Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15619
Título: Compósitos à base de gesso reforçados com partículas de resíduos lignocelulósicos e embalagens cartonadas
Título(s) alternativo(s): Plaster based composites reinforced by particles of lignocellulosic wastes and carton packages
Autor : Villela, Luciana Silva
Lattes: http://lattes.cnpq.br/2269056297929178
Primeiro orientador: Mendes, Lourival Marin
Primeiro coorientador: Mendes, Rafael Farinassi
Primeiro membro da banca: Pereira, Joelma Rezende Durão
Segundo membro da banca: Corrêa, Andrea Aparecida Ribeiro
Terceiro membro da banca: Guimarães Junior, José Benedito
Palavras-chave: Gêsso – Uso em biocompósitos
Pinus oocarpa – Uso em biocompósitos
Eucalipto – Uso em biocompósitos
Bagaço de cana – Uso em biocompósitos
Embalagens – Resíduos – Uso em biocompósitos
Gesso – Biocomposites use
Pinus oocarpa – Biocomposites use
Eucalyptus – Biocomposites use
Bagasse – Biocomposites use
Packaging – Waste – Biocomposites use
Data da publicação: 3-Nov-2017
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
Referência: VILLELA, L. S. Compósitos à base de gesso reforçados com partículas de resíduos lignocelulósicos e embalagens cartonadas. 2017. 88 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Biomateriais)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: Este trabalho foi realizado com os objetivos de desenvolver e caracterizar compósitos à base de gesso reforçado com partículas de bagaço de cana-de-açúcar, pinus, eucalipto e embalagens cartonadas trituradas. Para a produção dos compósitos foram utilizados gesso fino para fundição, partículas de: Pinus oocarpa, Eucalyptus grandis, bagaço de cana-de-açúcar e resíduos de embalagens cartonadas. As proporções utilizadas para a incorporação dos reforços foram de 0%, 7,5%, 15%, 22,5% e 30% em substituição ao gesso. A relação água/gesso foi determinada de acordo com a norma EN 13279-2 (2004). Os corpos de prova (três repetições por tratamento) foram confeccionados em fôrmas de madeira, tendo para os ensaios físicos e mecânicos, dimensões de 40 x 40 x 160 mm e, para o ensaio térmico, as dimensões de 20 x 20 x 2 mm. Os diferentes reforços adicionados levaram a um aumento em umidade e absorção de água, enquanto que, para densidade aparente, resistência à flexão, resistência à compressão, rigidez na compressão e condutividade térmica, houve decréscimo. Todos os materiais atenderam à normatização para resistência à flexão. Todas as incorporações de pinus e eucalipto atenderam à norma para resistência à compressão. Já os reforços de bagaço de cana e embalagem cartonada atendem à normatização para compressão com inserção máxima de reforço de 28,06% e 24,3%, respectivamente. Os materiais que apresentaram melhor desempenho como reforço em compósitos de gesso foram as partículas de pinus e eucalipto.
Abstract: The aim of this project was to develop and characterize composites made from plaster reinforced with particles of sugarcane bagasse, Pinus, Eucalyptus and crushed carton packages. For the production of the composites we used fine casting plaster, carton package wastes and particles of Pinus oocarpa, Eucalyptus grandis and sugarcane bagasse. The following proportions were used in order to incorporate reinforcements as substitutes for the plaster: 0%, 7.5%, 15%, 22.5% and 30%. The water/gypsum ratio was determined according to standard EN 13279-2:2004. The samples (three replicates per treatment) were made using wooden formers whose physical and mechanical dimensions were 40 x 40 x 160 mm. The dimensions used for the thermal test were 20 x 20 x 2mm. Due to the different reinforcements there was an increase of moisture and water absorption, whereas there was a decrease of seeming density, flexural strength, compressive strength, compression stiffness and thermal conductivity. All materials met the standard for flexural strength. All Pinus and Eucalyptus incorporations met the standard for compressive strength. On the other hand, reinforcements of sugarcane bagasse and carton packaging follow the standard for compression with maximum reinforcement insertion of 28.06% and 24.3%, respectively. The materials that presented better performance as reinforcement of plaster composites were the particles of Pinus and Eucalyptus.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15619
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DCF - Engenharia de Biomateriais – Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.