Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1980
Título: Óleos e extratos vegetais no controle da ferrugem asiática da soja (Glycine max (L.) Merril.)
Título(s) alternativo(s): Vegetal oils and extracts in the control of the Asian rust of the soybean (Glycine max (L.) Merrill.)
Autor : Borges, Daniella Ines
Primeiro orientador: Alves, Eduardo
Primeiro membro da banca: Abreu, Mário Sobral de
Rezende, Pedro Milanez de
Área de concentração: Fitopatologia
Palavras-chave: Soja
Óleos e extratos vegetais
Controle alternativo
Soybean
Vegetal oils and extract
Alternative control
Ferrugem-asiática
Asian rust
Data da publicação: 1-Ago-2014
Referência: BORGES, D. I. Óleos e extratos vegetais no controle da ferrugem-asiática da soja (Glycine max (L.) Merrill.). 2007. 99 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
Resumo: A agricultura atual tem aumentado o seu potencial de produção graças à aplicação de produtos químicos para o controle de pragas e de doenças de plantas, o que tem causado sérios prejuízos ao meio ambiente e à saúde do agricultor. A exploração da atividade biológica de compostos secundários de plantas pode constituir mais uma forma potencial de controle alternativo, reduzindo, assim, o impacto ambiental. Portanto, este trabalho teve por objetivo selecionar extratos e óleos essenciais vegetais para o controle da ferrugem-asiática da soja. Primeiramente, foram realizados testes in vitro com 61 extratos vegetais e 5 óleos essenciais, para avaliar o efeito desses na germinação de urediniósporos de P. pachyrhizi, sendo os extratos obtidos de Tília cordata, Pelargonium sp., Lavandula officinalis e Mentha pulegium selecionados para os testes in vivo. Em casa de vegetação, esses extratos foram pulverizados em plantas de soja com diferentes níveis de resistência, a fim de avaliar o efeito na severidade e na produção de soros urediniais, causados pelo ataque do fungo. Dentre os itens avaliados, os tratamentos e a interação cultivar x tratamentos não apresentaram efeito significativo. Somente a variável cultivar, em que o PI 459025, com gene de resistência Rpp4, destacou-se, apresentando os melhores resultados comparada às demais. Na avaliação do número de soros urediniais, observaram-se diferenças significativas, tendo os extratos de Pelargonium sp. e L. officinalis apresentado resultados estatisticamente semelhantes ao tratamento com fungicida. Ainda, os mesmos extratos utilizados no teste em casa de vegetação foram avaliados por meio da microscopia eletrônica de varredura, em folhas destacadas da cultivar MG/BR 46 e do genótipo PI 230970, com gene de resistência Rpp2. As eletromicrografias mostraram diferenças na forma e no tamanho de esporos e apressório, sendo esta considerada uma característica do fungo. Quanto ao efeito dos extratos, nenhuma deformidade foi relatada; apenas para o genótipo PI 230970, a formação dos apressórios foi retardada. Para todos os tratamentos, foram observados esporos germinando e, posteriormente, a formação do apressório, exceto o tratamento com fungicida, em que a maioria dos esporos não germinou. Isso indica um possível modo de atuação dos extratos pós-penetração do fungo.
The current agriculture has increased its potential of production, as result of the application of chemical products for the control of plagues and disease of plants and this has caused serious damages to the environment and to the health of the agriculturist. The exploration of the biological activity of secondary composites of plants can consist in an additional potential form of alternative control, thus reducing the ambient impact. Therefore, this work aimed select vegetal extracts and essential oils, for the control of the Asian soybean rust of the soy. First of all, test in vitro were carried out with with 61 vegetal extracts and 5 essential oils, to evaluate the effect of these in the germination of urediniospores of P. pachyrhizi, being the extracts obteined of prudent Tília cordata, Pelargonium sp., Lavandula officinalis and Mentha pulegium selected for the tests in vivo. In green house, these extracts were sprayed in soybean plants, with different levels of resistance, in order to evaluate the effect in severity and production of uredinia sores, caused by the attack of fungus. Amongst the itens evaluated, the treatments and the interaction cultivar x treatments had not presented significant effect, only the variable cultivate, where the PI 459025, with resistence gene Rpp4, was distinguished, presenting the best resultes when compared with the others. In the evaluation of the number of uredinia significant differences had been observed, being that the extracts of Pelargonium sp. e L. officinalis had presented statistically similar resultes to the treatment with fungicide. In addition, the same extracts used in the test at the green house, were evaluated through Scanning Electron Microscopy, in leaves detached of the cultivar MG/BR 46 of the genotype PI 230970, with a gene of resistance Rpp2. The eletromicrographs done had shown differences in the form and sizes of esporos and appressoria, being this considered a characteristic of the fungus. Concerning the effect of the extracts, no deformity was found, only for the genotype PI 230970, the formation of the appressoria was delayed. For all the treatments, had been observed spores germinating and later on the formation of the appressoria, except at the treatment with fungicide, where the majority of the spores did not germinate. This indicates a possible way of performance of the extracts after-penetration of the fungus.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1980
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Óleos e extratos vegetais no controle da ferrugem asiática da soja (Glycine max (L.) Merril.).pdf891,8 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.