Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2219
metadata.teses.dc.title: Aspectos produtivos e reprodutivos de vacas holandesas no período pós parto, suplementado com Aminofort®
metadata.teses.dc.title.alternative: Post-partum productive and reproductive aspects of Holstein cows supplemented with Aminofort®
metadata.teses.dc.creator: Ribeiro Neto, Gilberto da Silva
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Albuquerque, Flamarion Tenório de
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Souza, José Camisão de
Sousa, Raimundo Vicente de
Barreto Filho, João Bosco
metadata.teses.dc.description.concentration: Ciências Veterinárias
metadata.teses.dc.subject: Pós-parto
Vacas leiteiras
Fertilidade
Suplementação com aminoácidos
aminofort
metadata.teses.dc.date.issued: 5-Aug-2014
metadata.teses.dc.identifier.citation: RIBEIRO NETO, G. da S. Aspectos produtivos e reprodutivos de vacas holandesas no período pós-parto, suplementadas com Aminofort®. 2007. ii, 60 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
metadata.teses.dc.description.resumo: O objetivo foi avaliar o efeito do Aminofort® sobre variação de peso e escore de condição corporal pós-parto, intervalos parto/1º estro manifestado, parto/1º serviço e parto/concepção, além do número de inseminações/concepção e produção de leite. Foram utilizadas 40 vacas da raça holandesa, divididas em dois grupos com 20 animais cada. Os animais do grupo tratado (GT) receberam 10 ml do produto Aminofort® pela via intramuscular 15 dias antes do parto previsto, com uma segunda aplicação no dia do parto, e então quinzenalmente até 105 dias pós parto, totalizando nove aplicações. Os animais do grupo não tratado ou controle (GC), receberam solução salina nas mesmas condições (efeito placebo). Animais foram blocados por paridade, sendo constituídos de 10 animais de segunda cria, 3 de terceira cria, 5 de quarta cria e 2 de quinta cria para cada tratamento. Para avaliar o efeito principal de paridade foram criadas duas classes: subgrupo 1 - vacas de segunda cria (n=20) e subgrupo 2 - vacas de três a cinco crias (n=20). Nenhuma das variáveis estudadas foram afetadas pelo tratamento. Houve efeito da interação entre tratamento e paridade, onde a produção de leite média diária no período foi menor (P=0,03) para o subgrupo 1 dentro do tratamento 1, quando comparado com o subgrupo 2 ou não tratado (25,52 ± 1,21 versus 29,54 ± 1,14 para subgrupo 1 com tratamento 1 e subgrupo 1 com tratamento controle, respectivamente). Nas condições do presente trabalho, ou seja, de vacas da alta produção e recebendo dieta apropriada para seus requerimentos, a produção de leite e a reprodução não foram afetadas pelos tratamentos.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2219
metadata.teses.dc.publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
metadata.teses.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.