Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1900
Título: Epidemiologia da ferrugem e da cercosporiose em cafeeiro irrigado sob pivô central
Título(s) alternativo(s): Epidemiology of rust and brown eye spot on coffee irrigated by center pivot
Autor : Custódio, Adriano Augusto de Paiva
Primeiro orientador: Pozza, Edson Ampélio
Primeiro membro da banca: Souza, Paulo Estevão de
Lima, Luiz Antônio
Área de concentração: Agronomia/Fitopatologia
Palavras-chave: Curva de progresso
Ferrugem
Cercosporiose
Café irrigado
Pivô central
Face da planta
Progress curve
Rust
Brown eye spot
Coffee irrigated
Center pivot
Side of plant
Data da publicação: 31-Jul-2014
Referência: CUSTÓDIO, A. A. de P. Epidemiologia da ferrugem e da cercosporiose em cafeeiro irrigado sob pivô central. 2008. 71p. Dissertação (Mestrado em Fitopatologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, Brasil.
Resumo: O método de irrigação pode influenciar o progresso de doenças por modificar o microclima da parte aérea das plantas, favorecendo a intensidade de doenças foliares. Objetivou-se, com este trabalho, avaliar a incidência e a severidade da ferrugem e a incidência da cercosporiose em folhas de cafeeiro, em lavoura irrigada por aspersão tipo pivô central, sob diferentes lâminas de água. O estudo foi realizado na área experimental do Departamento de Engenharia da Universidade Federal de Lavras, em cafeeiro adulto cultivar Rubi (MG 1192) suscetível à ferrugem e à cercosporiose, plantado em março de 1999, com espaçamento de 3,5 x 0,8 m. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados com três repetições e seis tipos de lâminas de água nas parcelas, que corresponderam aos tratamentos (60%, 80%, 100%, 120% e 140% da evaporação do tanque Classe "A" - ECA), além do tratamento não irrigado (testemunha). Fez-se a avaliação da ferrugem e da cercosporiose em folhas do cafeeiro, observando-se os sintomas pertinentes às doenças, em intervalos médios de 23 dias, no período de abril de 2004 a junho de 2006. A parcela foi composta por 8 plantas úteis, avaliando-se 8 folhas por planta, sendo 4 da face norte e 4 da face sul, tomadas aleatoriamente no terço médio entre o terceiro e o quarto par de folhas de ramos plagiotrópicos. Fez-se o cálculo da área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD), a qual foi submetida à análise de variância, fazendo-se, quando significativo (P<0,05), análise de regressão. Na safra 2004/2005, ocorreu interação significativa entre lâminas de irrigação e a face da planta para incidência da AACP da ferrugem. Verificou-se, para incidência e severidade da ferrugem, influência significativa de lâminas de irrigação para safra 2004/2005 e da face da planta, nas safras 2004/2005 e 2005/2006. Houve maior incidência da ferrugem no tratamento não irrigado (testemunha) e menor incidência na maior lâmina de irrigação (140% ECA), sendo observado maior progresso da doença na face sul da planta. Houve maior severidade da ferrugem na lâmina de 80% ECA e menor severidade na lâmina de 140% ECA, tendo também sido observado maior progresso da doença na face sul da planta. Houve um pico de incidência e de severidade da ferrugem no mês de agosto, com maior ocorrência da doença entre os meses de julho e agosto, para os dois anos, nas condições deste experimento. Com relação à cercosporiose, não houve interação significativa entre lâminas de irrigação e face da planta. Verificou-se, para incidência da cercosporiose, influência significativa de lâminas de irrigação nas safras 2004/2005 e 2005/2006 e da face da planta, apenas na safra 2004/2005. Houve maior incidência na lâmina de 100% ECA e menor incidência no tratamento não irrigado, tendo sido observado maior progresso da doença na face norte da planta. Houve dois picos de incidência da cercosporiose, um no mês de março e outro em junho, com maior índice da doença no mês de junho, para os dois anos avaliados. Houve maior incidência da cercosporiose entre os meses de maio e julho.
Plant disease can be influenced by irrigation method if the microclimate is modified specially at the aerial part of plants, contributing to leaf disease intensity. This research aimed to evaluate the occurrence and severity of rust and just the occurrence of brown eye spot at coffee leaves, in coffee plants irrigated by center pivot, with different water depths. The experiment was carried out at the experimental area of Engineering Department at Federal University of Lavras, at coffee plants, Rubi cultivar (MG 1192) planted on March 1999 spaced 3,5 meters between rows and 0,8 meters between plants susceptible to rust and brown eye spot. The experimental design was randomized blocks with three replicates and six water depths at plots, corresponding to 60%, 80%, 100%, 120% e 140% of water depth evaporated from a Class A pan, including the non irrigated control plot. The disease was evaluated on coffee leaves, at an average 23 days interval, from April 2004 through June 2006. Each plot was made up of 8 effective plants, being inspected 8 leaves per plant, with four at north face and four at south face, all inspected at the medium third vertical part of plant, on third our fourth pair of leaves of lateral branches. The area up to the disease progress curve (AACPD) was calculated and the analysis of variance tested, including regression analysis for those cases when the probability level was less than 5%. At 2004/2005 harvest, a significant difference was observed among irrigation water depths and the side of plant (North or South) for both 2004/2005 and 2005/2006 harvests. A larger incidence of rust at the non irrigated plot was observed while the smallest was observed at the largest water depth (140% ECA), with larger disease progress observed at the south face. The severity of rust was larger at 80% ECA and the smallest at 140% ECA, with largest disease progress at south face of plant. Occurrence and severity peaks for rust were observed in August for both years. In relation to brown eye spot, no significant interaction was detected among water depths and plant face. It could be verified that, for brown eye spot occurrence, significant effects were detected among water depths on both harvests and in plant face only for harvest 2004/2005. Larger occurrence at 140% ECA and smallest occurrence at non irrigated plot, with larger disease progress at north face of plant. Two brown eye spot peaks were observed, one in March and another in June, with larger occurrence in June for both harvests. Larger occurrence of brown eye spot was observed from May to July.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1900
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÂO_Epidemiologia da ferrugem e da cercosporiose em cafeeiro irrigado sob pivô central.pdf3,85 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.