Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15474
Título: A systemic approach to the quantification of the phenotypic plasticity of plant physiological traits
Título(s) alternativo(s): Uma abordagem sistêmica para quantificação da plasticidade fenotípica de parâmetros fisiológicos de plantas
Autor : Pennacchi, João Paulo
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9360875537849932
Primeiro orientador: Barbosa, João Paulo Rodrigues Alves Delfino
Primeiro coorientador: Lira, Jean Marcel Sousa
Primeiro membro da banca: Silva, Vânia Aparecida
Segundo membro da banca: Carvalho, Milene Alves de Figueiredo
Terceiro membro da banca: Marchiori, Paulo Eduardo Ribeiro
Quarto membro da banca: Lira, Jean Marcel Sousa
Palavras-chave: Análise de componentes principais
Plasticidade fenotípica
índice multivariado de plasticidade
Principal component analysis
Phenotypic plasticity
Multivariate plasticity index
Data da publicação: 5-Out-2017
Referência: PENNACCHI, J. P. A systemic approach to the quantification of the phenotypic plasticity of plant physiological traits. 2017. 56 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fisiologia Vegetal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: A avaliação da plasticidade fenotípica de plantas é uma parte importante do processo de mapeamento da performance e adaptação de materiais vegetais. È também crucial para o entendimento da formação da vegetação natural, recomendação de espécies para recuperação de áreas de conservação e genótipos para programas de melhoramento genético, bem como para modelagem da resposta de plantas em condições climáticas futuras. Os métodos atuais e passados para quantificação de plasticidade fenotípica em plantas apresentam múltiplas limitações, principalmente relacionadas à normalização de dados, repetições, análises de múltiplos ambientes e integação de variáveis diversas. Este estudo propõe um novo método de avaliação de plasticidade fenotípica de plantas, baseado em uma técnica de estatística multivariada, a Análise de Componentes Principais (PCA) e no cálculo de distâncias euclidianas entre escores do PCA. O índice Multivariado de Plasticidade (MVPi) foi aplicado a dados fisiológicos foliares coletados para dois estudos de casos experimentais composto de: a) quatro espécies nativas de Cerrado cultivadas em ambientes com diferentes incidências luminosas e disponibilidade de água e b) quatro variedades comerciais de cana-de-açúcar cultivadas sob diferentes regimes hídricos. Os resultados sugerem que o método foi eficiente em explicar o comportamento das diferentes espécies/variáveis em ambientes contrastantes e informar a plasticidade de parâmetros fisiológicos a nível foliar. O método também se mostrou capaz de sanar algumas das limitações apresentadas por métodos anteriores e permitiu uma análise integrada da plasticidade fenotípica de plantas. Recomenda-se o uso do MVPi como uma ferramenta para análise de plasticidade fenotípica como uma característica emergente de plantas, no contexto de uma avaliação sistêmica e integrada de atributos fisiológicos de plantas.
Abstract: The evaluation of plant phenotypic plasticity is an important part of mapping plant performance and adaptation. This is crucial to the understanding of natural vegetation formation, indication of species for recovering of conservation areas and genotypes to crop breeding programs, as well as for modelling of plant behaviour in future climatic conditions. The past and current methods for quantification of plant phenotypic plasticity present multiple limitations, mainly in what concerns data normalization, replication, analysis of multiple environments and coupling of multiple varieties. This study proposed a new method, based on a multivariate statistics technique, the Principal Component Analysis (PCA) and in the calculation of Euclidian distances between PCA scores to evaluate plant plasticity. The Multivariate Plasticity index (MVPi) was applied to leaf physiology data collected from two experimental study cases composed of: a) four Cerrado native species grown under environments of contrasting light and water and b) four sugarcane commercial varieties under different water regimes. The results suggest that the method was efficient in explaining species/varieties behaviour in the different environments and to inform the plasticity of leaf physiological traits. It has also showed potential to overcome the main limitations of other methods and allow an integrated analysis of plant phenotypic plasticity. We recommend the use of the MVPi method as a tool for analysis of phenotypic plasticity as an emergent plant characteristic in the context of a systemic evaluation of plant physiological traits.
URI: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15474
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: eng
Aparece nas coleções:DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_A systemic approach to the quantification of the phenotypic plasticity of plant physiological traits.pdf1,76 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.