Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1857
Título: Purificação e caracterização de antibacterianos de plantas do município de Lavras, MG
Título(s) alternativo(s): Purification and identification of antibacterials from Lavras city plants
Autor : Pereira, Aline Carvalho
Primeiro orientador: Oliveira, Denilson Ferreira de
Primeiro membro da banca: Freitas, Matheus Puggina de
Figueiredo, Henrique César Pereira
Cavalheiro, Alberto José
Área de concentração: Agroquímica e Agrobioquímica
Palavras-chave: Química dos produtos naturais
Plantas
Antibacterianos
Copaifera langsdorffii
Lantana lilacina
Solanum aculeatissimum
Plants
Antibacterial
Data da publicação: 30-Jul-2014
Referência: PEREIRA, A. C. Purificação e caracterização de antibacterianos de plantas do município de Lavras, MG. 2006. 206 p. Dissertação (Mestrado em Agroquímica e Agrobioquímica) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
Resumo: Extratos metanólicos de 30 plantas coletadas no município de Lavras (MG) foram submetidos ao teste antibacteriano contra cepas de Aeromonas hydrophila ATCC 7966, Bacillus subtilis ATCC 6633, Pseudomonas aeruginosa ATCC 27853 e Staphylococcus aureus ATCC 25923, pela técnica de difusão em ágar. Destes, treze extratos mostraram-se ativos contra ao menos uma das bactérias empregadas e foram submetidos ao teste de microdiluição em caldo visando determinar as concentrações inibitórias e bactericidas mínimas (CIM e CBM). Os valores de CIM variaram de 0,625 a 5,00 mg/mL e os valores de CBM de 1,25 a 5,00 mg/mL. Dentre as plantas que apresentaram atividade antibacteriana, Copaifera langsdorffii, Lantana lilacina e Solanum aculeatissimum foram selecionadas e submetidas ao processo de purificação biodirecionado por testes in vitro contra as supracitadas bactérias, objetivando identificar as substâncias responsáveis por tal atividade. As substâncias foram isoladas por métodos cromatográficos e identificadas por espectroscopia de ressonância magnética nuclear e espectrometria de massas. Do extrato metanólico das folhas de L. lilacina foi isolada uma estrutura composta por uma unidade de glicose, uma de ramnose, uma de ácido cafeico e uma de tirosol, denominada acteosídeo, que CIM e CBM de 0,125 mg/mL para A. hydrophila, 1,0 mg/mL para P. aeruginosa , 0,250 mg/mL para S. aureus e ambas maiores que 1,0 mg/mL para B. subtilis. Do extrato metanólico de S. aculeatissimum foram isoladas rutina e outras substâncias ainda não identificadas completamente. A CIM de rutina para A. hydrophila foi igual a 1,0 mg/mL e para as demais bactérias foi maior que 1,0 mg/mL; a CBM foi maior que 1,0 mg/mL para todas as bactérias avaliadas. De C. langsdorffii foram isoladas duas substâncias sem atividade antibacteriana, cujas estruturas ainda não foram elucidadas.
Screening of 30 methanol extracts from plants collected in Lavras city (MG) was conducted using the agar diffusion method to identify antibacterial properties against Aeromonas hydrophila ATCC 7966, Bacillus subtilis ATCC 6633, Pseudomonas aeruginosa ATCC 27853 and Staphylococcus aureus ATCC 25923. It was observed that 13 of them presented antibacterial activity. These extracts were submitted to broth microdilution assay to determine the minimal inhibitory concentration (MIC) and minimal bactericidal concentration (MBC). MIC values varied from 0.625 to 1.25 mg/mL, while MBC values varied from 1.25 to 5.00 mg/mL. Among the active plants, Copaifera langsdorffii, Lantana lilacina and Solanum aculeatissimum were selected and submitted to purification processes guided by in vitro assay with the bacteria cited above to identify the antibacterial compounds. Substances were isolated by chromatographic methods and their chemical structures were identified by nuclear magnetic resonance and mass spectrometry. From L. lilacina methanol extract was isolated a structure with a glucose, rhamnose, caffeoyl and hydroxytyrosol unit, that was named acteoside. MIC and MBC of such substance against A. hydrophila, B. subtilis, P. aeruginosa e S. aureus were 0.125 mg/mL, 1.00 mg/mL, 0.250 mg/mL and higher than 1.0 mg/mL, respectively. From the methanol extract of S. aculeatissimum were isolated rutin and other substances that were not identified yet. MIC and MBC of rutin were 1.0 mg/mL and higher than 1.0 mg/mL, respectively, against A. hydrophila and both higher than 1.0 mg/mL against B. subtilis, P. aeruginosa and S. aureus. From C. langsdorffii were isolated two substances that are under study to identify their structures.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1857
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DQI - Agroquímica - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Purificação e caracterização de antibacterianos de plantas do município de Lavras, MG.pdf2,94 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.