais não têm sido suficientes para a identificação dos patógenos aos níveis de espécie e patovar. Portanto, métodos mais precisos na diagnose dessas doenças são necessários. Assim, os objetivos com este trabalho foram os de identificar e diferenciar os isolados bacterianos provenientes de cafeeiros das principais regiões produtoras de Minas Gerais, utilizando técnicas moleculares, análises filogenéticas, caracterização bioquímica e de patogenicidade. Tais objetivos poderão contribuir para o esclarecimento do recente surto no campo da mancha aureolada do cafeeiro depois de mais de 50 anos de sua detecção. A caracterização bioquímica dos isolados, associada às técnicas de PCR, rep-PCR (REP, ERIC e BOX-PCR) e identificação filogenética utilizando o locus rpoD, permitiu diferenciar e identificar 73 isolados obtidos de cafeeiro como Psg, cinco como Psta e seis como Pc, bem como analisar a diversidade genética entre eles. As técnicas moleculares e testes bioquímicos relatados neste estudo poderão ser utilizadas em análises de rotina na diagnose destas bacterioses em cafeeiros, pois discriminam as espécies e patovares de Pseudomonas sp que ocorrem na cultura. Este é o primeiro relato da ocorrência de mancha foliar bacteriana (Psta) em lavoura no Estado de Minas Gerais e do crestamento bacteriano (Pc) em viveiro e lavouras do Estado, após a descrição da doença no Brasil. Nos testes de virulência, foi verificada alta diversidade patogênica entre os isolados de Psg testados. O isolado referência e oito isolados de Psg considerados os mais virulentos causaram doença nos hospedeiros de Psta Cucumis sativus, Carica papaya, Desmodium canum, Aster sp, Celosia plumosa e Phaseolus vulgaris. Todos os isolados referência de Psta, independentemente do hospedeiro de origem causaram doença em mudas de cafeeiro.
Abstract: The bacterial diseases etiology comprise the main factors that affect a productivity of the coffee crop, among them, the coffee halo blight (Pseudomonas syringae pv. garcae - Psg), has gained significant importance in the recent years. In addition to this bacteriosis, the Brazilian coffee crops are also threatened by the coffee bacterial leaf spot, caused by P. syringae pv. tabaci - Psta, coffee bacterial blight, and coffee bacterial dark spot caused by P. cichorii - Pc and Burkholderia andropogonis - Ba, respectively. However, recent reports have been almost exclusively attributed to P. syringae pv. garcae. The diagnosis of these diseases has been mainly based on the visual symptoms and biochemical tests which have not been enough to correctly identify the pathogens in the species and pathovar levels. Therefore, more accurate methods for a reliable diagnosis of bacterial diseases of coffee are needed. Thus, the objectives of this work were to identify and differentiate the bacterial isolates from coffee crops of Minas Gerais state, by molecular techniques, phylogenetic analyzes, biochemical characterization and pathogenicity. These objectives will contribute to the clarification of the recent outbreak in the field of bacterial halo blight of coffee after more than 50 years later its detection. The biochemical characterization of the isolates, associated with PCR techniques, rep-PCR (REP, ERIC and BOX-PCR) and phylogenetic identification of rpoD locus, allowed to differentiate and identify 73 Psg, five Psta and six Pc strains, as well analyze the genetic diversity among them. The molecular techniques and biochemical tests reported in this study could be used in routine diagnosis of bacterial pathogens in coffee plants, since they discriminate the different pathogenic Pseudomonas species and pathovars that naturally occur in coffee crops. This is the first report of the occurrence of coffee bacterial leaf spot (Psta) under field conditions in Minas Gerais and the first report of coffee bacterial blight (Pc) outbreaks in nursery and field, since its first occurrence in Brazil. In the virulence tests, high pathogenic diversity was verified among Psg isolates tested. The reference isolate and eight Psg isolates considered to be the most virulent have caused disease in hosts of Psta Cucumis sativus, Carica papaya, Desmodium canum, Aster sp, Celosia plumosa and Phaseolus vulgaris. All the isolates reference of Psta, regardless of the host of origin caused disease in coffee seedlings.
URI: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15377
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Doutorado (Teses)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.